Ir para conteúdo
Tio_Maluco

Eurogamer PT] Só li verdades - Diretor de The Last of Us critica a falta de liberdade em Red Dead Redemption 2

Recommended Posts

large.jpg

 
Red Dead Redemption 2 é o mais recente colosso da Rockstar Games e foi aclamado como um dos maiores lançamentos de 2018.

Perante um jogo desta magnitude e aguardado com tanta ansiedade, nem os criadores de jogos conseguiram resistir e eles também  iniciaram a sua jornada com Arthur Morgan.

Bruce Straley, ex-Naughty Dog e diretor em The Last of Us, é um desses criadores que jogou o jogo, mas sente que algumas coisas não recompensam o jogador da forma que deveriam.

Red Dead Redemption 2 mereceu seus elogios por parte da crítica e dos fãs, mas existem alguns elementos que não agradam a todos e Straley acredita que a Rockstar reduz exageradamente a liberdade do jogador nas missões de história.

Em conversa com Matthew Gallant, engenheiro de software da Naughty Dog, que elogiou a forma como a Rockstar conduziu uma das cenas mais épicas de Red Dead Redemption 2, Straley comenta que o preço pago pelo jogador também é elevado.
 

"O jogo desanimou-me quando tentei flanquear nessa missão - tal como acontece em muitas missões de história em RDR2,"

disse Straley.

 

"Preciso fazer o que a história exige e remove continuadamente as minhas escolhas. O ambiente era aberto e eu tinha as habilidades, mas puniram-me por tentar pensar por mim mesmo ao invés de me recompensar."


Straley defende que sacrificar a escolha do jogador para alcançar um tom épico contraria o propósito que a Rockstar Games tenta alcançar.
 

"Diria que remover a escolha do jogador para alcançar 'histórias épicas' prejudica por completo o poder da interatividade.No fim, isso acaba NÃO sendo épico pois acaba frustrando-me  pois o jogo não confie em mim."

 
O diretor de The Last of Us acrescentou ainda que,

"No fim, estou simplesmente cumprindo requisitos para ativar cutscenes."


Gallant reagiu a Stralley dizendo que,

"concordo totalmente! As missões de história são épicas, mas super frágeis. Fico contente que RDR2 faça um esforço para permanecer dentro dos controles centrais, mas gostaria que tolerassem mais desvios sobre o percurso  e permitissem mais escolhas do jogadores."

 
Fonte Eurogamer PT

  • Curti 1

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Certeza que ele não ta falando de the last of us?  :hehe:

  • Curti 7

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Sei que logo vão que "e The Last of Us dá alguma liberdade pro jogador"? Mas vamos analisar que diferente deste, RDR 2 é um jogo de mundo aberto cheio de coisas pra fazer. Ainda não joguei muito o RDR 2, mas fiquei impressionado (e preocupado) com tantas coisas pra eu me preocupar: cabelo, barba, roupas, cavalo, armas, etc... Mas a preocupação virou  decepção quando li e ouvi de amigos que estão adorando o jogo que a maioria dessas coisas não tem importância no jogo. Então, pra quê tudo isso ?

 

Edit:

Divinity :Original Sin é um jogo que te dá quase que total liberdade para fazer as coisas: o jogador escolhe como proceder com as quests, em qual ordem s fará, etc. Só que liberdade demais faz você se meter em algumas encrencas...

Editado por Evildead_br

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Certeza que ele não ta falando de the last of us?  :hehe:

the last of us é um jogo no estilo linear que mesmo assim tem bem mais liberdade. Se pode passar as fases no Steath, No modo Rambo programado pra mar, dependendo a fase rushando ou até um meio termo de tudo isso. Vou mais longe, Uncharted 1 da mais liberdade que o Red Dead Redention 2.

 

Já o Red Dead Redetion é um jogp sandbox e por isso teria como obrigação de dar liberdade de fazer as missões como achar melhor, o que não é o caso, na maioria das vezes o computador vai te obrigar a fazer a missão de um único jeito, se tentar diferente tem que começar de novo

  • Curti 3

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Sei que logo vão que "e The Last of Us dá alguma liberdade pro jogador"? Mas vamos analisar que diferente deste, RDR 2 é um jogo de mundo aberto cheio de coisas pra fazer. Ainda não joguei muito o RDR 2, mas fiquei impressionado (e preocupado) com tantas coisas pra eu me preocupar: cabelo, barba, roupas, cavalo, armas, etc... Mas a preocupação virou decepção quando li e ouvi de amigos que estão adorando o jogo que a maioria dessas coisas não tem importância no jogo. Então, pra quê tudo isso ?

 

Edit:

Divinity :Original Sin é um jogo que te dá quase que total liberdade para fazer as coisas: o jogador escolhe como proceder com as quests, em qual ordem s fará, etc. Só que liberdade demais faz você se meter em algumas encrencas...

São apenas detalhes, você da importância se quiser.

 

Eu particularmente gostei de customizar a barba, roupa e etc. Não só é detalhe mas como também é liberdade dentro do jogo para alterar a aparência do personagem da forma que lhe agradar...

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

the last of us é um jogo no estilo linear que mesmo assim tem bem mais liberdade. Se pode passar as fases no Steath, No modo Rambo programado pra mar, dependendo a fase rushando ou até um meio termo de tudo isso. Vou mais longe, Uncharted 1 da mais liberdade que o Red Dead Redention 2.

 

Já o Red Dead Redetion é um jogp sandbox e por isso teria como obrigação de dar liberdade de fazer as missões como achar melhor, o que não é o caso, na maioria das vezes o computador vai te obrigar a fazer a missão de um único jeito, se tentar diferente tem que começar de novo

Bem argumentado Tio. A experiência de The Last of Us nos modos Normal, Hard e Survival são completamente diferentes. Vira outro jogo.

 

O cara tá reclamando que não adianta o mundo aberto, zilhões de coisas pra fazer se no fim elas não influenciam nas missões e o jogador não tem liberdade dentro da história. No fim o jogador vai do ponto A pro ponto B pra destrancar uma cutscene. Isso é ruim? Talvez. Tem quem se incomode com isso? Tem. Mas também muita gente não liga... 

 

É... parece que a velha fórmula dos jogos de mundo aberto precisa mudar.

Editado por Evildead_br
  • Curti 2

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

the last of us é linear é natural você perder certa liberdade, já a rockstar preza pela liberdade

 

vamos voltar ao red dead redemption 1, você engoliram o final do jogo? eram mais ou menos 10 inimigos do lado de fora do celeiro, com o dead eye mirando apenas na cabeça  daria pra matar os 10 facilmente desse jeito, mas o jogo te obriga a ir para um final só

  • Curti 1

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

the last of us é linear é natural você perder certa liberdade, já a rockstar preza pela liberdade

 

vamos voltar ao red dead redemption 1, você engoliram o final do jogo? eram mais ou menos 10 inimigos do lado de fora do celeiro, com o dead eye mirando apenas na cabeça  daria pra matar os 10 facilmente desse jeito, mas o jogo te obriga a ir para um final só

Gostei muito do final de RDR 1. Licença poética... 

 

E nem posso reclamar pois estou jogando Dragon Quest né... Que é o jogo ultrapassado e mais cheio de defeitos que mais adoro jogar. S2_S2

Editado por Evildead_br

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

A ultima vez que uma empresa de outro game criticou a rockstar n deu muito certo n...

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Gostei muito do final de RDR 1. Licença poética... 

 

Enem posso reclamar pois estou jogando Dragon Quest né... Que é o jogo ultrapassado e mais cheio de defeitos que mais adoro jogar. S2_S2

Red dead é um jogo ótimo, o final não é péssimo, achei condizente com o que o Marston procurava: sua familia, mas na minha visão a falta de liberdade obrigando o jogador a apenas um final condiz com o que o produtor da matéria esta dizendo.

 

durante o jogo você consegue usar o dead eye e matar o mesmo numero de pessoas que estava no celeiro, numa boa, a própria mecânica do jogo permitiria que você matasse todo mundo ali no celeiro

  • Curti 1

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Bom que com essa galera desanimando o valor cai e ai posso comprar  :face8:

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Certeza que ele não ta falando de the last of us?  :hehe:

 

Pois é.

 

Poderíamos fazer um comentário no mesmo estilo pra este jogo, e suas posições ideológicas no melhor estilo SJW "sutilmente" colocadas ao longo da narrativa, principalmente na DLC.

 

No 2o jogo então, o negócio vai piorar ainda mais.

 

  • Curti 2

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

giphy.gif

 

 

Tá falando em liberdade, e cadê a possibilidade de um final altruísta em The Last Of Us

 

  • Curti 1

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Eu até concordaria com ele, mas seriam duas pessoas falando verdades.

PS: Ele disse à respeito das missões, RDR 2 não oferece opções de abrangência em missões,forçando o jogador a fazer do jeito que é pra fazer, sem liberdade para tomar atitudes próprias.

Editado por eversontomiello

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

giphy.gif

 

 

Tá falando em liberdade, e cadê a possibilidade de um final altruísta em The Last Of Us

 

last of us terminou de forma egoista? terminou, mas pelo menos para mim, terminou do jeito que era pra terminar, aquela cena que o joel manda a ellie devolver o cavalo representa bem isso

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Concordo com as críticas dele, pois RDR2 é um jogo de mundo aberto e sendo assim tem que dar liberdade ao jogador seja rodando pelo mapa, seja nas missões. Last of Us é um jogo linear, logo não dá pra fazer comparações diretas. Eu estou jogando RDR 2 e sinceramente não vi nada tão diferente do primeiro jogo que desse o prêmio de GOTY pra ele. Ainda bem que não ganhou.

  • Curti 1

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

giphy.gif

 

 

Tá falando em liberdade, e cadê a possibilidade de um final altruísta em The Last Of Us

 

 

Ele não esta falando só do final, mas sim das missões que não te da liberdade, igual aquela do cemitério onde você e obrigado a jogar escondido, só que escondido do jeito que o jogo quer, tipo, se fica seguindo o carinha e anda quando ele manda, e para quando ele manda, se fizer diferente tem que repetir a missão. Isso é tosco vindo de um jogo dito de mundo aberto.

  • Curti 3

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Ele não esta falando só do final, mas sim das missões que não te da liberdade, igual aquela do cemitério onde você e obrigado a jogar escondido, só que escondido do jeito que o jogo quer, tipo, se fica seguindo o carinha e anda quando ele manda, e para quando ele manda, se fizer diferente tem que repetir a missão. Isso é tosco vindo de um jogo dito de mundo aberto.

 

Tem muitas missões no próprio GTA V que tbm é assim, na vdd na maioria dos games da Rockstar, isso já é de lei da empresa...

Editado por pipitchu_666
  • Curti 1

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Estão falando de liberdade e ninguém falou que você vai precisar de um computador da NASA para suportar tudo isso.

  • Curti 1

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Como se em TLOU tivesse td essa liberdade.

 

SS velho, mas o TLOU é um game linear, já o RDR é um game de mundo aberto...

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

É justo, RDR2 traz uma proposta de liberdade e autonomia do jogador, já TLOU é feito pra seguir uma linha mesmo

e quem jogou rdr2 sabe que nas missões, tem um caminho pra seguir q vc não pode desviar. tudo sempre vai acabar com o arthur modo rambo, mesmo q tu vá no stealth. Como as críticas foram exclusivamente voltadas para as missões, não tá errado. 

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Tanto faz se ele é diretor de The Last of Us, no fim das contas é apenas uma opinião pessoal de um jogador como outra qualquer... cada um tem sua experiência particular e ele relatou a dele, só isso... 

  • Curti 1

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

last of us terminou de forma egoista? terminou, mas pelo menos para mim, terminou do jeito que era pra terminar, aquela cena que o joel manda a ellie devolver o cavalo representa bem isso

 

Não estou criticando o final do jogo, a questão aqui é outra. Acho irônico o fato do cara, um Dev de jogos, achar que: porque um jogo é de mundo aberto ele deve ter a possibilidade stealth em todas as missões; ou que os inimigos devem fingir que não me viram matando um de seus colegas bem na sua frente. Como no jogo dele em que as possibilidades de gameplay são quase infinitas à la um Metal Gear da vida, devido a solução que encontraram de gameplay com "tijolo encantado/garrafa mágica" da distração que existe em TLoU.

 

 

 

 

Ele não esta falando só do final, mas sim das missões que não te da liberdade, igual aquela do cemitério onde você e obrigado a jogar escondido, só que escondido do jeito que o jogo quer, tipo, se fica seguindo o carinha e anda quando ele manda, e para quando ele manda, se fizer diferente tem que repetir a missão. Isso é tosco vindo de um jogo dito de mundo aberto.

 

Como o colega Pipitchu disse: isso existe de outros GTAs. Na realidade desde GTA San Andreas, o primeiro que joguei, eu sei que se mijar fora do quadrado a missão falha e tem que repetir do modo que se pede. Aliás, isso é característica de muitos outros jogos e não exclusivo de RDR2 ou da R*(Mais uma negativa para Straley). Situações nas quais deve-se relevar a gameplay para o prosseguimento do jogo ou história dele, ou então, a Ellie zanzando entre estaladores era algo natural para ele.

 

E para concluir aqui meu ponto, RDR é um Western, entende-se que seja mais ação que propriamente um jogo de stealth até porque na época não existia silenciadores para as armas. Fato esse que por si só, já torna improvável o estilo furtivo para todas a situações de RDR2. Acho que nesse caso o Sr. Straley, está tentando ações que eu recomendaria que guardasse para o jogo certo, quem sabe Metal Gear, Dishonored ou DeusEx.

 

Por fim, posso dizer por experiência própria que durante certa missão em RdR2, quase eliminei todo acampamento da gangue rival sem disparar uma arma de fogo. Só não obtive sucesso total em stealth porque um dos caras que estava fazendo a ronda me viu em ação de longe e não "fingiu" como em outros jogos cof... cof... Assassins, que não tinha visto.

 

Se formos levar a lógica do Ilustríssimo FDP Sr. Straley adiante, podem apagar todo o brilhantismo do glorioso Ocarina of Time, Witcher 3 e de muitos outros RPGs e jogos de mundo aberto por não podermos flanquear inimigos?

  • Curti 3

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...