Ir para conteúdo

edhunter10

Trophy Hunter
  • Total de itens

    9.993
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    98

edhunter10 venceu a última vez em Novembro 3

edhunter10 had the most liked content!

Reputação

10.285 Platina

Sobre edhunter10

  • Rank
    SRN

Contatos

  • Skype
    brn.iron

Informações Pessoais

  • Nome
    Eddie The Head

Últimos Visitantes

13.795 visualizações
  1. Não acompanha, mas ela estava grátis por um determinado período quando lançou, agora não mais.
  2. Comprarei o Project Cars. Aproveitar que, atualmente, existem eventos suficientes para o troféu.
  3. Devido a última DLC lançada, agora você pode criar personagens direto no level 30, sendo possível, portanto, pegar rapidamente os troféus relacionados às habilidades de cada classe.
  4. Ótimo mês! Esperar agora por uma promoção do Season Pass do Nioh. Outlast 2, por sua vez, devo passar.
  5. Vou aproveitar para comprar o Season Pass do Darksiders III, já que está com 50% de desconto.
  6. PSN #202 - Not a Hero Um jogo indie, de tiro, side-scrolling 2D. O jogo é dividido em 21 dias, sendo que cada dia representa uma fase. Ao final destes 21 dias ocorre as eleições, sendo que nosso objetivo é eleger o Bunnylord para o maior ranking possível dentre os quatro, que é o Global Megalord, portanto, a porcentagem de aprovação populacional aumenta cada vez mais quando combatemos o crime, ao cumprirmos com os objetivos das fases. Podemos jogar com nove personagens diferentes, cada qual com suas características únicas. Os comandos são simples: podemos atirar, deslizar no chão e recarregar a arma. O deslize serve para derrubarmos os inimigos no chão e, consequentemente, executarmos. Algo interessante é que realmente temos que recarregar nossa arma manualmente, algo do qual temos que nos acostumar. Temos que utilizar o cover com bastante inteligência, pois serve para avançarmos cautelosamente pelo cenário, além de desviarmos de tiros inimigos. Para o 100%, é necessário que consigamos o melhor ranking em todas as fases, isto é, completar todos os três objetivos opcionais de uma vez só. Também precisamos acessar as três áreas secretas do jogo, além de realizar 300 execuções e acertos críticos. Nota do jogo: 7/10 Dificuldade do PSN: 5/10 Tempo: 6 horas Aprovado? Sim. Esses indies, apesar de simples, têm uma fórmula bem viciante.
  7. Platina #293 - Apotheon - Omnipotence Um jogo de ação/plataforma 2D baseado na mitologia grega. Os cenários são muito bem feitos, ótima jogabilidade e trilha sonora, os combates requerem uma boa dose de estratégia. O único problema é que o jogo pode "crashar", uma vez que você abre uma lockbox, e sim, isto vai acontecer algumas vezes, portanto é recomendado fazer um save manual antes de abrir cada uma. Voltei a jogar após quatro anos e cinco meses depois que peguei meu primeiro troféu. Me arrependo de não ter jogado antes. Em relação à platina, vamos nos deparar com uma certa dificuldade. Temos que pegar todos os coletáveis (lockboxes e armas raras), além de muitos troféus específicos que são feitos em certos mapas, os quais temos que cumprir determinados objetivos como pegar uma chave e acessar locais secretos. Fazendo todos estes troféus específicos e com o progresso do enredo, também adquirimos o troféu de obter todos os doze poderes dos Deuses do Olimpo. E também podemos zerar na dificuldade Warrior (Normal), e realizar o glitch para voltar ao chefão final na dificuldade Olympian, logo, tudo pode ser feito em somente uma jogada. Nota do jogo: 7.5/10 Dificuldade da platina: 4/10 Tempo: 12-13 horas Aprovado? Sim. Muito bom!
  8. Insano, hein? Foda demais. Esperarei pela versão completa para comprar a mídia física, e guardá-la na coleção após jogar.
  9. Platina #292 - Sniper Ghost Warrior 3 - I Am More Temos um jogo FPS focado no stealth. O enredo é bom, previsível, e com um final bosta. Jogabilidade boa, mas com demora no tempo de resposta de certos comandos. Belos gráficos, boa trilha sonora, porém ausente. Não havia a necessidade de torná-lo em mundo aberto, aos moldes de Far Cry, por exemplo, mas já que tornou, podemos destacar as várias possibilidades de avançarmos nas missões, o que é natural. Os loadings de três minutos e meio quando vamos entrar no jogo ou quando existe a troca de mapas, é completamente ridículo. O jogo chegou a "crashar" duas vezes, mas, por via das dúvidas, estava frequentemente fazendo backup do save, além de um bug ou outro, como ficar preso entre rochas do cenário ou o personagem segurar a arma invisível. Em relação à platina, tudo é muito fácil. Temos que zerar o jogo, pegar todos os coletáveis, pegar/desbloquear todas as armas e comprá-las, completar todas as sidequests, eliminar todos os alvos da lista dos mais procurados, completar pontos de interesse, além de mais alguns troféus específicos de combate e outras ações. Tudo vem naturalmente quando iremos atrás do 100% dentro do jogo. Destaco, também, que nenhum troféu bugou pra mim, jogando na última atualização: 1.09, apenas tive que me preocupar com um dos troféus das sidequests, do qual tornou-se perdível com esta atualização. Ainda aproveitei para jogar as duas DLCs do jogo, as quais não têm troféus. A primeira, The Escape of Lydia, na qual jogamos com ela própria, completamos em 30 minutos, uma vez que possui somente duas missões. A segunda, The Sabotage, já é mais bem feita, mas não chega nem a três horas de duração, possuindo cinco missões principais, duas secundárias e três novos alvos para a lista dos mais procurados. Nela jogamos com Robert, o irmão do Jon, e o enredo nos conta o ponto de vista dele, uma vez que fora capturado. Vale destacar que a dificuldade é maior que a do jogo base, mesmo jogando no normal. Também tentei me aventurar no multiplayer, mas não existe ninguém jogando. Nota do jogo: 6.5/10 Dificuldade da platina: 2/10 Tempo: 23-25 horas Aprovado? Sim. Bom jogo, mas claramente faltou um "algo a mais", coisa que o antecessor teve e que é, disparado, o melhor da trilogia.
  10. PSN #201 - Contrast Um jogo indie, do gênero puzzle. Destaque para toda a sua criatividade, o enredo, a dublagem, o visual belíssimo e a trilha sonora. Os puzzles vão dificultando cada vez mais, no entanto, não chegam a ser difíceis, somente um que achei complicado. Em relação aos troféus, basta zerar o jogo, pegar todos os coletáveis, além de vários específicos em determinadas ocasiões durante os Atos. Nota do jogo: 6/10 Dificuldade do PSN: 2/10 Tempo: 3 horas Aprovado? Sim. Bem interessante. Vale a pena jogar.
  11. Table Top Racing: World Tour DLC - Tropical Ice Pack Uma DLC que introduz dois novos mapas, dois novos modos de jogo e inúmeros eventos. É bem desafiadora, o que contradiz totalmente com o jogo base, uma vez que tais eventos recebeu um aumento de dificuldade. Existem troféus de coletar todas as moedas nos mapas novos, além de passar entre 500 checkpoints e ultrapassar 500 carros, referentes aos novos modos de jogo. O mais difícil, no entanto, é o troféu de obter três estrelas em todos os eventos. A terceira estrela realmente fica bem no limite de tempo, conseguimos tal feito por bem pouco, raspando.
  12. Battlefield 3 DLC - Back to Karkand DLC - Close Quarters DLC - Armored Kill DLC - Aftermath DLC - End Game Com um total de 25 troféus, sendo 5 em cada DLC, a maioria deles é relacionado a realizar coisas rápidas, como fazer kill de uma certa maneira ou vencer uma partida em determinado modo de jogo. Temos dois troféus relacionados a fazer 10 kills com cada arma de suas respectivas DLCs, no entanto, não precisamos fazer as designações para liberá-las, já que tais armas estão disponíveis nos modos de jogo Gun Master e Scavenger. Mais uma vez, fazendo o boost em um servidor alugado, com um grupo comprometido, tudo flui muito rápido.
  13. Platina #291 - Battlefield 3 - Platinum Trophy Temos um excelente enredo. A trilha sonora contribui bastante às cenas, apesar de ser ausente em certos momentos. Um ponto negativo, é que o jogo é muito escuro, e isto fica evidente nas missões noturnas, além de um bug ou outro, como não nos deixar abrir a porta para prosseguirmos adiante. As interações em forma de QTE são bem legais, inclusive existem troféus para tais. Gostei bastante da maneira pela qual o enredo é contado, conduzido. Controlamos o Sargento americano Blackburn, que está sendo interrogado por dois superiores da CIA, mas que a todo momento tenta convencê-los de que um nuke está prestes a explodir em Nova Iorque. A cada relato, é uma missão que jogamos, até ao ponto do enredo continuar a partir deste interrogatório em diante, o que acontece justamente na última missão, algo que já imaginei que iria acontecer, tendo em vista que o enrendo de Call of Duty: Black Ops II, do qual já joguei, vai na mesma pegada, até diria que teve uma certa inspiração de um para outro. Temos missões bem variadas, sendo que jogamos na linha de frente, mas também existem missões focadas exclusivamente em tanques e aviões. Também jogamos pelo ponto de vista russo, mais precisamente com Dima, que, mais adiante, ambos se cruzam pelo caminho. Por outro lado, a campanha é bem curta, entretanto, ótima. Em relação à platina, podemos dividi-la em três partes: campanha, co-op e multiplayer. Campanha: basta zerarmos na dificuldade Hard, obtendo o máximo de troféus específicos de missões durante o progresso, nem coletáveis existem. O Hard, entretanto, nem chega a ser tão difícil, apenas duas fases foram mais complicadas. Co-op: também é necessário finalizar todas as missões na dificuldade Hard, um total de seis, sendo que existe um troféu específico para cada uma delas. Nada muito difícil também, com exceção de uma missão na qual temos que passar inteiramente em stealth. Esta requer uma boa comunicação. Multiplayer: temos que alcançar Rank 45, além de obtermos cada ribbon do jogo. Outros troféus mais simples virão naturalmente. Um grind de experiência torna-se necessário no final, uma vez que obtermos os demais troféus. Fazendo o boost em um servidor alugado, com um grupo comprometido, tudo flui muito rápido. Nota do jogo: 8/10 Dificuldade da platina + DLCs: 3/10 Tempo do 100%: 55 horas (5 Offline, 50 Online) Aprovado? Sim. Um dos melhores da franquia, provavelmente o melhor.
  14. Melhor que o Salvation com certeza será (até porque é impossível ser pior do que aquela bosta), fora que parece que combina mais com FPS, um ponto a mais pro jogo. À espera de um gameplay.
×
×
  • Criar Novo...