Ir para conteúdo

Lucasgc45

Trophy Hunter
  • Total de itens

    685
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    3

Lucasgc45 venceu a última vez em Abril 21 2020

Lucasgc45 had the most liked content!

Reputação

2.338 Platina

7 Seguidores

Sobre Lucasgc45

  • Rank
    Bronze Hunter

Informações Pessoais

  • Nome
    Lucas

Últimos Visitantes

1.368 visualizações
  1. #93 - The Witness Jogo muito divertido que veio de graça na PSPlus há um tempo. O jogo se passa em uma ilha onde você controla um personagem com visão em primeira pessoa e o progresso do jogo é totalmente focado em solucionar puzzles de ligar um ponto até o outro, porém sempre apresentando novos padrões que devem ser respeitados para concluir a conexão solicitada. Não existem combates, inimigos, diálogos, NPC's, nada, apenas você, os enigmas e seu cérebro, nem tutorial o jogo fornece, então cabe a você entender o padrão de cada quebra-cabeça para conseguir ir em frente. Apesar da falta de tutorial, o jogo sempre apresenta algum novo padrão de puzzle com uma versão mais simples dele em algum lugar do mapa, então caso se depare com alguma coisa nova muito complexa, explore outras regiões do mapa até achar a "versão tutorial" daquele tipo de puzzle para depois retornar até aquela parte mais complicada. O jogo é dividido em 12 regiões, e basicamente para a platina você deve concluir todos os puzzles delas (você saberá quando concluiu a região ao acionar um dispositivo laser), e como o jogo é um mundo aberto, você pode ir e voltar entre as regiões quando bem entender, portanto não existem troféus perdíveis. Feito isso, restará apenas um troféu, o mais difícil de todos, que exige completar desafio composto de 14 puzzles gerados aleatoriamente dentro um tempo de aproximadamente 6 minutos. Por sorte existe um glitch nessa parte que praticamente elimina os dois últimos quebra-cabeças, acabei me aproveitando dele, mas daria pra fazer sem com um pouco mais de tempo treinando, mas como já estava meio cansado de tantos enigmas (foram mais de 400) acabou batendo a preguiça kkkkkkk. Mas ainda assim é bem difícil completar o desafio até este ponto, depende muito também da sorte que você terá nos puzzles anteriores. Para quem gosta de desafios, recomendo jogar sem seguir vídeos, pois tira toda a graça do jogo. Tive que olhar vídeos em apenas duas partes para apenas entender o raciocínio lógico de determinadas partes, mas consegui fazer a platina sem ver nenhuma solução pronta, e posso dizer que a satisfação foi muito grande. Recomendo muito o jogo, pois apesar de não ter ação, foi uma ótima experiência pra variar um pouco de estilo. Observação Bônus: O jogo possui um final secreto que explica a história do jogo, para quem se interessar vale a pena conferir. Nota Pessoal: 7,5/10
  2. #92 - Bioshock (com 100%) Sou suspeito para falar deste jogo, afinal foi um dos meu favoritos da geração passada. Vencedor do GOTY de 2007, este FPS possui, em minha opinião, uma das melhores histórias já feitas em um jogo, uma pena ele não possuir legendas em PT-BR para quem não entende muito de inglês aproveitar dela também. Com uma ambientação, jogabilidade e trilha sonora excelentes, o jogo traz tudo que conhecemos de jogos de tiro em primeira pessoa, com uma variedade razoável de armas e melhorias, e adição dos "Plasmids", que são meio que injeções de poder que alteram a genética de quem utiliza e concede poderes temporários, como soltar raios, fogo, insetos, etc, e cabe a nós fazer bom uso dessas habilidade juntamente com as armas de fogo para criar combos e progredir mais facilmente pelo jogo. A platina não é tão difícil e existem dois meios de conseguí-la, uma é fazendo uma jogada apenas já na maior dificuldade do jogo, pegando todos os coletáveis, tônicos, salvando todas as Little Sisters, etc. Como você pode criar saves a qualquer momento do jogo, mesmo quem não é muito adaptado ao sistema dele pode ir salvando direto até conseguir passar de determinadas partes. A outra opção seria fazer em duas jogadas, uma focada em coletar todos os troféus com exceção do da maior dificuldade, e depois fazer uma segunda jogada nela, assim você já saberá o que esperar dos pontos mais críticos do jogo. Alguns troféus e coletáveis são perdíveis, portanto indico o uso de um guia para se atentar a estes casos. A DLC do jogo é bem curta e fácil de pegar os troféus, são apenas três fases adicionais focadas em resolver enigmas e passar por situações com recursos limitados até salvar a Little Sister da fase. Apesar de ter pouco conteúdo, é bem divertida. Eu diria que este é um dos jogos que todos deveriam jogar alguma vez na vida, ainda mais por este ser o primeiro jogo que deu origem à trilogia. Agora rumo aos próximos da série! Nota Pessoal: 10/10
  3. #90 - Doom 3 Fico realmente em dúvida de qual Doom é melhor pra mim dos que joguei até hoje, este ou o de 2016. Doom 3 foi lançado praticamente 10 anos depois do 2 com um salto de gráficos e gameplay absurdos, com uma ambientação excelente, muito mais importância em história e uma atmosfera bem voltada para o terror. Apesar de não ser tão frenético quando os outros, a mudança foi muito bem-vinda na minha opinião, foi um dos jogos que me motivou a ter um PC potente para jogar. Quando a trilogia clássica foi lançada para PS4 no ano passado, foi questão de honra comprar essas delícias e ter a platina na conta. Comparado ao 1 e o 2 a platina do 3 é um pouco mais complicada por ter troféus de coletáveis e não possuir seleção de fases, então muitos troféus podem ser perdidos (guia de coletáveis mais do que recomendado). Além disso, o jogo possui três campanhas (a principal e mais longa, e outras duas que vieram por DLC depois do lançamento do jogo mas entram como parte da platina neste port do PS4, que são bem mais curtas) e você precisa terminar pelo menos duas vezes cada uma para a platina, a primeira vez em qualquer dificuldade para liberar a mais difícil, a Nightmare, e depois terminar de novo nesta dificuldade. O modo Nightmare deste Doom é um pouco mais simples do que o de seus antecessores, já que o jogo possui salvamento manual em qualquer momento que você queira, então se torna uma questão de paciência, tentativa erro. Será um processo demorado porque você terá que salvar basicamente depois de cada inimigo que matar, já que um único golpe da maioria dos inimigos pode te matar neste modo. Recomendo a todos que curtem um bom FPS, o jogo é excelente mesmo aos que não são grandes fãs da série Doom. Com esta, agora só me falta platinar o Doom Eternal para ter todos os 6 jogos disponíveis no PS4 platinados. Nota Pessoal: 9/10
  4. Favor criar uma badge da série Doom, que já possui 6 jogos no PS4: Doom (1993) Doom 2 Doom 3 Doom (2016) Doom 64 Doom Eternal Também notei que na badge da série Kingdom Hearts ainda está faltando o 3.
  5. #89 - The Last Of Us (com 100%) Enquanto todo mundo platina e comenta sobre o 2, estou aqui eu platinando o 1 kkkkkkk. Falar desse jogo é chover no molhado, basta dizer que é um exclusivo obrigatório para quem tem um PS3 ou PS4, eu mesmo demorei muito para jogar essa obra de arte por não ter tido o console da Sony na geração passada. História e trilha sonora ótimas, jogabilidade excelente, enfim, tudo nesse jogo é cativante, mas são os detalhes que acho que fazem esse jogo tão especial. O modo como os personagens evoluem e as situações que eles passam fazem você pensar muito, principalmente o final. A platina do jogo é bem tranquila e não possui nenhum troféu perdível, já que tudo pode ser pego pela seleção de capítulos. Mesmo o online que achei que seria a parte mais chata do jogo conseguiu me divertir bastante, e para os troféus dele é só prestar atenção às semanas que você pode perder todos os sobreviventes (6, 8, 10, 11 e 12) e escolher as missões mais simples para elas, como as de presentear outros jogadores com itens montados e marcar inimigos. Provavelmente na busca dos troféus online para platina você fará os troféus online das DLC's. Os troféus das DLC's também não são muito difíceis com exceção de terminar no modo Punitivo, pois apesar de ser o modo mais próximo da realidade em minha opinião, algumas partes são bem desafiadoras e você terá menos checkpoints, o que significa passar por várias partes de novo se morrer antes de chegar a um novo. E, por fim, a DLC Left Behind que é um complemento da história que conta um pouco mais sobre a Ellie, tem os troféus mais simples, basta fazer uma gameplay no Sobrevivente, coisa que é bem simples depois de ter se acostumado com o jogo, e pegar os coletáveis que faltarem pela seleção de capítulos. Enfim, um jogo que todos os gamers deveriam jogar pelo menos uma vez na vida, independente de querer platinar ou não. É aquele jogo que quando você termina chega a dar aquela depressão e você pensa "e agora?" Nota Pessoal: 10/10
  6. #88 - Moonlighter Temos aqui mais um jogo indie de respeito. Fazendo muita referência aos jogos antigos da série Zelda e adaptando a uma jogabilidade e combate mais rápidos, Moonlighter é um excelente jogo de ação com alguns elementos de RPG. O grande diferencial aqui é que seu personagem não é um herói, mas sim um mercador, e conforme você vai explorando os calabouços gerados aleatoriamente do jogo (roguelite) e coletando itens de inimigos e baús, você volta para sua loja e coloca tudo o que quiser a venda, e vai descobrindo aos poucos o melhor valor de venda de cada item de acordo com as reações dos clientes quando vêem o preço. Com o dinheiro adquirido na venda dos seus espólios, você deverá melhorar seus equipamentos, expandir sua loja, etc, até conseguir progredir por todas as masmorras. O jogo não é muito longo mas é muito divertido, e recentemente recebeu uma DLC que adiciona mais mais um calabouço, novas armaduras, armas, etc. A platina é um pouco trabalhosa, pois existem troféus onde você precisa derrotar os 4 principais chefes do jogo sem tomar dano durante a batalha, outro de zerar em menos de 10h (este é bem mais fácil do que parece), enfim, são muitos troféus com desafios bem complicados, além dos que exigem que você mate 1.000 inimigos em cada calabouço do jogo e o de matar 10.000 inimigos no total durante o jogo, bem demorado de fazer. Vale ressaltar também que até pouco tempo atrás este jogo era praticamente implatinável, pois muitos troféus estavam bugados e não vinham quando você atingia o objetivo deles (cheguei a zerar o jogo três vezes em saves diferentes e o troféu de terminar o jogo não veio). Felizmente agora todos os troféus foram corrigidos e meu progresso de quando joguei da última vez ficou salvo, então muitos troféus já vieram bem rápido assim que voltei a jogar. Recomendo o jogo para quem curte jogos nesse estilo mais retrô, o jogo tem uma trilha sonora excelente e uma história razoável. Aproveitei que voltei a jogar e também já fiz 100% dele pegando os troféus da DLC e também a recomendo, os troféus não são complicados e o conteúdo adicional vale o preço. Nota Pessoal: 8/10
  7. #87 - MediEvil Um grande clássico do PS1 que não tive oportunidade de jogar na época. O jogo é muito divertido e com uma jogabilidade bem simples, fizeram um ótimo trabalho no remake com relação aos gráficos e trilha sonora, em alguns momentos você se sente jogando uma animação da Disney com aquelas músicas no meio das fases ou nas lutas contra chefes. O único ponto negativo ao meu ver está câmera, ela as vezes dá umas bugadas que acabam atrapalhando em alguns momentos, e as vezes você acaba caindo em um buraco e morrendo por conta disso. Com relação aos troféus, é aquele tipo de jogo que você pode curtir a vontade sem se preocupar com eles. Não tem nenhum troféu perdível já que o jogo possui seleção de fases, e o mais trabalhoso será o de fazer algumas missões para libertar almas perdidas que você libertará perto do final do jogo (uma coisa legal de se comentar é que, após fazer todas estas missões, você libera o jogo do PS1 para jogar no menu principal), fora isso a maioria dos troféus virá automaticamente conforme sua progressão no jogo, um ou outro que exigem algumas ações específicas que podem passar batido, mas tudo muito simples. Recomendo para quem curte jogos de aventura pra dar aquela relaxada de vez em quando. Nota Pessoal: 8/10
  8. Aeeeeeee é do Brasil!!! Parabéns mais uma vez pela platina cara, dessa e por todos os outros jogos da série Souls, realmente é uma franquia incrível. Fico feliz em ter ajudado, e ajudaria tudo de novo se precisasse, tmj!
  9. #86 - Resident Evil 5 O RE divisor de águas. Muitos consideram esse jogo o início da queda da qualidade da franquia, já que aqui ele resolveu praticamente abandonar o sistema de survival horror e focar muito mais na ação. Como um fã da franquia, eu o considero um bom jogo, com uma história muito legal, com um excelente vilão (o Wesker em seu auge e no modo matrix é muito da hora kkkkkk) e ótimas cinemáticas. Fora que a Sheva é mil vezes melhor de se ter ao lado do que a Ashley do RE4. A platina deste RE é a mais fácil da franquia provavelmente. Não existe nenhum troféu perdível já que o jogo possui seleção de capítulos, e os troféus são na sua maioria de ações específicas, como matar inimigos em certas condições, com determinada arma, etc. O troféu mais trabalhoso será o de zerar no modo Professional, onde qualquer golpe praticamente te mata, mas nada tão difícil já que neste ponto do jogo normalmente já teremos as melhores armas com munição infinita, e apesar de não ser requisito pra nenhum troféu, recomendo fazer um tempo total de menos de 5h entre todos os capítulos pra liberar a Rocket Launcher infinita. Nota Pessoal: 7,5/10
  10. #85 - Terraria Jogo muito divertido, um dos melhores sandbox que já joguei e prova absoluta que bons gráficos nunca foram necessários para fazer um bom jogo. Com gráficos bem simples e uma jogabilidade que lembra muito jogos como os Castlevanias antigos, Terraria é basicamente um Minecraft 2D com mais foco na aventura e progressão, já que existem vários chefes para serem derrotados e o jogo te dá dicas do que fazer a seguir após algum feito específico ser realizado. Como a maioria dos jogos deste gênero, você vai ter que farmar muito para conseguir armaduras, armas, invocações, etc, para ir liberando mais conteúdo para explorar no jogo e chegar até o final. A Platina do jogo pode ser bem desafiadora para alguns, já que exige muito farm e paciência para conseguir os drops mais específicos dos chefes. Os troféus que dão mais trabalho são os de conseguir todos os pets e armaduras do jogo (apesar da descrição dos troféus dizer "todos", na verdade são pets e conjuntos de armaduras específicos que são necessários, provavelmente apenas do conteúdo que já existia quando o jogo foi lançado no PS4), mas pra mim o jogo é tão divertido que não foi nem um pouco frustrante ter que correr atrás de tudo que ele pede. Enfim, não vou me prolongar muito pois o jogo é imenso e a versão de console nem chegou ainda na última versão lançada, que adiciona muito mais conteúdo. Fica minha indicação aos que curtem jogos de ação com sandbox. Nota Pessoal: 9/10
  11. Como fiquei alguns dias sem acessar o fórum, seguem as últimas platinas que peguei neste tempo ausente: #83 - Mortal Kombat X Sempre fui um grande fã da franquia, jogava desde o SNES no MK2 e acompanhei todos os jogos da série desde então. Apesar da queda na qualidade dos jogos no PS2, gostei muito quando deram um reboot na história no MK9 e reviveram a história clássica dos 3 primeiros jogos da série, então não poderia deixar esta continuação da saga de lado. A platina deste jogo pode ser meio complicada, pois os troféus online são bem difíceis de serem conseguidos sem boost. De resto, são troféus de grind, onde você terá que fazer vários fatalities e brutalities com todos os personagens, fazer várias torres vivas, que são torres que mudam de hora em hora com mecânicas variadas de batalha, esperar uma torre viva semanal que tenha uma batalha secreta e aguardar o evento de invasão do jogo para conseguir os troféus mais específicos. Recomendo o jogo para quem curte jogos de luta e a franquia MK em si, agora é esperar sair uma versão completa do MK11 por um preço acessível para continuar na saga. Nota Pessoal: 8/10 #84 - Doom 2 Mais um clássico platinado! Há uns dias postei sobre a platina do primeiro Doom, e falei que era difícil, mas agora que platinei o segundo, posso dizer que aquilo foi apenas um tutorial para o desafio que seria esse. Os troféus seguem o mesmo padrão do primeiro jogo, algumas ações específicas simples, passar todos os mapas do jogo, uma speedrun e, o mais complicado de todos, o de passar de todas as fases na dificuldade nightmare no modo Coop. Este jogo ficou absurdamente difícil nesta dificuldade, pois as fases no geral são bem maiores, e os inimigos novos deste jogo são extremamente complicados (o zumbi de metralhadora deve ter uma sniper acoplada, impossível ter tanta precisão com uma minigun kkkkkkk). Mas a pior parte com certeza foi passar da fase 29, esse será o divisor de quem vai ou não querer platinar o jogo. Essa fase exige que você venha diretamente da anterior com as armas dela, já que a fase em si não tem muitos recursos e tem uma quantidade absurda de inimigos, e lembrando que no nightmare os inimigos ressuscitam após um tempo. Resumindo, se morrer na fase 29, tem que voltar da 28 e tentar de novo, e a fase não dá brechas para erros, uma vacilada e já era. Enfim, eu adoro a franquia Doom e o próximo da série será o Doom 64 para em seguida jogar o 3 e o Eternal, então recomendo este jogo para fãs como eu. Mas se você não quer passar raiva ou não tem paciência para repetir muitas vezes uma fase até ficar quase perfeito nela, passe longe desta platina. Nota Pessoal: 8/10
  12. Journey Acho que todo mundo já deve ter ouvido falar do jogo então nem vou me prolongar. Jogo muito bonito em todos os aspectos, paisagens e trilha sonora muito marcantes. O 100% pode dar um pouco de trabalho devido aos troféus online, já que não existe um método garantido de boost pois o jogo cria sessões com outros jogadores aleatoriamente, então você fica dependendo da boa vontade da pessoa que cair em sua sessão pra ajudar nos troféus mais específicos. O jogo está de graça na PSN pra todos, mesmo quem não tem a PSPlus. Nota Pessoal: 7/10 Sonic Mania Jogo excelente para os amantes da época de ouro do ouriço azul. São 12 fases seguindo a mesma mecânica dos jogos clássicos, cada uma possuindo um mini chefe no final do ato 1 e o chefão do mundo no ato 2. Bem injusto esse jogo não possuir platina, pois ele tem uma boa seleção de troféus e alguns até que bem desafiadores, sendo o mais difícil deles na minha opinião o de conseguir medalha de ouro nos 32 estágios bônus de pegar as bolinhas azuis (quem jogou Sonic 3 e Sonic e Knuckles deve se lembrar disso). Fora isso, você terá que conseguir todas as esmeraldas do Caos e fazer alguma ação específica em cada fase do jogo para conseguir o restante dos troféus. Nota Pessoal: 8,5/10
  13. Comecei o MK XL recentemente para platinar, estava no meu perfil a algum tempo pois joguei uma vez quando veio uma galera em casa só pra brincar mesmo. Terminei o modo história e agora estou farmando os troféus mais simples que dá pra fazer no modo 2 jogadores, para em seguida ir aos grinds mais pesados. Se alguém estiver interessado em boostar algum troféu online, ainda não tenho nenhum, e nem fui a fundo para saber como funciona o boost dos troféus kkkkkk, então fica aqui o convite.
  14. Ops criei um post a mais sem querer...
  15. Opa desculpe a demora pra responder amigo, acabei não acessando o fórum nos últimos dias. Sim, funciona, inclusive optei por fazer assim pois, apesar do meu irmão ter oferecido ajuda, não achei justo já que infelizmente esse troféu só vai para o perfil que for o player 1. Segui um vídeo para fazer esse modo, mas mesmo assim dá bastante trabalho já que tem partes com muitos inimigos e dependendo de onde eles reaparecem eles podem ficar fechando seu caminho em partes estreitas. O segredo desse troféu é mais paciência do que habilidade em si, você vai morrer muito rs.
×
×
  • Criar Novo...