Ir para conteúdo

Líderes

  1. EduNews

    EduNews

    Trophy Hunter


    • Pontos

      1.461

    • Total de itens

      7.912


  2. kabanas22

    kabanas22

    Guiador Oficial


    • Pontos

      1.325

    • Total de itens

      7.752


  3. MamyBR

    MamyBR

    Hall da Fama


    • Pontos

      1.229

    • Total de itens

      6.866


  4. edhunter10

    edhunter10

    Trophy Hunter


    • Pontos

      1.054

    • Total de itens

      10.123



Conteúdo Popular

Mostrando conteúdo com a maior reputação desde 10-07-2019 em

  1. 36 pontos
    Pessoal, as coisas deram uma reviravolta, e depois de algumas mudanças de caminho na tentativa de retorno, conseguimos por o portal no ar. Agora ele está em fase beta para vocês que usam o fórum, por favor, não divulguem para fora pois a gente não quer testar muita gente online, e sim achar bugs e problemas para deixar ele mais redondo antes de liberar geral. Algumas coisas já sabemos q estão com problema, exemplo: 1. Mural com pau 2. Ranking desatualizado 3. Tudo relacionado a DLC precisa ser recalculado, então aparece errado na maioria das páginas Qualquer coisa diferente daqui, postem o erro para a gente verificar e corrigir. Quando for postar o erro, mandar o link e, se for algo visual, uma imagem. Para acessar o portal, usem o link normal http://mypst.com.br user:chupa senha:giba
  2. 26 pontos
    #145 - Detroit: Become Human Que jogo maravilhoso! Mais uma bela obra do estúdio Quantic Dream. Detroit mostra a convivência de androides e humanos num futuro não tão distante assim. De início flui bem, mas conforme o tempo passa, a relação vai enfraquecendo. O game segue o estilo de escolhas já conhecido da produtora, e elas REALMENTE tem impacto no enredo, algo que o Beyond Two Souls (que era um bom jogo também) deixou a desejar. Não considero o melhor jogo deles, pois Heavy Rain é uma obra prima inigualável, o que não diminui este título. A platina é fácil sim (com guia), ainda assim é preciso zerar o game duas vezes e tomar cuidado com os QTES na primeira jogada. Pelo menos não existe um troféu de QTE absurdo como o Kamikaze de Heavy Rain. No menu do game tem uma androide que conversa com o jogador (fazendo a quebra da quarta parede), te fazendo um questionário ou até mesmo analisando as suas escolhas. A dublagem é sensacional, umas das minhas favoritas até então. Jogo obrigatório para amantes de boas histórias. Só não indico para quem não curte este games nesse estilo que se assemelham a filmes interativos, se este for o seu caso achará o mesmo chato, uma pena. Dificuldade Pessoal: 4/10
  3. 25 pontos
    Salve galera, tudo bem? Como todos sabem nosso querido MyPSt sofreu há alguns meses um ataque hacker que derrubou o site por um bom tempo. Pensamos até que não voltaria mais e até foi anunciado o encerramento, mas graças aos grandes esforços dos adms, ele retornou, não 100% (ainda), mas retornou Sabemos que muitos bugs assolam o site nesse momento e certas funcionalidades não estão 100%, mas continuamos seguindo em frente Neste momento, pedimos mais um pouco mais de paciência. Se vc que está lendo isto aqui gosta do site, peço que não desanime! Se todos que contribuem (de qualquer forma) desanimarem aí sim o fim será eminente... Eu estarei por aqui até onde me for possível. Já são 8 anos tentando contribuir com o que quer que seja e pretendo continuar por muito mais tempo, mas este site não vive só comigo, ou com os staffs ou demais adms... Para conhecimento de todos, o site está sem atualizar novamente (sério!? nem percebi...), mas agora o problema é com a própria Tia Sonya que bloqueou as informações e mudou a autenticação. Isso ainda vai durar mais alguns dias, mas vai voltar Alguns problemas técnicos estão ligados diretamente à atualização, portanto assim que ele estiver de volta dá pra arrumar muita coisa Pode até parecer que não, mas nosso garoto de programa está trabalhando em diversos ajustes e melhorias do site Mas uma vez pedimos apenas um pouco mais de paciência e principalmente carinho com o nosso site Obrigado a todos
  4. 23 pontos
    Platina #301 - BioShock Infinite - Platinum Columbia Eu já havia platinado a versão de PS3, mas, como na época não fiz análise, logo, estou fazendo agora. Vamos lá: BioShock Infinite é um jogão, né? Quem jogou sabe do que estou falando. Não tenho dúvidas que é o melhor da trilogia, apesar do primeiro não ficar muito atrás, e o segundo, apesar de ser o pior, ainda sim é um grande jogo. Tudo é magnífico neste jogo: enredo, gráficos (pra época), cenários, dublagem, personagens, jogabilidade, trilha sonora, som ambiente, gameplay, inteligência artificial. É uma diversão que não tem igual. Sempre bati na tecla que a IA da Elizabeth, uma IA companheira, é a melhor que já vi. Ela procura por itens pelo cenário, inclusive nos entrega vida, sal, dinheiro e munição quando a gente mais precisa ("Booker, catch!"), ela nos avisa quando existe um lockpick por perto, ela tem a capacidade de abrir fendas, ela interage pelo cenário ao ponto de sentar em algum banco ou ficar visualizando a vitrine de uma loja, por exemplo. Até o motivo dela não tomar dano é justificado no enredo. Para a platina, temos que zerar o jogo em sua maior dificuldade, coletar todos os Voxophones e Infusions, utilizar todos os Telescopes e Kinetoscopes, além dos inúmeros troféus de combate e outros específicos, estes que são relacionados a matar inimigos com as armas do jogo, fazer todas as combinações de Vigor, utilizar a Elizabeth para certas ações, e por aí vai. Dividi a platina em duas jogadas: a primeira no Easy, pegando todos os troféus ao longo do caminho. A segunda, por sua vez, joguei focando apenas em zerar o jogo no Modo 1999, sem comprar nada na máquina de Dollar Bill. Esta dificuldade pensei que seria muito mais difícil, pois lembro que passei um certo sufoco na versão de PS3, há quase seis anos, mas agora morri apenas cinco vezes. Estou acreditando que minhas habilidades em jogos do gênero melhoraram de lá pra cá. O segredo para tal, uma vez que obtermos, é manter a Shotgun e Sniper como armas principais, para termos um combate efetivo mais próximo e mais distante, respectivamente, além de fazer seus upgrades o mais cedo possível. Os Vigors são essenciais também. Utilizei bastante o Possession (essencial fazer o upgrade de gastar menos Salt, principalmente) nos inimigos mais fortes e nas turrets, Shock Jockey com upgrade para controlar vários inimigos juntos (Bucking Bronco com upgrade também é bom), Shock Jockey novamente no Zealot, além do Murder of Crows no Handyman, que é o inimigo mais chato do jogo. Nota do jogo: 10/10 Dificuldade da platina + DLCs: 5/10 Tempo do 100%: 35 horas Aprovado? Sim. Um dos melhores jogos de todos os tempos.
  5. 23 pontos
    Faz tempo que não posto nenhuma platina aqui, então vamos lá! #130 - Manhunt Clássico da Rockstar e possivelmente o game mais polêmico lançado por ela. O seu gameplay envelheceu muito mal, difícil de se acostumar. Se usar os cheats, a platina se torna mais tranquila. Dificuldade Pessoal: 5/10 #131 - The Order: 1886 Game com potencial, mas infelizmente é bem decepcionante. Dificuldade Pessoal: 3/10 #132 - Spider-Man Como fã desde criança do Spider, posso dizer que finalmente pude jogar um game que faz jus ao personagem. A Insomniac fez belo trabalho aqui. A platina é fácil sim, mas impedir todos os crimes da cidade é meio massante depois de um tempo, então pra quem for jogar, não vá achando que é só zerar e a platina irá cair. Cuidado com o uso das fichas também para não precisar jogar além do necessário. Dificuldade Pessoal: 4/10 #133 - Dead or Alive 6 Bom jogo, DOA é uma ótima franquia de luta, mas infelizmente sempre será marcada por ter muito "fan service" (se é que me entendem). Dificuldade Pessoal: 4/10 #134 - Soul Calibur VI Possivelmente o melhor game da série desde o III... Finalmente acertaram na jogabilidade, e não cometeram o erro de deixar diversos personagens clássicos de fora, como aconteceu no V. O único problema são personagens clássicos como Tira e Cassandra serem vendidos como dlcs, mas isso é algo normal nos games de luta da atualidade, além do mais já tivemos uma boa promoção da versão deluxe, então não vou reclamar disso não. Dificuldade Pessoal: 5/10 #135 - A Winter's Daydream A platina mais fácil das listadas neste post, é só apertar o botão X e esperar o troféu pipocar na tela. Pelo menos o troféu de platina é bem bonito. Dificuldade Pessoal: 1/10
  6. 22 pontos
    Platina #303 - Injustice 2 - World Destroyer Está aqui um ótimo jogo de luta. Injustice 2 é praticamente igual ao seu antecessor, mas com algumas adições interessantes a mais, como novos modos de jogo, personagens diferentes, mapas diferentes, e um novo enredo. Quem sabe eu tome coragem e tento platinar de uma vez o primeiro, do qual me falta finalizar os dois modos mais difíceis do Battle Mode, além de alcançar level 100. Para a platina, a maioria do tempo será utilizado para farmar todos os 28 personagens ao nível 20. Temos que completar o Modo História vencendo todas as lutas, logo, explorando todos os seus caminhos. Também é necessário finalizar 100 eventos Multiverso, fora que existem inúmeros troféus relacionados a cada personagem, dos quais são necessários vencer uma luta de uma maneira específica, com um determinado golpe. O troféu relacionado da Catwoman, é necessário obter a habilidade dela, algo que depende totalmente da sorte, do RNG do jogo. Tive a cagada de pegar esta habilidade sem precisar farmar, foi a primeira habilidade que me apareceu, sendo que já li relatos de pessoas que ficam inúmeras horas farmando. O que eu tive de azar em todos os outros troféus do mesmo tipo em vários outros jogos, neste eu caguei absurdamente! O modo online consiste em jogar 200 partidas, sendo que é necessário vencer 50 Player Matchs, 10 Ranked Sets, destronar o rei por 5 vezes no King of the Hill, além de votar corretamente no vencedor por 10 vezes, somado a dois troféus de feitos específicos durante uma luta. Deixo meu agradecimento ao samuel_hsc pela ajuda nas vitórias Ranked. Nota do jogo: 9/10 Dificuldade da platina + DLC: 2/10 Tempo do 100%: 45 horas (7-8 Online) Aprovado? Sim.
  7. 22 pontos
    Star Ocean: the Last Hope! Jogão, foda demais, sem palavras! porém, bem filho da mãe, porque como algumas pessoas talvez saibam, por trás dessa platina, existe um grind INSANO, fora outras sacanagens difíceis e MUITO fator sorte envolvido. Levei quase 9 meses para platinar SO4 (jogando outras coisas, claro) e posso dizer aqui, que tenho uma relação de AMOR e ÓDIO com o game. Quanto mais eu grindava, com menos perspectiva de finalizar eu ficava, o negócio parecia não terminar. Teve momentos, muitos por sinal, que eu tive vontade de excluir o game do ps4, mas tive a idéia de fazer outras coisas enquanto grindava. Eu ouvia podcasts, via alguns animes, vídeos no youtube e até aprendi algumas coisas interessantes sobre economia LOL. Isso me ajudou bastante a passar o tempo e facilitou um pouco a minha vida, principalmente naquelas doses cavalares de jogo, com sessões impiedosamente dolorosas e entediantes de grind! Agora é hora de explicar alguns prós e contras desse JRPG, me baseado apenas na minha experiência pessoal. Vou começar o BlaBlaBla com os pontos positivos: - Jogabilidade Brm OK! Até demais, pois o sistema de batalha é muito bom, incluindo várias possibilidades de combos, junto a outras mecânicas mais variadas. - História Bem original, muito boa mesmo, mas tem drama excessivo e morre muita gente nela, bem triste. Não vou dizer que é uma das melhores histórias de jogos que já vi, mas com certeza essa é muito boa e me pegou em cheio! Trilha sonora foda demais, se você curte aquelas sinfonias de RPG, vai amar! - Personagens. Gostei de todos, mas não vou me prolongar aqui. - Duração. Mesmo não querendo platinar, você terá muuuitas horas de conteúdo pós game, apesar de que, a história principal pode demorar um pouco, ainda mais se você é um marinheiro de primeira viagem e não joga RPG com detonados ao lado. - Riqueza em detalhes, em quase tudo! Isso você percebe desde o momento em que acessa os diversos menus do game, até na hora de sintetizar armas, farmar itens e outras coisas que só jogando para entender Agora vamos falar mal hahahahaha - Gráficos datados... (pra mim pouco importa) mesmo com as melhorias que o remastertrouxe, não demora muito para notar que o game envelheceu um pouco mal, mas se vc não liga pra gráficos, não vai fazer diferença alguma, ele chega a ser muito bonito em algumas partes, principalmente dentro da nave - Dublagem americana inaudível. PUTA QUE PARIU, que dublagem lixo, tive que trocar para a japonesa, que é 10x melhor, embora 2 personagens, ainda sim, conseguiram me irritar com suas vozes em ambos os idiomas - Platina insana Vamos ao ponto principal! Essa platina é coisa de louco, pois como eu já postei uma vez nas dicas do portal, tu tem que fazer todos 900 Battle Trophies que não são brincadeira. Uns são fáceis, como defender 30x seguidas, outros são difíceis, como vecer a EQ em menos de 10 min e muitos deles são tão ridículos, que nem sei determinar a dificuldade verdadeira disso, como matar 30k de inimigos, passar 1h no ar, matar 55 grigori, reviver 999 vezes e assim vai... Os Battle Trophies não são o único problema; o jogo tem missable pra caralho. Alguns deles são itens e recipes necessários para fazer todos os 321 itens do jogo. Outros são quests, baús, monstros e outras coisas que precisam ser feitas em àreas perdíveis,qualquer deslize, são trocentas horas de jogo perdidas, então muitas listas de conferência, mapas e um pouco de cuidado, se fazem essenciais na sua jornada em busca da platina Sobre o jogo no geral: Jogabilidade: 9 História: 8 Trilhas sonoras: 8 Gráficos: 5 Dificuldade do site: 97/100 para PS4 e 98/100 para PS3 Dificuldade pessoal: eu arrisco colocar 90/100, pois acredito eu, que embora star Ocean tenha um “oceano” de coisas inúteis a serem feitas, no final das contas, isso serve apenas como um teste de resistência /paciência (no geral, essa dificuldade é muito mais subjetiva) Se você é louco e ama o jogo, essa platina é pra você! Só vou aproveitar o espaço para agradecer o user @SMT_HITOSHURA,que me passou a configuração certa para fazer o BT de entregar exatamente 65536 de dano. Foi realmente uma ajuda enorme! Desculpa o textão, são só as impressões de quem esteve jogando o mesmo jogo, por quase todos os dias, durante loooongos meses LoL Não sou de postar a imagem do momento da platina, mas essa realmente ficou muito bacana Um forte abraço à todos do Mypst!
  8. 22 pontos
    Bloodborne Bloodborne Estava desconfiado em escolher esse jogo para ser minha 20ª platina, mas apostei nele por alguns gamers o considerarem o melhor jogo da atual geração, e ser também um exclusivo de um gênero amado pelo seu público. Logo de começo percebi ter feito a escolha certa, gostei muito da jogabilidade e mecânicas. O jogo é difícil, para jogar sozinho, mas nos momentos que precisei e pedi ajuda, o jogo fica mamão com açúcar. Ponto negativo para a história, não entendi nada praticamente, não acho válido a necessidade de se aprofundar em pesquisas fora do jogo para se ter um entendimento.
  9. 21 pontos
    Platina #011 - Tomb Raider: Definitive Edition O que falar desse puta grande jogo? Simplesmente maravilhoso, e por incrível que pareça eu posso jogar por anos e anos, e meses e meses que eu nunca me canso do mesmo, historia surpreendente, e uma jogabilidade excepcional, de modo que não me faz ficar entendiado como muitos outros games costumam me deixar por conta de jogabilidade, é muito difícil você não ficar parando pelos cantos e ficar apreciando a paisagem do jogo, acho que o que mais faz esse Tomb Raider ser tão bom quanto seus antecessores, foi o lance do reboot, onde criaram uma nova Lara Croft e expandiram o seu universo pra nova geração, o game não deixa a desejar e não é nenhum um pouco parado, a historia começa com ação e segue no mesmo ritmo até o final do jogo, isso faz de Tomb Raider ser um puta jogo, Exceto por uma coisinha... O Multiplayer, desnecessário ao extremo ter que cumprir alguns requisitos no modo online do jogo para conseguir a tão aclamada Platina, hoje em dia confesso que a minha Platina foi possível pois uma galera responsa me ajudou com um boost maravilhoso, fora isso iria ficar mofando procurando alguém online e não encontraria, esse game só peca nisso, de resto não tenho o que reclamar. Quero agradecer de coração aqui aos amigos: @JaspYohn, @InsaneMarcel, @Wespcan, @FernandoMeizom e meu querido @AnzaiRossi que disponibilizou de ajuda caso precisássemos de algum suporte.
  10. 21 pontos
    Platina #110 (E troféu 6000) A Flash of Light Mastered Trails of Cold Steel III and earned every trophy. Meu plano original era de que esse fosse a minha 100º platina, já que o segundo jogo foi a minha 50º platina. Mas achei que faria mais sentido deixar o Kingdom Hearts III como a minha platina numero 100. Mas ainda queria que ela ficasse como milestone no PSNProfiles, ai decidi deixar como o meu 6000º troféu, e platina 110. Admito que foi mais complicado do que achei, tive que pegar uns 150 troféus pra poder atingir minha meta. Mas me diverti fazendo isso, e ver o jogo não só nos milestones do PSNProfiles, mas ver ele duas vezes no meu perfil do mypst fez valer o esforço. Adoraria falar sobre o jogo em si, mas qualquer coisa que eu falar seria um spoiler (Até a imagem do jogo na lista de troféus que postei acima em si é um spoiler), então melhor não falar nada. Platina #111 Titanfall 2 Mark of the Advocate Earned all trophies Veio na plus desse mês. Como queria ficar catando troféu até atingir a minha meta, achei uma boa ideia jogar ele, já que tinha 50 troféus e parecia bem fácil rápido. E bem fácil e rápido o jogo é. O troféu de bater o tempo no gauntlet é o único que pode dar problema, e certamente imagino várias pessoas não pegando a platina por conta dele. Mas pra mim foi de boa, levei 2 horas só jogando aquela parte pra pegar o troféu.
  11. 21 pontos
    139 - Far Cry New Dawn Nota do Jogo: 7/10 Dificuldade da Platina: 2 /10 Tempo para Platina: 20 horas Momento da Platina:
  12. 21 pontos
    Platina 175 Transistor Jogo impecável em praticamente todos os aspectos, platina consideravelmente rápida e fácil. Platina 176 Almost There Esse é para amantes de jogos de plataforma, com uma jogabilidade bem diferente da habitual mas bem executada. Achei muito bom e depois que pega o jeito até bem fácil, pois é só fechar o jogo com todas as estrelas possíveis. Outros de plataforma que eu platinei que recomendo: Super Meat Boy, OlliOlli 2, Klaus, Tinertia, Downwell.
  13. 21 pontos
    World of Final Fantasy Platinei com 86 horas de jogo. Estava esperando só um jogo fofo e mais infantil, mas acabei sendo agraciado com o melhor presente aos 30 anos de Final Fantasy. É um jogo com ótimas referências, gameplay por turnos bem tradicional e MUITO BONITO visualmente (e os caras não pouparam no game, é cheio de cenas de anime, inclusive!). A história começa bem despretensiosa e bem boba, mas tem momentos que dá uma guinada bacana, fora ver todos os personagens de FF interagindo entre si de um jeito bem bacanudo. E as músicas do Hamauzu estão no ponto! Fora que é sempre um deleite ver três artistas de Final Fantasy (O Nomura, o Amano e a PRINCIPALMENTE da Izumisawa, que foi diretora de arte do jogo) deixando suas contribuições e ainda deixando o jogo uníssono. Um dos melhores FF dos últimos tempos. Sobre a platina em si, só reforço ficar atento ao troféu de abrir todos os baús. Apesar do Maxima ter adicionado um item que informa se ainda há baús não abertos, ele não te indica exatamente o local, então veja bem onde estão cada baú para não ter que ficar rodando o mapa inteiro atrás deles. E vai levar um bom tempo uppar e destravar todos os monstros. Não é difícil, mas leva um certo temo.
  14. 21 pontos
    138 - Darksiders II Nota do Jogo: 8 /10 Dificuldade da Platina: 6 /10 Tempo para Platina: 35 horas Momento da Platina: Comentários: Jogo da Plus que a maioria aqui já conhece. Agora só falta o 3 para completar a saga, mas infelizmente a Tia Sony não colocou as dlcs dele em promoção nessa BF, então vou ter que deixar para depois. No mais RECOMENDO.
  15. 21 pontos
    Batman: Return to Arkham - Arkham Asylum Troféu de Platina Acho que essa foi a Platina mais difícil da minha curta carreira hunter, não tenho certeza, afinal temos o dom de na maioria das vezes esquecer as dores. Os desafios de combate é um teste de paciência e principalmente perseverança, não foram poucas as vezes que pensei em desistir, mais ainda as vezes que parei no exato momento de soltar o controle na parede, cheguei a ficar de três dias em um único desafio. A dica é: treine o mais cedo possível o fluência perfeita, sem ele não tem como completar os desafios. Foi meu primeiro jogo do morcegão, então história somente ok. Não curti também a câmera, chegava a irritar. Gostei muito do layout e da fluidez do jogo como um todo. Foi perceptível as inovações que o jogo trouxe para os games, já que vi muitos elementos usados em jogos da atual geração. Algo que achei que seria muito massante eram os coletaveis, mas não foi, acho que pela variedade, não era só aquela coisa "vá lá é cate". Boss fighters agradáveis. Enfim, o jogo vale a pena, e é uma platina que me orgulha.
  16. 21 pontos
    #450Shadow of The Tomb Raider Cálice da Tormenta (Platina) Ganhe todos os troféus. Mais ou menos a platina, o difícil do jogo é o carregamento, esse veio mais demorado que os outros 2 jogos, tirando isso, um jogo que vale a pena de verdade! Uma dica bem besta que tem no portal mas vou reforçar aqui, jogue no fácil primeiro, curta bastante o jogo e faça os 100% depois vai no modo história no mais difícil com tudo upado, a questão não é tanto os upgrades mas o fato de poder carregar mais coisas como munição, ervas e etc, só pode salvar na fogueira, não vi problema quanto a isso mas a questão é a demora das cutscenes, não dá pra pular algumas, tem que assistir toda, nas vezes que morri foi de tanto esperar a custcene querer chegar logo numa fogueira a boneca caía de algum lugar, vinha umas piranhas mordia e ela morria, essas coisas bestas que se não ficar atento e tiver pressa acontece, mas os combates ficaram de boa até, inimigos meio patetas, se tiver um pouco de dificuldade usa o corpo de um morto como armadilha que explode quando passa um perto, mata até 2 de uma vez... Até mais!
  17. 21 pontos
    Boa noite, pessoal! Estou bastante sumido desde que o fórum voltou. Durante este tempo peguei muitas platinas. Vou postando com calma conforme o tempo. Hoje irei postar a última que peguei (ontem) Platina #91 - Monkey King Hero is Back Game baseado na lenda chinesa do Macaco Rei, e baseado no filme de 2015. Irei fazer uma breve análise sobre o game, passando por cada aspecto. História: No game controlamos Dasheng, o dito macaco rei que ficou congelado por 500 anos após ter desafiado a ira dos deuses. Após ser libertado, ele precisa cometer atos de bondade para retirar a corrente sagrada de seu pulso e ganhar de volta todos os seus poderes. Gameplay: Tudo neste game é levado à extrema simplicidade, é realmente feito para um público mais infantil. Você possui apenas 3 variações de ataque: Combos normais, Purificações e 1 contra 1. Combos normais são os báscios: para ataque fraco e para ataques fortes, podendo combinar os dois, além de poder matar os inimigos de maneira furtiva (que não funciona nem um pouco bem). Purificações são ataques que matam a maioria dos inimigos com um hit só, e é preciso apertar no momento em que um inimigo te atingirá com um golpe (lembrando a série Batman) e o 1 contra 1 é basicamente a mesma coisa, porém você apertapara cair no soco x1 boladão com um ou mais inimigos. Além disso, você pode pegar objetos como pedras, cajados e bancos pra tacar nos inimigos, ou até mesmo sumona-los com a ajuda de algumas magias (só usei 1 no jogo inteiro ). É isso, bem básico, nada demais. Trilha Sonora: Bem básica também, porém com lindas múscas instrumentais que remetem a China. Me decepcionei por serem pouquíssimas, é basicamente uma música para cada mapa do jogo (que não são muitos). Gráficos: OK apenas, parece gráfico de PS3, sinceramente. Porém não deixa de ser bonito. É agradável de olhar, porém as fases se tornam desgastantes facilmente, fazendo com que você se canse muito rápido. E não contém nenhum tipo de animação igual ao filme (disseram que teria). Em suma, para vingar a obra de 2015, falhou imensamente. Lista de Troféus: Garapa ao extremo. O jogo possui perto de 90 coletáveis divididas em duas seções: Deuses da Terra e Pergaminhos que NÃO SÃO MOSTRADOS NO MAPA, mesmo após o término do game. Pergaminhos são quase que imperdíveis, porém Deuses da Terra são muitos e cada mapa possui uma grande quantidade para serem achados. Achar todos os Deuses é o troféu mais difícil do jogo (por agora). Tirando os coletáveis, existem alguns poucos troféus referentes à combate como executar 100 purificações, 50 ataques surpresa e 20 um contra um. Devida a grande quantidade de inimigos no jogo, é praticamente impossível de não conseguir todos até o final do game, porém é importante se organizar um pouquinho para fazer cada um sem perder oportunidades. Exemplo: precisei grindar um pouco de ataques surpresas, pois a IA dos inimigos é muito ruim, assim como a mecânica furtuva... além disso, oportunidades furtivas são oferecidas apenas no começo do game, tornando bem difícil mais para o final. Considerações finais: Como disse, garapa ao extremo. Sem guia nenhum, consegui platinar em 10 horas. Foi um pouco decepcionante ao todo para mim, pois esperava um pouco mais de desafio. É bem fácil mesmo. O jogo está custando R$150 na PSN BR e vos digo que não vale isso tudo. É um jogo bom mas poderia ser muito melhor.. se alguém estiver querendo este game, espere alguns meses que chegará a 50-60 reais muito rapidamente. O jogo lança oficialmente dia 17 de Outubro. Nota do Jogo: 7/10 Dificuldade: 2/10 Tempo: 10h sem guia / 6h-7h com guia. Minha previsão do Metacritic: Entre 73-78 Procurei não dar tanto detalhe na minha análise, espero que gostem Abraços! (E desculpem eventuais erros ortográficos ) https://imgur.com/GU2PT4
  18. 21 pontos
    #70 - Dragon Age: Inquisiiton Minha primeira experiência na franquia. O fato de ter ganhado o GOTY em 2014 já resume muito do jogo, basicamente é um excelente RPG ocidental, com um mundo imenso a ser explorado, infinitas missões a serem completadas, ambientação ótima, gráficos muito bonitos que impressionam até hoje, várias opções de escolha que determinam o final da campanha, enfim, tudo que um bom RPG deve ter. O sistema de batalha dele assusta no começo, parece ser algo bem complexo já que podemos controlar quatro personagens simultaneamente e existe um modo tático durante os combates que pausa o tempo para você bolar uma estratégia de acordo com os tipos de inimigos que estiver enfrentando, mas é uma ferramenta totalmente opcional que pode ser ignorada durante todo o jogo para os que não quiserem fazer uso dela nos combates. Quanto aos troféus, muitos exigem bastante atenção, pois podem ser perdidos se você terminar a última missão da campanha (apesar de você ainda conseguir andar livremente pelo mundo após terminar a história, você não conseguirá mais, por exemplo, aumentar sua reputação com NPC's ou se relacionar com eles caso não tenha feito isso antes). Como o jogo não possui NG+, qualquer troféu perdido exigirá uma nova jogada do início com outro personagem para que possa ser adquirido, portanto é indicado seguir um guia para saber pelo menos em quais momentos criar um save à parte para evitar dores de cabeça. Uma outra questão é que existe um troféu que exige que o jogo seja terminado na maior dificuldade, a "Pesadelo", então dependendo das suas habilidades em jogos desse tipo, talvez seja bom dividir a caça dos troféus em duas jogadas, apesar de não ser tão difícil caso você sempre deixe seu personagem em níveis acima dos indicados pelas missões principais. Esse é um daqueles jogos que merece ser degustado ao máximo. Se você gosta de RPG's e explora ao máximo os mapas e completa todas as missões que pode, provavelmente não terá problemas com a platina. E para os que buscam o 100%, as DLC's são muito boas também, além de uma delas, a "Trespasser", contar eventos depois da campnha principal do jogo base e dar um final melhor para a história e seus personagens. Nota Pessoal: 10/10
  19. 20 pontos
    #107 - Para concluir a saga principal, resolvi rejogar todos e cada game era nítido a evolução de gráfica e de mecânicas, mas uma coisa sempre esteve lá desde o inicio, um p*ta carisma de todos os personagens principais, vc cria um carinho e se importa com aqueles 3 principais, isso a Naughty Dog sempre fez com primor e por me importar tanto com eles cheguei nessa ultima jornada apreensivo, como seria essa conclusão, e posso dizer como fã da série, não poderia ter sido melhor. A maturidade adquirida pelo Nathan ao longo de sua jornada que nós acompanhamos nos outros 3, é muito importante para embasar esse novo Drake, sem entrar em spoilers. Se realmente esse for o ultimo jogo do Nathan (Pq temos margem pra spin offs, com outros protaganistas), estarei satisfeito com a jornada dele, todo o ciclo de aprendizado e amadurecimento, refinado ao longo desses anos. Obrigado ND (Nathan Drake e Naughty Dog). Sobre a platina, essa é a mais dificil das 4, a maior dificuldade é frustante em alguns pontos específicos, há quem diga que podem ser feitos com glitch como eu não fiz uso deles não posso opinar, mas fica ai o aviso pra quem for tentar, só respirei fundo e tentei e tentei,e tentei, até que uma hora foi.
  20. 20 pontos
    Star Wars: The Force Awakens #Platina39 Só agora consegui passar por aqui para deixar registrado. Mais um Lego pra conta..esse é o segundo e a diversão foi a de sempre. Eu não sou um super fã de Star Wars então não tinha visto o filme que leva esse jogo. Porém por coincidência passou o filme na sessão da tarde e pude ver como foi bem parecido com o que ocorre no jogo, diversas cenas são também apresentadas no jogo. Gostei do jogo, como sempre sempre tem os personagens engraçados e diálogos também. A platina é da mesma forma do Hobbit que joguei, onde precisa fazer 100% do jogo como imagino que seja os demais. Porém esse ainda mesmo que demorado achei mais fácil que o Hobbit, pois aqui já sabia onde buscar as coisas necessárias, então achei mais tranquilo. Recomendo pra quem quer se divertir e é uma platina garantida, só lembre que pode se ser um pouco demorado pois tem bastante coisa pra fazer. Tive alguns bugs como o jogo travar, erro que sai do jogo ou personagem que não toma a ação necessária no momento que é requisitado. Mas nada que re-jogar a parte resolva, que foi o que fiz. Um bom joguinho para relaxar, recomendo e logo vou pro próximo. Nota 4/5.
  21. 20 pontos
    Platina #012 - A Way Out Eu não vou conseguir descrever a minha sensação de amor e ódio que estou sentindo por esse jogo, o motivo? Não irei falar... Pois pra quem não jogou seria um puta de um spoiler fazendo o game perder totalmente a graça. O jogo tem muitos pontos positivos como negativos, eu particularmente DETESTO com todas as minhas força jogo co-op com tela divida, acho um saco, em vários momentos eu consegui ficar perdido na historia do jogo, tanto lendo as legendas pra entender um pouco da historia, quanto pra saber qual era o meu personagem, outro fator que me incomodou ao extremo foi a jogabilidade extremamente lenta (Exceto nas partes de ação) e o modo como se utiliza a arma no game, achei tosco pra ser sincero. Gostei muito da cooperatividade no jogo, e do vasto leque de possibilidades que o mesmo proporciona durante a historia, mesmo o jogo sendo linear e meio parado na maior parte do tempo, as partes com ações conseguiam equilibrar esse quesito que estava me deixando com sono em vários momentos do game. Resumindo é uma Platina bem tranquila e gostosa pra se fazer com algum amigo, namorada(o) ou o que melhor lhe convêm, a obtenção dos troféus também podem ser feitas em forma linear seguindo a historia do jogo e é bem tranquilo em relação a seus objetivos, só fique atento para saber onde e como obter esses troféus, caso perca é só refazer na seleção de capítulos. Quero agradecer aqui ao meu irmão parceiro de jogo @JaspYohn que me emprestou o game, e que me ajudou na obtenção dos troféus do começo ao fim do jogo, e principalmente pelo companheirismo em sempre estar me ajudando quando eu necessito, muito obrigado meu amigo. Jogar com você é sempre muito divertido, a gargalhada e a zoeira é certa.
  22. 20 pontos
    #48 - Kingdom Hearts Re:Chain of Memories (PS4) Chain of Memories Master Essa entra pra galeria como uma das minhas platinas mais difíceis (junto com The Last Guardian) devido alguns fatores. Vamos lá, o primeiro deles é coletar todas as cartas. Amigos, inimigos, chefes etc. Principalmente dos heartless. Puta que pariu que bagulho chato, mas valeu o esforço e insistência. O segundo fator é chegar no level 99 com o Riku. Ao contrário de Sora no qual é moleza (só farmar em Destiny Islands), com o Riku você consegue upar de level pra valer só em Castle Oblivion. E nos levels mais altos, parece uma eternidade ir pro level up. Haja saco e coragem. Coisa que eu tive. Ouvi (li mas vocês entenderam) do @AkauaSilva que a platina desse é pra poucos. E realmente. Agora como que eu tive paciência pra tal? Nem eu sei a resposta. Só vou pensar duas vezes quando eu for platinar Birth by Sleep porque tem mini games chatos, um jogo de tabuleiro que não faço ideia de como se joga desde os tempos de PSP, e enfrentar os bosses secretos uma vez com cada personagem. Ah uma coisa a ressaltar que juntando todas as cartas com o Sora, você usando Calm Bounty ou Guarded Trove depois dos 100% completados você ganha o Gold e Platinum Card dando, tecnicamente falando, 101%. Agora a minha próxima platina que vai ser provavelmente Kingdom Hearts II Final Mix. Ou talvez a quinquagésima. Ainda não decidi. Só falta eu zerar esse no Critical o Kingdom Hearts II Final Mix. porque o resto eu fiz nos gameplays Standard e Proud. Pricipalmente o desgraçado do Terra Lingering Will. E é uma pena que não tenha uma badge de platinar algum game no dia 29 de fevereiro de qualquer ano bissexto.
  23. 20 pontos
    #146 - Mortal Kombat X + Dlc Depois de vários anos finalmente platinei MKX. Pra mim o melhor MK que já joguei, apesar de não ter uma história tão legal quanto o anterior. Faltou também um "Motor Kombat" atualizado pra diversão ficar completa. Ótimo game, um dos melhores do gênero no PS4! Pretendo jogar o 11 daqui a alguns meses, espero que seja tão bom quanto esse ou até melhor. A dublagem brasileira é bizarra, chamar a Pitty para dublar? Sério? Ela é cantora (muito boa por sinal), e não dubladora, e isso não trouxe um marketing muito positivo. Platina mediana e demorada, muitos troféus de grind. Mesmo sendo um jogo de 2015, o online ainda está bem movimentado, lotado de apelões é claro. Dificuldade Pessoal: 6/10 100%: 4/10
  24. 20 pontos
    Platina #302 - Doom - Thy Flesh Consumed O jogo é muito brutal! Violência ao extremo, como sempre foi. As lutas contra os chefões são bem fodas, a trilha sonora sempre fez jus ao jogo, os gráficos são lindos, um visual encantador, ótima jogabilidade, mas achei que ficou devendo no enredo, fora que este foi o jogo que mais disparou o meu PS4, só sossegava um pouco quando estava nos loadings e, às vezes, no pause. Fui procurar se era um problema em comum, e realmente é, já que várias pessoas estavam comentando a respeito. Todavia, é bom olharmos pra trás lá no início dos anos 90 e ver o quanto que a saga evoluiu, em todos os aspectos. Para a platina, temos que zerar a campanha em qualquer dificuldade, completar os challenges das fases, upar todas as armas, pegar todos os coletáveis, que são muito chatos por sinal, pois os mapas são uma espécie de labirintos, ou seja, não é linear como de costume, e, consequentemente, fica difícil termos um ponto de referência. Há relatos de bug nestes troféus, mas ainda bem que não presenciei nada de errado, mesmo tendo a cautela necessária. Existem outros troféus relativo ao combate, como matar inimigos com a chainsaw, glory kills e power ups. Também devemos destacar que existe um troféu do qual é necessário completar uma fase na dificuldade Ultra-Nightmare, a maior do jogo, e que não tem checkpoint, mas existe um glitch que podemos pular pra fora do mapa e caminhar através dele até alcançarmos o final dela. O modo multiplayer consiste em vencer uma partida e alcançar level 5, além de criar um mapa e jogar cinco deles. No mais, os troféus de DLC dão continuidade ao multiplayer do jogo, caso contrário duas ou três partidas já seria o suficiente. Nota do jogo: 8.5/10 Dificuldade da platina + DLCs: 3/10 Tempo do 100%: 50-55 horas (20 Offline, 30-35 Online) Aprovado? Sim.
  25. 20 pontos
    Super Meat Boy! Minha primeira platina de 2020! Finalmente, depois de 29 dias de treino pesado, consegui por minhas mãos nessa platina hahahaha Falando sobre o jogo... Caralho, que game viciante, muito bom mesmo, nem as Warpzones, muito menos o desafio de fazer cada mundo sem morrer me fizeram desapegar dele, eu amei esse jogo XD Sobre o desafio... É treino, treino, treino e mais treino! Não tem saída e nem jeito fácil, só praticando, jogando e persistindo que uma hora, você estará fazendo uma boa sequência de fases feito um robô, e sem demorar muito, os troféus virão! Recado para quem tem o jogo... Pra quem tem o jogo e largou no meio, eu peço que não desistam, porque se eu, que morri mais de 24k vezes consegui, você que largou no meio também consegue, porque a perseverança é a chave, o resto vem no caminho! Foi muito bom o tempo que passei jogando Super Meat Boy, inclusive até os desafios de fazer 20 fases sem morrer em cada mundo valeram a pena, porque ali você vê, e sente a evolução da sua gameplay, só por isso, já compensa aceitar o desafio que esse jogo proporciona! Abraços galera, fiquem com Deus!
  26. 20 pontos
    #79 Platina Grand Theft Auto III Momento da platina: Não vou fazer o comum prós e contras porque o jogo envelheceu mal. Os controles de câmera atrapalham demais. Um fato interessante que eu acabei descobrindo depois de zerar o jogo é que as músicas que tocam nas rádios são exclusivamente do jogo, o que tornou a trilha sonora do jogo ainda melhor pra mim. A platina é tranquila caso você siga um guia. Se for na cara e na coragem sem conhecer provavelmente vai perder o troféu de 100% ou tornar o troféu das rampages 200% mais difícil. Conclusão: É um ótimo jogo mesmo tendo envelhecido mal. Minha nota: 8.5/10
  27. 20 pontos
    Horizon Chase Turbo Joguei ele de maneira meio despretensiosa, nem imaginei que iria tentar pegar a platina. Mas conforme ia fazendo as corridas, ganhando os carros e aprendendo com ele, o jogo foi me cativando cada vez mais! Eu nem curto jogos de corrida no geral, mas esse é divertido pra caramba! Meu carro favorito era justamente o do Initial D, antes de eu trocar para a Máquina e vencer todas as corridas. Pra platina, o mais longo é o circuito onde você precisa correr as 109 pistas. Parece maçante, mas tu pode salvar entre as corridas e nem precisa ganhar todas, basta terminar entre os 5 primeiros. Ganhando várias e se distanciando do segundo colocado deixa o troféu tranquilaço. E a cereja do bolo é a trilha sonora é do mesmo compositor do Top Gear, com direito a um novo remix dentro do jogo! Mais que recomendado para quem é fã do Top Gear e um grande jogo feito aqui no Brasil.
  28. 20 pontos
    #1200 - Hollow Knight [US] Heart of Hallownest Certamente um dos melhores Metroidvanias que já joguei, senão o melhor. Arte extremamente bonita que dá uma personalidade e ambientação muito fortes, junto com os sons e inimigos exclusivos de cada área, como é comum no gênero. Tem vários upgrades permanentes e também temporários, os Charms. Esses últimos dão bastante variedade e liberdade no gameplay, já que eles interagem entre si, dá inclusive pra tankar vários bosses com a build certa. A movimentação também é diretamente influenciada por eles, desde a quantidade de pulos ou dashes até obviamente o aumento dos lugares acessíveis na medida que os upgrades permanentes vão sendo pegos. É um jogo com muito conteúdo, ainda mais porque a versão de PS4 já vem completa com as DLC's. A platina requer os 112% de conclusão, assim como alguns desafios adicionais nos Panteões, as Boss Rushes. Tem dois sets de troféu: US/EU
  29. 20 pontos
    Energy Invasion [EUR] Uma jogo que estava com ódio de tanto perder... jogava e a cada gameover pensava "essa merda não pode ser considerado garapinha". Tentava de novo nas ultimas missões e nada. Bolado deixei pra jogar dia seguinte e nada... até q resolvi ler novamente o guia de troféus e me deparei com um detalhezinha no guia, da pra jogar o game no Easy assim os laser vermelho não é acionado. PQP que garapinha delicinha kkkkkkkk Vale pela platina... inicialmente é divertido mas depois é um tédio. Praticamente 2 horas fazendo literalmente a mesma coisa fica.. tenso
  30. 20 pontos
    Platina #293 - Apotheon - Omnipotence Um jogo de ação/plataforma 2D baseado na mitologia grega. Os cenários são muito bem feitos, ótima jogabilidade e trilha sonora, os combates requerem uma boa dose de estratégia. O único problema é que o jogo pode "crashar", uma vez que você abre uma lockbox, e sim, isto vai acontecer algumas vezes, portanto é recomendado fazer um save manual antes de abrir cada uma. Voltei a jogar após quatro anos e cinco meses depois que peguei meu primeiro troféu. Me arrependo de não ter jogado antes. Em relação à platina, vamos nos deparar com uma certa dificuldade. Temos que pegar todos os coletáveis (lockboxes e armas raras), além de muitos troféus específicos que são feitos em certos mapas, os quais temos que cumprir determinados objetivos como pegar uma chave e acessar locais secretos. Fazendo todos estes troféus específicos e com o progresso do enredo, também adquirimos o troféu de obter todos os doze poderes dos Deuses do Olimpo. E também podemos zerar na dificuldade Warrior (Normal), e realizar o glitch para voltar ao chefão final na dificuldade Olympian, logo, tudo pode ser feito em somente uma jogada. Nota do jogo: 7.5/10 Dificuldade da platina: 4/10 Tempo: 12-13 horas Aprovado? Sim. Muito bom!
  31. 20 pontos
    Rogue Legacy [JAP] Este é dos jogos mais legais que joguei nessa geração e já estava querendo fazer essa versão japonesa há muito tempo. É um plataforma 2D roguelike em que você vai controlando os herdeiros de uma família nobre. A cada morte o jogo te dá a opção de escolher um de três herdeiros do último herói. Os personagens possuem uma classe que determina a quantidade de HP/MP, velocidade e habilidades. Além disso, cada um tem uma configuração de atributos única. Alguns dos atributos que aparecem no jogo são: miopia (vê borrado o que está longe), gay (não sofre mudança nenhuma, uma piada dos produtores), gigantismo, nanismo, demência (vê inimigos inexistentes) e muitos outros. Por ser um roguelike, a cada morte o castelo muda a configuração de salas e inimigos. A morte é praticamente necessária em certos momentos, pois te permite comprar upgrades, equipamentos e runas. Gostei tanto dessa dinâmica de jogo procedural que devo tentar o Binding of Isaac, Downwell e outros jogos parecidos mais para frente. Os troféus do jogo não tem muito segredo, estão relacionados aos chefes do jogo (cada tem um nome relacionado a uma figura histórica), coletáveis (runas e equipamentos) e alguns feitos específicos como vencer o minigame do palhaço. A maior dificuldade está em derrotar os chefes remix e zerar o jogo em 15 mortes ou menos (sem travar o castelo). Para os chefes remix não tem muito segredo. O remix do Khidr é uma questão de saber como desviar de cada ataque; do Ponce de Leon é uma questão de resistência; do Heródoto é uma questão de ser esperto, tentar eliminar as bolhas com calma e não ficar atirando para todo lado. Já para o remix do Alexander tem o macete de deixar o chefe fora da tela e esperar que se atinja o limite de minions no mapa antes de atacá-lo. Para o troféu de 15 mortes, recomendo ficar farmando muito gold nas salas marcadas com "?", pois nelas os objetos sempre respawnam. Quanto mais gold farmar, mais fácil será. Além disso, fazer backups periódicos também ajuda. Obs: na versão comum do jogo tentei fazer esse troféu no NG+ e não deu certo. Tomara que a Cellar Door Games retorne com uma sequência algum dia. Agradecimentos ao meu amigo Marcio que me deu o jogo!
  32. 20 pontos
    #341geral #148ps4 The Witcher 3: Wild Hunt – Complete Edition Joguei vários games bom/ótimo no PS4 e pouquíssimos excelentes e este aqui entra na lista dos games excelentes e digo mais, pra mim é o melhor jogo de PS4 que já joguei. (vale ressaltar que não joguei games lançados ano passado e nem deste ano e trocentos outros mais antigos rsrs) Curti tudo que teve no game até mesmo o Gwent, vi em vários locais antes de iniciar o jogo pessoas criticando esse games de carta, que pra pegar a platina e o 100% é complicado mais por conta do jogo de cartas do que qualquer outra coisa. Eu curti de cara o game de cartas e enfrentava todos NPCs possíveis... final do jogo só faltava poucas cartas que foi rapidamente encontrados, não só do jogo base (platina) mas também as cartas da segunda DLC. Ainda preciso finalizar a ultima DLC mas já adianto que peguei tranquilamente o troféu relacionado ao Gwent em fazer 189 pontos de ataque, na 3ª tentativa.. mesmo o fdp usando a cartar Queimar que me fez perder 12 pontos, mas foi sussa... chegaria próximo aos 210 pontos rsrs Sistema de batalha inicialmente parece ser confuso por conta de várias opções e possibilidades mas é beeeeem tranquilo. Para platinar em apenas 1 jogada tem que iniciar o jogo logo na dificuldade mais difícil e ficar atento em alguns troféus missables, que são todos tranquilos... sem falar que temos 10 slots para salvar nosso progresso, usando corretamente o salve é quase impossível perder os troféus. Final de Semana focar nesta DLC e obter o 100% desse maravilhoso jogo. Jogo 10/10 Tempo para platina: Aproximadamente 110 horas (acho que fecho rapidamente a DLC, totalizando umas 140 horas para 100%) Recomendo o jogo
  33. 20 pontos
    87# Uncharted: Drake’s Fortune Remastered – Platina Momento da Platina: Dos jogos da série o único que eu já havia jogado no PS3 era o terceiro. Os outros acabei deixando pra jogar no PS4. Nesse primeiro jogo vemos Nathan Drake seguindo os passos de seu ancestral, Francis Drake, com a ajuda de Victor Sullivan e da repórter Elena Fisher para encontrar o tesouro perdido de El Dourado. 88# Uncharted 2: Among Thieves Remastered– Platina Momento da Platina: O segundo jogo foca na busca de Drake pela mítica cidade de Shambhala (Shangri-La) escondida nos himalaias, e na tentativa de impedir um criminoso de guerra chamado Lazarevic, de por as mãos em uma relíquia lendária. 89# Uncharted 3: Drake’s Deception Remastered– Platina Momento da Platina: No terceiro jogo temos Drake e seus amigos, com ajuda do diário de Lawrence da Arábia, buscando outra cidade perdida, a lendária Ubar, a Atlântida das areias, uma cidade que há muito tempo foi engolida pelas areias do deserto. A jogabilidade dos três jogos é praticamente a mesma com pequenas diferenças de um pro outro, revezando entre tiroteios, escaladas e resolver puzzles. A única coisa que incomoda de vez em quando é o movimento da câmera. A lista de troféus dos três também é semelhante, possuindo troféus por colecionáveis, dificuldade, tempo, x morte com arma y, o que é mais chato é ter que terminar cada jogo varias vezes pro 100%, sendo pelo menos uma vez no esmagador, uma no brutal e uma na corrida de velocidade. Já os troféus online foram completamente removidos nessa versão. Vale destacar um dos grandes pontos positivos de toda a série que é o enredo e o carisma dos personagens.
  34. 19 pontos
    110 - Bully Valedictorian Um dos meus jogos favoritos do PS2 agora com troféus? simplesmente não poderia deixar passar e ainda pela metade do preço na promoção de páscoa. O jogo é fantástico, lembro de ter zerado ele dezenas de vezes no PS2, e após isso fica perambulando pelo mapa e brigando mas era só isso. Agora, no PS4, com um maior conhecimento da língua inglesa consegui entender mais a história do game e foi uma experiência muito boa, foi realmente muito bom jogar esse jogo (que me traz lembranças tão boas) após esses anos. A respeito da platina ela é bem tranquila, me levou apenas 20h para platina-lo. Nota do Jogo: 10/10
  35. 19 pontos
    109 - The Last of Us Remastered + 100% It can´t be for nothing Comecei a jogar este jogo no PS3, não curti e acabei deixando de lado. Algumas semanas atrás, fiquei sabendo que iriam fazer uma série sobre TLOU, então decidi que iria jogar ele para, posteriormente, assistir a série. Os primeiros minutos do jogo são chatos, talvez seja por isso que desisti de jogar ele no PS3, mas após Joel encontrar a Ellie, ah, após isso o jogo fica muito bom. Logo na minha primeira jogada fui atrás dos coletáveis, são muitos, mas consegui todos e assim finalizei o game, achei a história sensacional e em algumas partes ficava até aflito. Após terminar a primeira jogada, fui fazer o caminho dos vaga-lumes no modo online que me tomou um tempão, após isso fui para o modo punitivo e depois, novamente, modo online, após tudo isso, platina! Foi muito satisfatório conseguir platinar este game, um dos jogos que eu tinha desistido de jogar lá atrás, mas, que gostei muito e se tornou um dos meus games favoritos. Nota do Jogo: 10/10
  36. 19 pontos
    Platina #227 The Bruxão 3 + 100% Finalmente consegui jogar essa diliça que estava na fila já tem muito tempo... Que jogo incrível, comecei já na maior dificuldade e realmente o jogo castiga qualquer erro, em especial no começo, mas depois de aprender como funcionam os movimentos de ataque e esquiva e a forma que cada inimigo ataca fica bem mais fácil, depois de conseguir bons equipamentos então nem se fala... Tive que começar um novo save na DLC HoS por causa de um bug com o troféu I Wore Ofieri Before It Was Cool, como já tinha feito tudo resolvi jogar no fácil só para ir rápido e pegar o troféu e posso dizer que o jogo perde totalmente a graça. Como disse o jogo é incrível, as DLCs valem MUITO a pena em especial a Blood and Wine que é bem grande e tem dois finais distintos que valem a pena ver. Devo jogar a versão Complete Edition (outra platina) em breve e quem sabe a versão GOTY futuramente.
  37. 19 pontos
    143 - The Last of Us Remastered Nota do Jogo: 10/10 Dificuldade da Platina + 100%: 5 /10 Tempo para Platina + 100%: 40 horas Momento da platina: 144 - BioShock Remastered Nota do Jogo: 8/10 Dificuldade da Platina + 100%: 3 /10 Tempo para Platina + 100%: 20 horas Momento da platina:
  38. 19 pontos
    #550 Sekiro™: Shadows Die Twice Sekiro (Platina) Todos os troféus foram desbloqueados. Jogo do ano(e mais difícil) saiu ainda nesse final de ano, eu tinha prometido que ia tentar, quase desisto no primeiro chefe rsrs, mas aí que tá, essa é uma platina pra poucos a vontade que dá de passar de chefe e chegar no final vale a pena, jogo bonito, bem feito, sem bugs e bem desafiador, o guia do site ajudou bastante, inclusive passei lá pra agradecer e é isso aí, ano que vem tem mais, FELIZ ANO NOVO Comunidade!
  39. 19 pontos
    141 - God of War III Remaster Nota do Jogo: 8.5/10 Dificuldade da Platina: 4 /10 Tempo para Platina: 15 horas Momento da platina: Comentários: A saga GOW foi uma das primeiras que joguei no PS3. Joguei pela primeira vez GOW 3 em Dezembro de 2010 e meses depois platinei o jogo, sendo ele minha 3 platina. Hoje 9 anos e 138 platinas depois, voltei a jogar e platinar essa belezura. Adoro a saga GOW e não tem muito o que dizer sobre já que todos aqui conhecem, então RECOMENDO.
  40. 19 pontos
    #136 - Resident Evil 2 Delícia de jogo, um dos melhores da geração. É fantástico passar por cenários clássicos reimaginados, e com o Mr. X te perseguindo o tempo todo. Achei difícil esquivar aqui, diferentemente do primeiro remake, onde eu conseguia facilmente. Sobre a platina é mediana, ficando mais fácil com a dlc do desbloqueio. O 100% é um pouco complicado, tem que ter paciência, passei no sufoco. Aguardando o próximo troféu que faz ligação com RE3. Dificuldade Pessoal: 4/10 (Com dlc); 6/10 (Sem dlc) 100%: 7/10 #137 - ORC Slayer Possivelmente o pior jogo que já platinei, conseguiu superar o Little Adventure on the Praire. Parabéns! Dificuldade Pessoal: 2/10 #138 - Monster Energy Supercross: The Official Videogame Game de motocross dado na plus deste mês de dezembro. É legal de início, mas o grind de 300 milhas no fim é chato, você tem que ficar vigiando, pois o jogo pode travar ou a moto ficar "presa", não acumulando a contagem necessária. Alias, a contagem buga dependendo da opção selecionada. Deixei meu console ligado durante a noite só para saber que o game tinha travado. PQP Dificuldade Pessoal: 3/10 #139 - Stretch Arcade Quem fez esse game não vai pro céu! Cuidado, não é tão fácil quanto parece! Fiquei 4 horas para passar das duas últimas fases, não tô zoando LOL. Percebi que tenho um reflexo de uma criança. Dificuldade Pessoal: 5/10
  41. 19 pontos
    Mais uma pra conta - Splinter Cell Blacklist (PS3) Game bastante divertido, trama estilo Missão Impossível. Gameplay bem fluído, dando diversas possibilidades de terminar as missões, seja de forma completamente furtiva, sem alertar ou apenas atordoando inimigos ou bancar o Rambo e matar tudo que aparece com armas nada discretas. O game estava implatinavel até o início desse ano, quando a Ubi voltou atualizar os objetivos semanais no online. Há um número considerável de troféus online, mas quase todos podem ser feitos solo. Os troféus de missões cooperativas (que são 4) podem ser conseguidos em multiplayer local. O troféu de zerar na dificuldade perfeccionist não é tão difícil quanto parece. Jogue a primeira vez no normal para se divertir e entender a jogabilidade e quando zerar, vá na seleção de missões e comece. A maior dica nesse troféu é tentar colocar seu equipamento mais stealth possível.
  42. 19 pontos
    Batman: Telltale Series e Batman: Enemy Within Confesso que esses jogos do Batman da Telltale me agradaram e muito! Não tanto pelo gameplay, mas pela história. Eles tiveram bastante coragem em recriar as origens de certos personagens e de mexer no âmago neles (com destaque o pai do Bruce Wayne e a Vic Vale, que era só uma repórter em Gotham) e a mecânica de escolhas está bem bacana. Eu tinha o primeiro ganho da Plus, mas gostei tanto que comprei a segunda temporada numa promoção e foi realmente bom! Admito que foi difícil demais a decisão final dele. Se gosta do Batman, eis uma ótima pedida. E de quebra ganhei duas badges relacionadas à DC!
  43. 19 pontos
    #31 - Hellblade Senua's Sacrifice Primeiramente, agradeço ao @Kaffactus pelo empréstimo deste game! OBS: Para jogar Hellblade, recomenda-se usar fones, para que a imersão do jogo seja maior ainda. Hellblade é um game sensacional. Acredito que todos já conheçam. Se tiverem a oportunidade de jogá-lo, recomendo muito. Os "labirintos" do game, as vozes da cabeça da Senua, a história são sensacionais. Faz você quase ficar louco junto. O ponto fraco do game é a quantidade de inimigos que o jogo proporciona. São poucos e repetidos também. Os diferentões, claro, são os bosses. Depois de alguns longos dias, tá aí, minha trigésima primeira platina. A próxima, será Horizon e depois Lego, quando eu conseguir tempinho p jogar com a namorada. Vlw, galera! Bjs do Japa!
  44. 19 pontos
    Darksiders Warmastered Edition é um remaster do jogo original de PS3 onde eu já havia jogado e platinado. Darksiders lembra um pouco God of War... começa o jogo fodão, perde as forças/ habilidades enquanto vai jogando vai adquirindo novas habilidades, novas armas, vai conseguindo encher mais a barra de vida, juntando orbs/ souls para comprar e dar upgrade nas habilidades... Falando em orbs/ souls... há 3 tipos de orbs referente a Life, Magia e 'moeda de compra' igualmente no Darksiders que há 3 tipos de souls sendo que eles são a mesma ideia do GoW. Este jogo tem uma história bem louca, bem diferente... acabou de um jeito que dava pra ter continuação e como todos sabem há duas continuações sendo que eles até saíram na Plus. Vale contar que há legendas em PTBR, não há desculpas em jogar e não seguir/ entender a história rsrs Recomendo
  45. 19 pontos
    Watch Dogs 2 Jogo maneiro, fica melhor ainda se jogar esporadicamente, porque as missões são repetitivas pra krl e é cansativo ficar ligando pontinhos e mexer no celular dos outros toda a hora! Fora isso, o jogo é bom e recomendo! Dica quente: Deixe o troféu do ScoutX por último, assim vc pode tirar a última foto do ponto com um travesti NPC e sair na platina!
  46. 19 pontos
    Platina #004: Tekken 7 Jogaço!! O troféu mais demorado é o de vencer 3 Special Matches pq ele é aleatório, de resto é bem tranquilo. Gostei muuuuito de platinar esse game, bom demais. Recomendo!!!
  47. 19 pontos
    Persona 3: Dancing in Moonlight Jogo de ritmo muito bem feito que tem uma jogabilidade viciante apesar de ser um pouco confuso no começo, mas quando você pega as manha joga até nos níveis mais altos sem muitos problemas. Apesar de esse ser mais fácil que o 4 em questão dos troféus, eu achei ele mais difícil... ainda mais que temos que completar várias músicas na dificuldade mais alta pra liberar alguns requisitos. Recomendo pra quem curte jogos de ritmo é diversão garantida.
  48. 19 pontos
    Gravity Rush é uma série incrível. Vais amar o 2 com toda certeza! E ele também é uma platina bem direta (menos a parte de comprar todos os upgrades, isso levei umas boas horas farmando cristais) E seguindo nas platinas que consegui nesse meio tempo: NieR: Automata Assim que platinei i NieR do PS3, corri para finalmente jogar o Automata e realmente ele é merecedor de todos os elogios que deram a ele. Enfim um jogo do Yoko Taro que é uma delícia de se jogar! Como fiquei macaco velho do estilo de história que ele faz, não foi muita surpresas certos acontecimentos. Ainda sim é um jogo incrível em vários aspectos. Como no Nier original, deixei que o meu último troféu fosse justamente o de terminar o último final, para ser como um verdadeiro adeus a esse jogo, para não voltar mais a ele. Sobre a platina, certamente é bem menos complicada do que o jogo original. A loja de troféus ajuda a pegar aqueles que eu não tvaa com saco de fazer (como entrar em modo Beserker 50 vezes e pescar todos os peixes), mas de resto eu fiz questão de pegar.
  49. 19 pontos
    Horizon: Chase Turbo É exatamente aquilo que eu esperava: um passatempo bem divertido, sem grandes desafios e com uma carga nostálgica para quem jogou Top Gear quando menor. O jogo é praticamente uma versão atualizada da franquia para a atual geração e contém, inclusive, o tema clássico. Um ótimo trabalho da Aquiris Game Studio, equipe brasileira que desenvolveu o jogo. Quanto aos troféus, eu retiraria apenas os troféus de resistência, pois acabou se tornando maçante de fazer. Acho que tentaram recriar uma espécie de "Enduro" dentro do jogo e eu não gostei muito.
  50. 19 pontos
    #68 - Resident Evil 2: Remake (platina e 100%) Um clássico que, quando foi anunciado, me deixou extremamente feliz por ter sido o RE que mais marcou minha infância. Não peguei ele no lançamento porque na época também foi lançado o Kingdom Hearts 3 e optei por ele, e depois de ter platinado os dois, posso dizer que não me arrependi desta escolha. RE2 Remake é maravilhoso em quase todos os aspectos: Gráficos maravilhosos, jogabilidade ótima, ambientação boa. O problema é a história, principalmente quando chegamos ao cenário B. Até ele, mesmo as mudanças de enredo eu achei positivas, nada que estragasse o original ou forçasse a barra em algum ponto, porém quando começamos a segunda aventura com qualquer um dos personagens, começam os furos. Não entrarei em detalhes para evitar spoilers, pois quem já jogou sabe do que estou falando, afinal não são poucos os erros de continuidade na história, são coisas que só poderiam ser explicadas se os dois cenários se passassem em universos paralelos, coisa que mesmo assim não faria sentido já que uma aventura deveria completar a outra na teoria. Enfim, esse foi o grande fator que me decepcionou no jogo e praticamente tirou ele da perfeição. Apesar de ser muito divertido e ter me agradado demais, pecou nisso, pois o jogo do PS1 foi marcado justamente por essa qualidade na diferença dos cenários e sentido entre eles, e a Capcom esquecer isso e literalmente cagar para a história desse jeito, foi muito frustrante, ainda mais que em RE6 eles fizeram muito bem o entrelaçamento entre todas as campanhas, o que era muito mais complexo teoricamente, então porque esquecer disso neste remake? Com relação à platina, este é um dos mais fáceis de serem platinados na franquia, já que os troféus que costumam ser mais difíceis, os de conseguir rank S, foram bem facilitados já que o uso de sprays e salvamentos foi liberado totalmente, o único fator determinante para o rank é o tempo de conclusão da campanha. Outros troféus, como os de zerar de maneiras específicas (sem se curar, sem abrir a caixa de itens, etc), só parecem ser difíceis mas são bem mais simples do que parecem, já que podem ser feitos na menor dificuldade e nela você se cura conforme o tempo. No meu caso, o troféu que deu mais trabalho mesmo foi o da DLC, o de ter que matar 100 zumbis no modo normal na campanha do xerife , até conseguir pegar o jeito demorei um tempo e a dificuldade é bem alta. Nota Pessoal: 8.5/10 #69 - Darksiders 2: Deathnitive Edition Depois de ter jogado o Darksiders 1 e ter gostado muito, resolvi continuar a jogar a saga. Darksiders 2 tem tudo que o primeiro jogo tinha e mais um pouco, incluíram alguns elementos de RPG e aumentaram bastante o tempo de campanha e lugares a serem explorados. A história da franquia é muito bem elaborada e interessante, e a jogabilidade é muito divertida, assim como a maioria dos hack'n slash na minha opinião, são ótimos jogos para se jogar de tempos em tempo e tirar um pouco do estresse. A platina do jogo não é tão difícil mas exige paciência, já que é preciso terminar o jogo na dificuldade mais alta e depois jogar mais um pouco no NG+ para pegar o nível máximo, fora as quests de coletáveis que sem um guia para saber onde está tudo, fica muito difícil, já que você não consegue filtrar o que falta por região do mapa. Agora é esperar uma promoção no Darksiders 3 para platinar a franquia toda até agora, e aguardar novos jogos serem lançados. Nota pessoal: 8/10
Líderes está configurado para São Paulo/GMT-03:00
×
×
  • Criar Novo...