Ir para conteúdo

WhBlaze

Trophy Hunter
  • Total de itens

    4.054
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    5

WhBlaze venceu a última vez em Agosto 25

WhBlaze had the most liked content!

Reputação

2.588 Platina

Sobre WhBlaze

  • Rank

Contact Methods

  • Website URL
    https://www.youtube.com/channel/UCMzX2RbUZR1oq2l-QOaCqEg

Profile Information

  • Nome
    Anselm

Últimos Visitantes

9.452 visualizações
  1. Nada de Grand Blue Re-Link? Senhor... platinum realmente pisou na bola com esse jogo... começo a temer que ele não vá ser lançado -__-
  2. Eu não tenho a menor ideia de como você pode não considerar o jogo que apresentou praticamente todas as bases do gênero inclusive um não incentivo a combate, utilização de passaporte para enganar guardas, roubar uniforme para se disfarçar, mas enfim... existem outros exemplos eu só falo wolfenstein porque Metal gear é basicamente a evolução dele.... Sobre o resto: Acho que isso é um caso mais complexo, afinal, jogos cinematográficos sempre tiveram uma vida bem bizarra nesse nosso mundo, existindo desde pouco depois dos primórdios da indústria de uma forma bem estruturada e focada em escrita, como por exemplo, portopia (pq eu não posso passar um tópico que fale de história e escrita em jogos sem falar de Yuji Horii). Seguimentos como o período FMV (Road Avenger), a evolução dos adventures, a evolução dos rpgs cinematográficos com Captain Tsubasa a Tengai makyo Makushiroku, a Masaya empurrando narrativa complexa com ambiguidade moral em jogos de ação e principalmente, a própria tecmo criando cutscenes em Ninja Gaiden para narrar uma história e desenvolver clima de filme de Ninja com Franco Nero, são elementos bem antigos que precederiam tais créditos atrelados a quem por algum motivo, todos optam por aplaudir cegamente. Porém, é inegável que ele tem sim uma parcela relevante não na construção (apesar de adorar Snatcher), mas na popularização dessa ideia para as massas com um certo Delay, mais especificamente em Metal Gear Solid que fez o pessoal olhar para trás, lembrar que Snatcher existia, não necessariamente os outros, mas pelo menos Snatcher o povo sabe. Ninguém vai tirar isso dele e muito menos diminuirá a importância ou impacto cultural das obras que ele esteve envolvido, o problema para mim é singularizar uma informação incorreta na pessoa que representa erros de virtude de toda a companhia. Nos não estamos falando do inventor de nada e jurando depé junto que ele inventou, ao ponto da mentira ter ganhou 5 pernas e o próprio maluco já acredita em suas lorotas, inflando ainda mais um ego narcisista e danoso. Temos centenas de casos assim na industrial de games, de louvores a mediocridades que descarrilaram trens, a absurdos momentos como o pessoal acreditar piamente que Igarashi salvou castlevania com o incrível sucesso de Symphony of the night (um jogo que ele assumiu no meio do caminho, não mudou muita coisa e comicamente: foi um fracasso de vendas que quase enterrou de vez a serie.) ou talvez o mais icônico e desconcertante, Keiji Inafune, um dos vários desenhistas de megaman, é o criador do jogo "because marketing", jogando Akira Kitamura (section Z, Megaman e Willow) para escanteio e criando a ilusão de Mighty Number 9 \8 Sejamos sinceros, isso é muito, mas muito perigoso a curto e longo prazo...
  3. Kojima, você tem consciência que metal gear (1987) é perturbadoramente parecido com Castle of Wolfenstein (1981) e que você, nem Sillas Warner inventaram o gênero Stealth, correto? Enfim, eu li a entrevista inteira na gamespot e sem sacanagem? Poucas vezes eu vi algo tão irritante, narcisista e desconcertante sendo proferido, culminando na hilariante afirmação de que "sim, ele é basicamente um diretor frustrado que quer fazer filmes mas por falta de talento fica no mundo dos games." Quem deu esse titulo para David Cage, por favor, corrija. Voltando ao assunto, essa conversa vaga sobre "se não gostar é porque não entende, quem sabe daqui a 10 anos elas passem por uma experiência na vida e finalmente entendam" tem nome, se chama esnobismo de jumento e me lembra Dan Fogelman tentando defender sua porcaria pretensiosa, pedante, estúpida e horrorosamente escrita chamada de "Life Itself", enfim, tem muita coisa bizarra na entrevista como ele se proclamando como um ser divino que faz tudo sozinho, demonstrando um total desconhecimento do que mentor significa e por ai vai, mas admito, uma coisa boa saiu de lá. Ele explicou o que diabos foi o "I have no idea" que todo mundo difundiu como ele não ter entendido o jogo, na verdade, ele entende, mas o que ele fez é tão magnifico, único e fantástico apesar de lembrar um certo jogo de pc do finzinho dos anos 90 começo dos anos que ajudou a definir os sandbox, que ele não tinha uma palavra para descrever o seu gênero recêm inventado, logo, ele disse não saber sobre o que era o jogo e o nomeou de "Strand" game Assim como quando ele inventou o "lighting bolt action, a visual novel, o stealth, o adventure, os jogos de mecha, os hack'n slash e assim por diante. Como todos nós sabemos: Kojima inventou tudo, e se você discorda, foda-se ele fez e fim de conversa.
  4. COMO? Serio, o que você viu naquilo O____O? Controle não funciona direito, história é dolorosa, level design questionável (na melhor das hipóteses), é bugado bagaraio, online dava lag direto Sobre a pergunta: devem estar fazendo isso, mas também é preciso ter jogos filler que custam pouco e preenchem o calendário, o famoso "Shovelware"... ao lado de megaman zx e collection que se enquadram nesse status 8X. Voltando ao jogo... meh... única coisa interessante é o fato de podermos dar uma de wesker e birkin lançando o monstro pro pessoal, mas isso esta longe de novo. Verdade seja dita que é mais próximo do que outbreak seria hoje em dia, sendo mais rápido (Como o mapa do hospital), agressivo e com um inimigo humano mas não deixa de ser insosso e levanta questionamentos se a capcom ainda esta transformando jogos aleatórios em residente evil que nem The Kitcher que virou RE7... because branding...
  5. de nada É que o maior trunfo do jogo é o multiplayer mesmo, principalmente quando se trata de pegar os troféus. Talvez esse preludio do fim anime o pessoal a se movimentar de novo 8X Se eu te contar que nunca joguei o singleplayer, tu acredita? HUAHUAHUAHUA Não sei como estava na sua época, mas quando eu comecei era divertido bagaraio "apesar do bug no lider" os bate boca na gamefaqs, pessoal se provocando, disputa de times frequentemente alternando, padrões sendo quebrados... Sistema de combate era bem divertido na época XD
  6. uou! grand kingdom já vai fechar? nossa, essa me surpreendeu \8 se bem que quando eu fui ver o jogo pro @xPLuFFye ele já tava bem morto \8 Pega o jogo, joga online e se precisar de ajuda de um mercenário me fala que eu boto o meu para te ajudar sem problema \8 Ofereci o mesmo pro pluffy mas ele não quis ;\
  7. minha ofensa por não ter sido convidado para o beta fechado acaba de minguar u_u
  8. O que me diz do Arslan Musou? Eu nunca vi o anime, mas o jogo me interessou... também me parece não ser tão longo quanto os outros warriors pra platinar XD

    1. Mostrar comentários anteriores  %s mais
    2. jon86rodriguez

      jon86rodriguez

      @jorgeyuri87 ah realmente os jogos da Koei vale a pena mais comprar em mídia física, mas como esse eu vou dividir com um amigo meu, vai sair bem em conta.

    3. MGZoio

      MGZoio

      Esse eu ia começar pouco antes da minha tv dar pau...

    4. WhBlaze

      WhBlaze

      @jon86rodriguez

      Acho que ai é melhor procurar os livros mesmo. Arakawa é muito lenta e adora parar abruptamente para fazer outra coisa, hell, acompanhar full metal alchemist (manga mais constante dela) foi um pesadelo e Gin No Saji sofre tanto com essas travadas que eu acabei largando.
      E o anime... bom... digamos que o anime alcançou o manga no eps no comecinho da serie, começou a fazer algumas coisas bizarras que entram em contradição com o começo, deu um leve flashback do primeiro anime de full metal alchemist que fazia de tudo menos parecer full metal alchemist uauauhahu

      Ainda é bom (Apesar da segunda temporada sofrível), mas existe um motivo para o anime ter atravancado de forma espetacular, ter uma rejeição inesperada no japão apesar de que quando a terceira temporada sair... yeah, vai ter audiência na mesma hora.


      Sobre o jogo: dude, a mecânica de troca de armas ficou ótima, e como o cast de personagens é pequeno eles ficaram bem únicos :B
      Depois procura copia física para pegar com uns trocados, de vez em quando ele ainda aparece por 50~60R$, mas a tendência é ficar mais caro \8

       

       

      @jorgeyuri87

      Poha jorge, tu não podia ter arrumado duas series mias bipolares para comparar não? HUAHUAHUAHU
      Arslan é um shonenzão feito pela vaca (hiromu arakawa. E como tudo feito pela vaca: é bom) adaptado de um livro de fantasia medieval fantástico clássico, cujo qual a única grande diferença é a localização (Aka: Irã/Pérsia).

       

      Já viland saga é um seinen histórico bizarramente preciso com víeis pacificas que além de analisar a humanidade do personagem central, critica brutalmente essa glorificação a violência (Cujo qual é... basicamente a base de todos os shonens...) enquanto segue sua narrativa anti vingança remanescente de clássicos como Monte cristo ou Sweeney Todd (Aka: Cave duas covas caso deseje vingança).

      Ainda acho que a segunda metade dessa serie vai resultar em um backlash dos infernos pq muiiiiiiiiiiiiiiiiiita gente tá chegando achando que é farra do boi, violência e porrada... não quero nem imaginar como eles vão reagir quando chegar em Thorfinn escravo pacifista....

  9. uma letra a mais, uma leta a menos, ninguém vai notar a diferença
  10. Fico imaginando o que nagoshi fumou para dizer "uou! boa ideia" Enfim, vou esperar pra ver (mais insano que
  11. Cahan, bem vindo ao meu mundo u____u Já sobre o tópico: vortamu (ಥ﹏ಥ)
  12. Só algumas, mas o pessoal que conseguiu não coloca na internet. No máximo um texto ou outro. É um mal antigo do pessoal de vídeo game que é completamente incompatível com a personalidade de qualquer outra área. Por exemplo, digamos que uma pessoa do cinema descobre algo. Cinco minutos essa informação esta disponível para todo mundo aprender. Fãs de anime compram Artbook que sempre tem informações além de ilustrações: um dia e não só o artbook esta escaneado, como a informação extra já foi espalhada para os fãs saberem mais. É uma comunidade com personalidade coletiva que quer ensinar e popularizar aquilo que ama. Vídeo games por outro lado? Da hoard, esconde informação, guarda pra si mesmo e não libera nem com vudu pq se não vai perder o valor... Ai tudo que temos são informações beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeem vagas dos poucos que conseguiram ou que não batem com essa personalidade maldita. Da vontade de esganar ¬¬" Sobre Konami e etc: Eles rebaixam funcionário para coisa menor. Sistema deles é bem parecido com uma lealdade plena, e aquele que for humilhado pelo seu superior, meio que fica zanzando nos escritórios com salário menor e baixa oportunidade. Digamos que existe uma possibilidade dos caras que kojima jogou aos leões estarem trabalhando de faxineiros na Konami até hoje. Dito isso, eu não discordo do seu ponto de vista, Kojima ter sido contratado e feito merda é sim responsabilidade da Konami, mas a sua demissão é justa causa, mas ao invés do mundo tratar como "é, bola pra frente", o pessoal do ocidente e a internet tapada demonizou a empresa prejudicada "por ser uma empresa" e defendeu a ignorância do sujeito, vitimando-o e resultando no cumulo do deprimente quando o papa Doritos fez aquele discurso sobre o prisioneiro de vietnamita no QG da Konami. Aquilo é insanidade. Vamos por um sinal mais perigoso e controverso só para ilustrar bem. Estado contrata um funcionário instável pela policia. esse sujeito instável faz merda, começa a abusar do poder e mata um inocente. O estado é sim responsável por ter passado esse no teste psiquiátrico, mas o cara que cometeu o crime ainda tem de ser responsabilizado pelo crime cometido. É exatamente a mesma coisa em escalas distintas. Por isso que não tenho saco para aguentar essa defesa cega de um sujeito que fez merda como se ele tivesse sido oprimido por um gigante vermelho em formato de K õ-O" Além de ser rum com porcentagem, tava chutando baixo por preguiça E como ainda to preguiçoso e um pouco ocupado Divisão base de um jogo full price americano: 60US$ - jogo. 12US$ - Fica com a loja 12US$ - Fica com licenciamento (nintendo, MS e Sony) Deixando 36 para cobrir marketing (Que normalmente engole uns 9~12US$), distribuição, fabricação, manuseio de inventario e etc, com os lucros excluindo coisas como salários, bônus e etc.. É na faixa dos 12~25 por unidade vendida a full price. Logo, digamos que todos os jogos venderam em uma media com 12US$ de lucro (ou seja, full price ou próximo de full price, afinal o jogo baixou de preço severamente pouco tempo depois do lançamento) 6000000 = 72 milhões e ficou longe de se pagar. (apesar do jogo não ter vendido 6 milhões) Mas se pegarmos esses 6 e transformarmos em 8, o calculo bate em 96 milhões recuperados com vendas, sem pegar os prejuízos extras, salários e outros tramites, como impostos, por exemplo, para manter essa licença e produção frequente de jogos no desespero. Logo, a matemática começa a fazer sentido. Também é bom lembrar que um jogo desse naipe precisa de garantia de sequencia e assim como um filme, ele tem de gerar o dobro de seu budget + lucro e em questão de segundos, mgsv teria de virar call of dutty e vender 16 milhões para não depender de externos ou de Yu-gi-oh sustentando a konami. Quase tão estúpido quanto o doente mental (Que se não me engano foi demitido) da capcom que disse que Resident Evil 7 ia vender pelo menos 4 milhões no lançamento... genial... O jogo vai vender pouco abaixo de seus antecessores (os jogos mais vendidos da capcom até Monster hunter) no lançamento? Esse é um gênio do planejamento... Editt PS: Só pra constar, não estou incluindo tralhas como suporte técnico, online, lucros in game, outros tipos de publicidade e por ai vai. Até geração passada (Só para dar uma base), um jogo triple A tinha que vender 1.6~1.9 milhões para dar break even, por isso que os estúdios médios morreram e houve tanta reciclagem (Que continua). Nessa geração, os jogos ficaram ainda mais caros, atingindo finalmente orçamento de filmes e isso diminui ainda mias a presença de jogos que tomam algum risco. E só pra constar: é bem possível que mgsv já tenha se pago via tranqueiras online, não sei ao certo como funciona aquele bagulho e konami adora esconder informação negativa. Mas como um fã de castlevania acostumado a ver as farras do boi quando da tudo certo: provável que o resultado não seja tão agradável. El viento é legal, earnest evans é tão ruim que é bom. u_u Leynos: Tendência é subir mais. Ele entrava direto em promoção nos últimos 2 anos \8
  13. Que absurdo, blasphemous era uma banda de trash metal... wait... cadê o pagan quando eu preciso dele?
  14. Qual? De iga dando chilique? Um dia eu coloco na retrospectiva de castlevania que eu to fazendo, meio que parei pq pensei que ia arrumar informação nova em alguns trecos que encontrei, mas fã de vídeo game é uma raça maldita que entra em colisão com os de todos os outros materiais do mundo. Aka: O RAÇA HOARDER DOS INFERNOS! PQP LIBERA PORCARIA DE INFORMAÇÃO NAS EDIÇÕES DE COLECIONADOR QUE NINGUÉM CONSEGUE ACHAR AO INVÉS DE ILHAR NUM PORÃO ¬¬ Pqp, eu quero a porra do making off de lost planet que veio na edição europeia absurdamente limitada ¬¬ Sobre Kojima: Não consigo ver dessa forma, serio. Ele como gerente é um desastre e excluindo a atitude com o time de Rising (Que eu achei um golpe baixo), eu não posso reclamar e concordo com você Konami tem culpa no cartório por colocar o louco para dirigir o manicômio e o orçamento estourar múltiplas vezes (vide que não foi em MGSV) é de suma responsabilidade dela. Mas vitimar Kojima pela demissão é errado, foi justa causa assim como seria se eu trabalhasse como encanador e explodisse o encanamento da cidade inteira por ter errado a pressão. A empresa obviamente é responsável por me colocar lá, mas eu também tenho que ser demitido por inaptidão, afinal, como infernos eu posso ser inocente se eu sou o incompetente que causou o desastre? Isso que eu não consigo entender \8 MGSV: 1- 80 milhões é o budget original revelado pela konami antes do estouro, e ele não esta contando finalização da produção, marketing final, distribuição estoque, armazem e etc. Nós não temos a menor ideia do quanto foi gasto nessa parte final além da informação de que o jogo tinha de passar dos 8 milhões de unidades vendidas para poder ficar no break even. Ou seja, foi bem mais do que 80 milhões. 2- Copias despachadas são bem diferentes de copias vendidas devido ao funcionamento mercadológico dos outros países. Afinal, diferente daqui, uma copia despachada não foi vendida a atacado com um preço reduzido, contabilizando lucro a distribuidora e deixando o comerciante para se virar no varejo. Ao contrario, essas copias são movidas até as lojas grandes, cujo qual tem como função vendem em um preço tabelado para repassar uma pequena parcela (se não me engano 12US$ no bruto de um jogo full price, esqueci a matemática pq faz décadas que eu a vi e eu pensei que nunca mais ia utiliza-la apesar de já ter postado aqui uma vez uhahuaua). Por exemplo se uma loja quiser baixar o preço, ela vai entrar em contato com a distribuidora e informar sobre isso para reduzi-lo em conjunto e assim por diante. É bem diferente daqui, com o japão aceitando até mesmo retorno de unidades e transformando a piada ambulante do jojo allstar battle em um dos maiores fiascos da bandai e o maior da cyberconnect 2, afinal, seu meio milhão de unidades vendida foi quase todo devolvido (Ele é o jogo mais devolvido da história do japão, seguido por Masou Kishin Pride of Justice e se não me engano Killer is dead... só que esses dois últimos é na porcentagem, não em numero.) Ou seja, digamos que o jogo movimentou uns 200 milhões de dólares (chutando, realmente to com preguiça de calcular), desses 200 a konami viu o que? 15% disso em lucros se torcermos por todos terem sido vendidos a full price? Foi dessa forma que a capcom conseguiu o feito hercúleo de resident evil 6 ser por um bom tempo o segundo jogo mais bem sucedido de sua história, cruzando a linha dos 6 milhões de unidades vendidas e... quase não break even... 3- Novamente, nós não temos precisão no numero de vendas dos jogos, mas Konami ama se gabar de qualquer feito impressionante, hell, como você acha que sabemos os únicos castlevanias que cruzaram a linha do milhão? (Aka: Circle of the Moon & Lords of Shadows) eles soltaram foguete e fizeram uma farra dizendo "DUDE! QUEBROU RECORDES!", ela é muito, muito, mas muiiiiiiiiiito cartunesca. qualquer feito impressionante é festa uhahuauha Mas nós sabemos quando o millestone tava correndo pq ela divulgava, e mgs v quando atingiu mais ou menos a sua base estabelecida de vendas (2.7 milhões~3.2 milhões) ele desabou de preço oficialmente e não era mais full price. Pouco tempo depois tivemos a outra versão especial da serie, e subsequentemente a playstation plus. Infelizmente não sabemos a margem de absorção de prejuízo da sony por copia vendida do jogo, mas além de não ser muito, a konami as contabiliza como vendas e é bom frisar, um estúdio tem que estar muito desesperado e atravancado para aceitar colocar algo como MGSV, um jogo triple A recente na playstation plus... isso é sinal de que o negocio travou e não tá se pagando mesmo. Isso não é sinal de que as coisas estão indo bem. Agora nós não temos ideia de lucros internos no modo online, é possível que ele seja autossustentável e tenha dado renda suficiente para manter o jogo no breakeven e agora a konami quer desesperadamente achar capital para o próximo jogo via empréstimo, ativos ou até mesmo lucro de vendas ou pachinko (é bom ela desistir que ninguém vai ganhar da sega lá dentro e a sega andou sofrendo com a queda dos pachinkos...), mas vendo a situação inteira? meio difícil de acreditar. Cybernator: Sim, fiz 3 vídeos sobre isso, são os únicos no mundo "romanjizado" falando da serie e ainda corrigi um bando de informação errada espalhada na internet em sites relativamente respeitados que coincidentemente tiraram do ar as asneiras proferidas algumas semanas depois do vídeo. Serio, eu ainda não sei como infernos alguém consegue confundir o traço do sujeito de Amon Devilman e Gyo com o cara que desenha Yamato & Gundam. Meu cérebro não computa isso. Mas falando serio por um minuto, a Konami distribuiu o jogo no ocidente e mudou o nome para Cybernator por ser mais "cool" que "Assault Suit Valken" (na cabeça de americanos). Masaya em si não tinha nenhum interesse de trazer o jogo não só pelos custos, mas por ter tido uma péssima experiência com Valken/Target Earth, que levou uma vida para emplacar no japão depois de tomar porrada de tudo quanto é lado. Comicamente cybernator daria certo, mas a masaya focaria no sucesso de langrisser, abandonaria a serie, a equipe se irritaria e debandaria para a square onde criaram front mission (E já debandaram pq a square não deixava eles trabalharem e ainda fez o favor de falir por causa de um filme e a produção escalafobética de final fantasy viii, que ironicamente manteria eles vivos proporcionando essa contradição) e the end, só que não, pq o pessoal da lucas arts e um bando de outras pessoas tentaram copiar a formula, erraram feio e proporcionaram o hilário metal warriors, cujo qual a lucas arts fez questão de distribuir com a Konami para criar a impressão de que era "continuação de cybernator" algo que em cinco segundos qualquer pessoa notaria que é impossivel, vide que cybernator com todas as suas merdas censuradas ainda era crível, pesado, se levava a serio, não fazia "pipiu" a cara disparo irritante de sua arma, tinha um excelente level design que não parece os labirintos merdas feitos por ocidentais na geração 16 bits (ou a team wolf quando criou earnest evans...) em um mundo governado pelo dark lord palpatine que mais parece o de sempre: americano tentando fazer anime e errando feio. Pronto, parei de bajular a Masaya por um minuto e não, meu avatar não é de um anime u_u Sobre leynos: Big boy, mercado livre, games4, shopb... Eu alertei com um ano de antecedência que o jogo era 60R$ e ninguém me ouviu u_u Agora já tá 169 e a tendência é subir mais pq o dólar tá caro, a geração tá acabando, um esperto provavelmente esbarrou com o vídeo e viu que o jogo não era comum e no momento no vale mais a pena importar por 90R$. mas eu avisei, assim como avisei que Existe Archives tava 60R$ e ia subir, lost dimension era 70 e assim por diante u_u
×
×
  • Criar Novo...