Ir para conteúdo

Líderes


Conteúdo Popular

Mostrando conteúdo com a maior reputação desde 15-11-2019 em todas áreas

  1. 21 pontos
    World of Final Fantasy Platinei com 86 horas de jogo. Estava esperando só um jogo fofo e mais infantil, mas acabei sendo agraciado com o melhor presente aos 30 anos de Final Fantasy. É um jogo com ótimas referências, gameplay por turnos bem tradicional e MUITO BONITO visualmente (e os caras não pouparam no game, é cheio de cenas de anime, inclusive!). A história começa bem despretensiosa e bem boba, mas tem momentos que dá uma guinada bacana, fora ver todos os personagens de FF interagindo entre si de um jeito bem bacanudo. E as músicas do Hamauzu estão no ponto! Fora que é sempre um deleite ver três artistas de Final Fantasy (O Nomura, o Amano e a PRINCIPALMENTE da Izumisawa, que foi diretora de arte do jogo) deixando suas contribuições e ainda deixando o jogo uníssono. Um dos melhores FF dos últimos tempos. Sobre a platina em si, só reforço ficar atento ao troféu de abrir todos os baús. Apesar do Maxima ter adicionado um item que informa se ainda há baús não abertos, ele não te indica exatamente o local, então veja bem onde estão cada baú para não ter que ficar rodando o mapa inteiro atrás deles. E vai levar um bom tempo uppar e destravar todos os monstros. Não é difícil, mas leva um certo temo.
  2. 20 pontos
    Platina 175 Transistor Jogo impecável em praticamente todos os aspectos, platina consideravelmente rápida e fácil. Platina 176 Almost There Esse é para amantes de jogos de plataforma, com uma jogabilidade bem diferente da habitual mas bem executada. Achei muito bom e depois que pega o jeito até bem fácil, pois é só fechar o jogo com todas as estrelas possíveis. Outros de plataforma que eu platinei que recomendo: Super Meat Boy, OlliOlli 2, Klaus, Tinertia, Downwell.
  3. 20 pontos
    Energy Invasion [EUR] Uma jogo que estava com ódio de tanto perder... jogava e a cada gameover pensava "essa merda não pode ser considerado garapinha". Tentava de novo nas ultimas missões e nada. Bolado deixei pra jogar dia seguinte e nada... até q resolvi ler novamente o guia de troféus e me deparei com um detalhezinha no guia, da pra jogar o game no Easy assim os laser vermelho não é acionado. PQP que garapinha delicinha kkkkkkkk Vale pela platina... inicialmente é divertido mas depois é um tédio. Praticamente 2 horas fazendo literalmente a mesma coisa fica.. tenso
  4. 19 pontos
    Faz tempo que não posto nenhuma platina aqui, então vamos lá! #130 - Manhunt Clássico da Rockstar e possivelmente o game mais polêmico lançado por ela. O seu gameplay envelheceu muito mal, difícil de se acostumar. Se usar os cheats, a platina se torna mais tranquila. Dificuldade Pessoal: 5/10 #131 - The Order: 1886 Game com potencial, mas infelizmente é bem decepcionante. Dificuldade Pessoal: 3/10 #132 - Spider-Man Como fã desde criança do Spider, posso dizer que finalmente pude jogar um game que faz jus ao personagem. A Insomniac fez belo trabalho aqui. A platina é fácil sim, mas impedir todos os crimes da cidade é meio massante depois de um tempo, então pra quem for jogar, não vá achando que é só zerar e a platina irá cair. Cuidado com o uso das fichas também para não precisar jogar além do necessário. Dificuldade Pessoal: 4/10 #133 - Dead or Alive 6 Bom jogo, DOA é uma ótima franquia de luta, mas infelizmente sempre será marcada por ter muito "fan service" (se é que me entendem). Dificuldade Pessoal: 4/10 #134 - Soul Calibur VI Possivelmente o melhor game da série desde o III... Finalmente acertaram na jogabilidade, e não cometeram o erro de deixar diversos personagens clássicos de fora, como aconteceu no V. O único problema são personagens clássicos como Tira e Cassandra serem vendidos como dlcs, mas isso é algo normal nos games de luta da atualidade, além do mais já tivemos uma boa promoção da versão deluxe, então não vou reclamar disso não. Dificuldade Pessoal: 5/10 #135 - A Winter's Daydream A platina mais fácil das listadas neste post, é só apertar o botão X e esperar o troféu pipocar na tela. Pelo menos o troféu de platina é bem bonito. Dificuldade Pessoal: 1/10
  5. 19 pontos
    Watch Dogs 2 Jogo maneiro, fica melhor ainda se jogar esporadicamente, porque as missões são repetitivas pra krl e é cansativo ficar ligando pontinhos e mexer no celular dos outros toda a hora! Fora isso, o jogo é bom e recomendo! Dica quente: Deixe o troféu do ScoutX por último, assim vc pode tirar a última foto do ponto com um travesti NPC e sair na platina!
  6. 19 pontos
    138 - Darksiders II Nota do Jogo: 8 /10 Dificuldade da Platina: 6 /10 Tempo para Platina: 35 horas Momento da Platina: Comentários: Jogo da Plus que a maioria aqui já conhece. Agora só falta o 3 para completar a saga, mas infelizmente a Tia Sony não colocou as dlcs dele em promoção nessa BF, então vou ter que deixar para depois. No mais RECOMENDO.
  7. 18 pontos
    Tetra's Escape [EUR] Joguinho divertido... e vc jogar do início ao fim sem ficar enjoado pois a cada mundo (torno de 5 níveis) aparece novidades ao jogo. Para a platina não é obrigatorio fechar todos os níveis com 3 estrelas + troféu e pra falar a verdade nem precisa jogar o 7º mundo, até o 6º é o suficiente... Recomendo... platina molezinha, rápido e divertido
  8. 18 pontos
    #99 - Tava com tempo que não postava nada aqui, entrei no vício do FPS online que tá roubando todo meu curto tempo de platinar jogos, esse ai tava com 3 meses jogando 15 min semana sim semana não, e olha que a platina dele não leva mais que 3h, bem simples, fui jogando pra descontrair ou quando tinha que esperar o squad completar kkk. Recomendo pra quem quer aquele platina easy sem sofrimento e dor de cabeça, mas já aviso que se não prestar atenção na história não vai entender bulhufas rsrsrs. Screenshot da platina:
  9. 17 pontos
    #1200 - Hollow Knight [US] Heart of Hallownest Certamente um dos melhores Metroidvanias que já joguei, senão o melhor. Arte extremamente bonita que dá uma personalidade e ambientação muito fortes, junto com os sons e inimigos exclusivos de cada área, como é comum no gênero. Tem vários upgrades permanentes e também temporários, os Charms. Esses últimos dão bastante variedade e liberdade no gameplay, já que eles interagem entre si, dá inclusive pra tankar vários bosses com a build certa. A movimentação também é diretamente influenciada por eles, desde a quantidade de pulos ou dashes até obviamente o aumento dos lugares acessíveis na medida que os upgrades permanentes vão sendo pegos. É um jogo com muito conteúdo, ainda mais porque a versão de PS4 já vem completa com as DLC's. A platina requer os 112% de conclusão, assim como alguns desafios adicionais nos Panteões. Tem dois sets de troféu: US/EU
  10. 17 pontos
    Darksiders Warmastered Edition é um remaster do jogo original de PS3 onde eu já havia jogado e platinado. Darksiders lembra um pouco God of War... começa o jogo fodão, perde as forças/ habilidades enquanto vai jogando vai adquirindo novas habilidades, novas armas, vai conseguindo encher mais a barra de vida, juntando orbs/ souls para comprar e dar upgrade nas habilidades... Falando em orbs/ souls... há 3 tipos de orbs referente a Life, Magia e 'moeda de compra' igualmente no Darksiders que há 3 tipos de souls sendo que eles são a mesma ideia do GoW. Este jogo tem uma história bem louca, bem diferente... acabou de um jeito que dava pra ter continuação e como todos sabem há duas continuações sendo que eles até saíram na Plus. Vale contar que há legendas em PTBR, não há desculpas em jogar e não seguir/ entender a história rsrs Recomendo
  11. 17 pontos
    36 Fragments of Midnight [EUR] Garapinha tranquila. Precisamos jogar pelo menos 4x . 1- concluir o jogo em menos de 6 minutos 2- pegar 1 fragmento e morrer 3- pegar 35 fragmentos e morrer 4- pegar 36 fragmentos e morrer se ao momento de morrer "foice" nas mortes certas pipoca todos os troféus após a quarta vez Midnight Deluxe [EUR] Joguinho interessante. Começa bem fácil e depois começa a ficar divertido rsrsrs A platina pdoe vim até o nível 40 daí pra frente não precisa jogar para obtenção da platina.
  12. 16 pontos
    Platina #110 (E troféu 6000) A Flash of Light Mastered Trails of Cold Steel III and earned every trophy. Meu plano original era de que esse fosse a minha 100º platina, já que o segundo jogo foi a minha 50º platina. Mas achei que faria mais sentido deixar o Kingdom Hearts III como a minha platina numero 100. Mas ainda queria que ela ficasse como milestone no PSNProfiles, ai decidi deixar como o meu 6000º troféu, e platina 110. Admito que foi mais complicado do que achei, tive que pegar uns 150 troféus pra poder atingir minha meta. Mas me diverti fazendo isso, e ver o jogo não só nos milestones do PSNProfiles, mas ver ele duas vezes no meu perfil do mypst fez valer o esforço. Adoraria falar sobre o jogo em si, mas qualquer coisa que eu falar seria um spoiler (Até a imagem do jogo na lista de troféus que postei acima em si é um spoiler), então melhor não falar nada. Platina #111 Titanfall 2 Mark of the Advocate Earned all trophies Veio na plus desse mês. Como queria ficar catando troféu até atingir a minha meta, achei uma boa ideia jogar ele, já que tinha 50 troféus e parecia bem fácil rápido. E bem fácil e rápido o jogo é. O troféu de bater o tempo no gauntlet é o único que pode dar problema, e certamente imagino várias pessoas não pegando a platina por conta dele. Mas pra mim foi de boa, levei 2 horas só jogando aquela parte pra pegar o troféu.
  13. 16 pontos
    139 - Far Cry New Dawn Nota do Jogo: 7/10 Dificuldade da Platina: 2 /10 Tempo para Platina: 20 horas Momento da Platina:
  14. 16 pontos
    Horizon Chase Turbo #Platina38 Mais uma platina que demorou mais do que deveria mas saiu...essas confesso que fiquei com a mesma sensação de quando platino jogos de mundo aberto..parece que não tem fim..parece que esta fazendo a mesma coisa de novo e de novo e de novo rsrsrs Bom, o jogo em si é maravilhoso..muito nostálgico..comecei esse jogo e não quis parar de jogar..muito viciante..porém no finalzinho comecei a ficar de saco cheio para platinar..muita corrida igual com objetivos diferentes..a conclusão dele na resistência de 109 corridas fiz me arrastando..até que peguei um dia e fiz praticamente tudo para finalizar logo..o jogo não é ruim não pelo contrário..porém achei que se torna cansativo se esta atrás da platina.. O jogo tem 0 de dificuldade..apenas ter que repetir algumas certas pistas para pegar moedas por exemplo como na volta ao mundo e já era..de resto bem tranquilo mesmo.. Pontos negativos que achei foram as batidas nos carros que tem hora que da raiva..parece carrinho de bate-bate em pista estreita onde vc quer passar e não consegue nem ferrando rsrsrsrs e as vezes aquelas frases que aparece na tela que atrapalhou em alguns momentos a visão da pista ou do carro em uma ultrapassagem..de resto perfeito.. As melhores dicas para finalizar o jogo são utilizar o backup na nuvem e ir usando os carros assim que forem liberando..para não ter que ficar caçando qual carro falta para correr igual eu fiz rsrsrs usei o último e o troféu não veio..ai fiz de trás pra frente do 32 para o 1..o troféu saiu no antepenúltimo rsrs Parabéns pelo estúdio..joguinho virou febre e é muito bom..pra mim nota 4.5/5 "Fica calmo e me deixa passar"
  15. 16 pontos
    #31 - Hellblade Senua's Sacrifice Primeiramente, agradeço ao @Kaffactus pelo empréstimo deste game! OBS: Para jogar Hellblade, recomenda-se usar fones, para que a imersão do jogo seja maior ainda. Hellblade é um game sensacional. Acredito que todos já conheçam. Se tiverem a oportunidade de jogá-lo, recomendo muito. Os "labirintos" do game, as vozes da cabeça da Senua, a história são sensacionais. Faz você quase ficar louco junto. O ponto fraco do game é a quantidade de inimigos que o jogo proporciona. São poucos e repetidos também. Os diferentões, claro, são os bosses. Depois de alguns longos dias, tá aí, minha trigésima primeira platina. A próxima, será Horizon e depois Lego, quando eu conseguir tempinho p jogar com a namorada. Vlw, galera! Bjs do Japa!
  16. 16 pontos
    Garapinha nível very molezinha fast fusiosa. Basta resolver apenas 1 quebra cabeça no nível Médio e atingir mais de 1000 pontos que a platina vem. E pra facilitar as coisas aqui no fórum tem 1 guia que tem 2 possibilidades para ser resolvido qualquer puzzle, tudo depende 'de onde vai começar'.
  17. 15 pontos
    Mais uma pra conta - Splinter Cell Blacklist (PS3) Game bastante divertido, trama estilo Missão Impossível. Gameplay bem fluído, dando diversas possibilidades de terminar as missões, seja de forma completamente furtiva, sem alertar ou apenas atordoando inimigos ou bancar o Rambo e matar tudo que aparece com armas nada discretas. O game estava implatinavel até o início desse ano, quando a Ubi voltou atualizar os objetivos semanais no online. Há um número considerável de troféus online, mas quase todos podem ser feitos solo. Os troféus de missões cooperativas (que são 4) podem ser conseguidos em multiplayer local. O troféu de zerar na dificuldade perfeccionist não é tão difícil quanto parece. Jogue a primeira vez no normal para se divertir e entender a jogabilidade e quando zerar, vá na seleção de missões e comece. A maior dica nesse troféu é tentar colocar seu equipamento mais stealth possível.
  18. 15 pontos
  19. 15 pontos
    Um jogo que não fede e nem cheira. Resolvi platinar porque é fácil, só isso! É por causa de concorrentes assim, que Call of Duty possui a merecida soberania no gênero FPS, pelo menos nos consoles!
  20. 14 pontos
    FIFA 19 O Número 1 O jogo esta mais bugado e apelão que o FIFA 18, foram muitos os momentos de raiva. O troféu de alcançar a divisão 4 do Ultimate Team é o que separa da Platina, é muito difícil para quem pega esse jogo só para brincar quando fica em um valor baixo, competir com os caras que só vivem de jogar isso é o verdadeiro desafio. Vi relatos da grande dificuldade que era os troféus dos testes de habilidade e cestou, mas quando os encarei foram bem tranquilos, o primeiro apenas em alguns testes tive que repetir para conseguir a pontuação, o segundo saiu em menos de 10 minutos de tentativas. Infelizmente a mercenária descompromissada EA fez a cagada de deixar o jogo implatinavel com menos de 1 ano de lançado por causa do troféu de classificar para a Weekend League, o modo competitivo da franquia, inclusive criei um tópico aqui no fórum antes de acontecer que poderia haver essa possibilidade, com uma simples atualização resolveria para quem atingir a pontuação que era necessária cair o troféu. Torço para que as reivindicações sejam atendidas e que os fãs que estão empacados consigam a tão sonhada Platina, Boa sorte.
  21. 14 pontos
    Batman: Telltale Series e Batman: Enemy Within Confesso que esses jogos do Batman da Telltale me agradaram e muito! Não tanto pelo gameplay, mas pela história. Eles tiveram bastante coragem em recriar as origens de certos personagens e de mexer no âmago neles (com destaque o pai do Bruce Wayne e a Vic Vale, que era só uma repórter em Gotham) e a mecânica de escolhas está bem bacana. Eu tinha o primeiro ganho da Plus, mas gostei tanto que comprei a segunda temporada numa promoção e foi realmente bom! Admito que foi difícil demais a decisão final dele. Se gosta do Batman, eis uma ótima pedida. E de quebra ganhei duas badges relacionadas à DC!
  22. 14 pontos
    Platina #106 Retro Gamer Earn all other trophies! Me lembro de ter comprado esse no lançamento, quando vi um pacote com 3 desses jogos a venda. Achei que seriam platinas fáceis, mas ai tomei um susto. Tinha jogado só esse, e ai acabei largando. Agora que me deu vontade de pegar troféu de novo, optei por tentar esse de novo, e ai está. Fiquei com tartaruga
  23. 14 pontos
    Platina # 101 - Horizon chase turbo Uma platina bem fácil de fazer e prazerosa de se jogar.
  24. 14 pontos
    428: Shibuya Scramble Cara, que jogo foda, talvez seja até o melhor que eu já joguei no ano, pqp! Ele tem de tudo: drama, suspense, ação, romance, comédia... tudo executado de forma impecável, fiquei impressionado com o que vi e também pelo fato do jogo ter chegado no ocidente só no ano passado! Esse game é must play, principalmente se você gosta de uma boa história, que por sinal é muito melhor que a de muitos joguinhos por aí.
  25. 14 pontos
    Heavy Rain - Remaster O jogo é divertido... Nas primeiras duas vezes que você joga ele. Para platinar é meio chato, já que a gameplay não é nada envolvente (para quem já sabe a história). Valeu as oito horas enfurnado no quarto e ficando nauseado por causa da câmera XD
  26. 14 pontos
    Titanfall 2 Eu havia jogado um pouco do primeiro com o meu vizinho. Tinha curtido as novidades de gameplay, e quando soube que o primeiro melhorava aquilo, além de conter um modo campanha bacanudo e sem nenhum troféu horrível de se conseguir online, peguei ele assim que ficou numa promoção marota. É um FPS bem divertido, ótima campanha e com um multiplayer que diverte.... quando tem gente. Para platinar, falando na campanha não é difícil, só ter que jogar na dificuldade mais alta que pode render alguns momentos de frustração. ....Mas o que realmente será um teste de resistência é o troféu do ...Vira Mestre. Eu passei literalmente QUATRO HORAS sem parar tentando quebrar o recorde. E nem eu mesmo acreditei quando o troféu veio. É preciso perseverar até pegar o ritmo e o tempo do percurso. Aqui o vídeo do momento da platina:
  27. 14 pontos
    # 147 - Resident Evil Revelations 2 Esse aqui platinei no PS3, mas como esse jogo existe no PS4 também e eu não vou repetir a platina, vai aqui mesmo kkkk. Platina que mais demorei para conquistar: 1471 dias entre o primeiro troféu (em 2015) até a platina agora em 2019. O jogo é bom, mas só isso também. Além de ser curto, sendo apenas 4 capítulos que não duram 2 horas cada um. O que estende a vida útil dele são os modos Contagem regressiva, Invisível e Raid. Para platinar, deve jogar a campanha toda novamente nos modos Contagem regressiva e Invisível. Ainda em 2015 eu iniciei e terminei 2 capítulos do Invisível, mas acabei desistindo. Voltei em 2017 e conclui. Logo na sequencia iniciei o modo contagem regressiva, mas fiz só um capítulo e achei um porre. Não continuei mais. Porém, agora em 2019 voltei e finalizei tudo. O modo Raid para platinar ficou muito mais curto do que o primeiro Revelations. Nem se compara. Então, além da primeira zerada para curtir o jogo, no normal, a zerada no Invisível e a do Contagem regressiva, lembro que ainda fiz outra zerada no modo casual por conta das medalhas. Nisso tudo foram 4 zeradas e ainda assim ficou pendente uma medalha da Claire e uma do Barry, ambas no capitulo 3. Confesso que foram essas medalhas que ajudaram a eu desistir dessa platina em 2015 e 2017 (além das chatices que são os modos invisível e contagem regressiva). Porque eu imaginava que essas medalhas estavam bugadas. Principalmente a da Claire. Sobre as medalhas: Sendo assim, foram quase 5 jogadas e 4 anos para finalmente platinar esse game. Em questão de tempo de jogo, creio que umas 30 horas no total, ou mais. Resident Evil é uma das minhas franquias favoritas. Não poderia ficar sem essa platina. Nota 7,5
  28. 14 pontos
    # 145 - Mad Max Esse jogo até que é divertido, mas é muito demorado e enjoativo porque tem que fazer tudo, absolutamente tudo no jogo, como coletar todos os scraps dos acampamentos e escavações do game. E olha, são muitos, muitos mesmo. O pior de tudo ainda é saber que pode bugar. Eu cheguei a ter um bug, mas sorte que desconfiei e voltei um save. Caso contrário, teria me ferrado. Aconteceu o seguinte: estava limpando um ponto de escavação e quando peguei o último scrap consegui cair do penhasco e morri. Com isso não apareceu a mensagem de 100% concluído o local. Voltei nele, aí a mensagem apareceu, mas ao conferir no menu, não contabilizou como limpo. Ou seja, sabia que tinha bugado. Tive que voltar um save de uma hora antes. Única vez que foi necessário. Sugiro logo concluir todas as melhorias dos seus 4 esconderijos para poder visualizar no mapa onde estão os Locais de Escavação. Facilita muito. E a partir daí, começar a anotar mesmo, cuidando bem para contabilizar todos. Muito chato fazer todos os desafios também. Os que ficaram para o final comigo foram a maioria os dos carros. Derrotar tantos inimigos com determinado arcanjo, etc. Fazer esses arcanjos também é chato, porque alguns equipamentos só são desbloqueados quando se limpa os mapas. Aí você limpa os mapas, consegue os últimos arcanjos, mas não tem mais inimigos para derrotar, bem chato isso. Tem dicas mostrando onde tem alguns veículos parados com respawns infinitos. A história do jogo é muito curta. E confesso que não gosto quando um jogo tem muita sidequest quando comparado a missões principais. Para se ter uma ideia, platinei ele com cerca de 60~65 horas (1 jogada apenas). A campanha principal não chega a 15 horas. O pior ainda é que o resto nem é missão secundária. É simplesmente ficar limpando o mapa, derrotando acampamentos inimigos, snipers, scarecrows, comboios, e esses scraps idiotas. Nenhum troféu é missable, mas tem que cuidar para não limpar todos os mapas 100%, para sempre ter alguns inimigos para fazer os desafios. Deixe uns dois combois e uns dois acampamentos inimigos para o final do game, pode ser útil. E é importante também cuidar e sempre monitorar seus desafios, como locais de escavação e insignias. Nota 6,5
  29. 14 pontos
    Hex Tunnel Touch Jogo tranquilo, fácil. Um jogo que temos que desviar de objetos no cenário... o que achei péssimo foi os controles.... L2 e R2 sobe e desce enquanto o TOUCH movimento para os lados.... ou movimenta tudo pelo touch ou tudo pelos botões... achei horrível. Mas quando peguei o controle do jogo ai foi mamão com açúcar. Só vale pela platina mesmo
  30. 13 pontos
    #73 com 100% - Darkest Dungeon Com certeza um dos melhores RPG's de turno que já tive o prazer de finalizar. Darkest Dungeon tem uma mecânica totalmente contrária do que estamos acostumados, pois normalmente nossa prioridade é usar dos recursos para fortalecer nossos heróis, e aqui nós usamos os heróis para fortalecer nossos recursos. Quando digo isso não estou exagerando e quem jogou pelo menos um pouco desse jogo sabe do que estou falando, seus heróis vão morrer, muitos deles, e isso é a coisa mais normal do jogo, você não pode se apegar aos seus heróis. Toda semana que passa no jogo (cada dungeon que finalizamos conta uma semana de tempo) teremos novos heróis para serem recrutados, por isso muitas vezes não vale a pena gastar seu precioso ouro investindo em um herói que saiu à beira da morte ou muito estressado de uma masmorra, simplesmente o mande embora e recrute outro! Seja por doenças, ataques de coração por estresse excessivo, golpes críticos de inimigos, enfim, tudo pode ser fatal para seus personagens e justamente por isso o jogo é conhecido por ser tão difícil. Tendo falado um pouco do jogo, vamos falar da platina em si. Ela não é tão difícil, é aquele famoso tipo de jogo que a dificuldade está nele em si, os troféus acabam vindo naturalmente, com exceção dos relacionados à dificuldade ou ao de finalizar o jogo em menos de 99 semanas. Depois que você aprender como o jogo funciona, qual herói é melhor em cada tipo de masmorra, posicionamento do grupo, combos de heróis, como interagir com cada item nos cenários, fraquezas de cada inimigo e chefes, etc, o jogo é extremamente compensador e muito divertido. Claro que antes disso, você vai se frustrar muito, pois a RNG do jogo foi feita para explorar suas fraquezas, nunca ache que você se preparou o suficiente e sempre seja cauteloso, pois como o próprio narrador do jogo fala algumas vezes "tome cuidado - o orgulho do triunfo precipita uma queda estonteante". As DLC's do jogo adicionam novos heróis, novas masmorras, muito mais mecânicas e dificuldades, e o último chefe da DLC Corte Escarlate é bem mais difícil do que o do jogo base. Enfim, sem querer me prolongar ainda mais (pois se for falar tudo o que achei sobre esse jogo maravilhoso, vou precisar de mais 5 potagens kkkkk), recomendo o jogo para todos que curtem um ótimo RPG de turno, e estejam prontos pra sofrer um pouco mas ter uma satisfação enorme no final de tudo. Nota Pessoal - 10/10
  31. 13 pontos
    Call of Duty: Modern Warfare (2019) Bem tranquilo de platinar. Excelentes gráficos, mas a história é meio meh. Multiplayer legal, mas não importa para os troféus.
  32. 13 pontos
    Estamos quase no final da mais uma década e é seguro dizer que esses últimos 10 anos foram alguns dos melhores para os jogadores. Para aqueles que são caçadores de troféus, também foi uma década fantástica para a caçada de troféus, especialmente para um jogador em particular. Eric (passa por eblackham no Reddit) conquistou mais de 200 troféus de platina em seu PS3 e PS4 e, desde que adquiriu o PS3, tem se empenhado em obter essa taxa de conclusão de 100% para os jogos que ele realmente gosta de jogar. Para comemorar a última década de caça aos troféus, Eric criou uma tela com 200 imagens que representam cada troféu de platina que ele obteve. Mensagem original no Reddit
  33. 13 pontos
    Star Wars Batlefront 2 Depois de 8 horas jogando, finalmente cheguei no nível 50 e a platina veio. Os troféus mais difíceis são os relacionados aos caças estelares.
  34. 13 pontos
    Planet RIX-13 Jogo de platina rápido seguindo um guia passo a passo ou vídeo. Aqui no mypst tem um excelente guia. Só vale pela platina mesmo.
  35. 12 pontos
    140 - Darksiders III + 100% Nota do Jogo: 7/10 Dificuldade da Platina + 100%: 5 /10 Tempo para Platina + 100%: 30 horas Momento da Platina: Comentários: Esse jogo representa bem a franquia Darksiders. Uma franquia com grande potencial, mas muito mal explorada em todos os 3 jogos. A jogabilidade, que neste 3 jogo ficou mais parecida com os jogos "souls", é muito legal, o universo e os mapas são bem interessante e a história é bacana. Agora tudo isso é jogado por terra pela péssima otimização do jogo. O jogo tem grandes quedas de frames, loadings demorados e a toda hora. As vezes no meio de uma batalha você fica até 5 segundos esperando a tela carregar. Fora problemas como travamento e fechamento inesperado do jogo. Tudo isso torna a experiência em Darksiders 3 bem estressante. Se não tivesse esses problemas esse game poderia receber facilmente uma nota 8.5/9, mas da forma como está, 7 estou sendo bem generoso. Sobre os troféus: São bem tranquilos, só tem 3 perdíveis e o game pode ser feito em apenas uma jogada, mas recomendo fazer em duas já que tem um troféu da dlc que é fechar no NG+. O melhor é que os coletáveis são fáceis do mesmo nível do 1 e não aquela coisa nojenta que são os coletáveis do DS2. No mais ganhei a badge da série:
  36. 12 pontos
    Sniper Elite 4 O grind finalmente acabou! Além de ter alguns troféus multiplayer (o que é uma bosta), troféu por colecionáveis (outra bosta kk), colecionáveis multiplayer (bosta ao cubo), para platinar essa maravilha você ainda precisa zerar o jogo na dificuldade autêntico (sem HUD) e sem salvar o jogo manualmente! Fiz só uma missão por conta, o resto vi walkthroughs no YouTube porque tava foda. Agora posso parar de negligenciar o que tenho que fazer e ir estudar platinar Bloodborne.
  37. 12 pontos
    RepKiss Peguei uma conta com 3 jogos emprestado e este melzinho estava junto. Novel extremamente rápido. Torno de 20 minutos seguindo guia a platina cai.
  38. 12 pontos
    Everybody's Golf 2017 O exclusivo mais underrated do PS4, ô joguinho bom de se jogar! Não é um jogo difícil, mas também não é aquela bananada, porque tem algumas coisas que dependem de pura sorte e que podem vir a te causar uns pequenos momentos de frustração, como os troféus "Finesse Absoluta" e "Full house", isso sem falar no porre que eles são, devido ao fato de serem Time Consuming (HAJA GRIND NA MINHA VIDA DEEEUS)! Fora esses problemas, o jogo é muito legal, principalmente se não quiser ir atrás da platina, que essa sim pode ser motivo de um leve aborrecimento. Só Falei mal do jogo, mas recomendo ele à todos! Um forte abraço!
  39. 11 pontos
    #88 - Medievil Platina muito fácil e simples. Jogo bem divertido, porém um pouco aquém da capacidade gráfica do ps4. Principalmente nas cenas (escassas), dá para notar falta de polimentos, serrilhamento nos contornos e imagens foscas. No gameplay é muito bonito, com efeitos de raio e fogo bonitos. Não tem troféus perdíveis mas fica necessário completar todos os níveis até enfrentar o boss final para liberar as almas perdidas, e rejogar as fases para resgatar e entregar as mesmas almas onde é solicitado. (única adição no remake em comparação com o original). Jogo: 8/10 Dificuldade da platina: 1/10
  40. 11 pontos
    Platina #297 - Monster Energy Supercross - Supercross God Um jogo que não é muito o meu estilo, mas dá pra brincar um pouco, dar uma relaxada. Ao mesmo tempo que o jogo é bonito, com uma jogabilidade boa, também é bem confuso na hora da largada, pois todos os jogadores se batem na primeira curva, fora que existe a chance deles saltarem em cima de outros jogadores após os jumps, algo bem bizarro de se ver. Sobre a platina, muito fácil, ainda mais que a opção de rewind facilita bastante, além da opção de simular corridas. Basta vencer as três categorias de campeonatos, criar cinco e jogar trinta pistas online, obter alguns troféus específicos e acumular a quantidade necessária de milhas, créditos, prestígio e vitórias para seus troféus. Um grind torna-se necessário no final para alcançar as 300 milhas. Nota do jogo: 6/10 Dificuldade da platina: 2/10 Tempo: 15 horas Aprovado? Sim.
  41. 11 pontos
    Platina #294 - Borderlands 2 - Borderlands Defender Round Two Minha análise pífia do PS3, já que platinei primeiro lá. Destacarei algumas considerações, dando uma melhorada na análise: Desta vez joguei sozinho do início ao fim, "solei" o jogo com o Salvador (Gunzerker), que é a classe mais apropriada para tal. Ao jogar sozinho, você percebe que o jogo é bem injusto em certas ocasiões, logo, a dificuldade é maior, até porque não tem ninguém pra lhe reviver. Aquilo que eu disse na minha análise torna-se mais real do que nunca: "É bem fácil morrer no jogo, mesmo você possuindo um dos melhores equipamentos para o seu level". Como certas funções são levadas da versão de PS3 para a de PS4, já iniciei o jogo com umas 80 chaves e inúmeros tokens para gastar, me deixando com uma boa vantagem logo no começo. Fica o destaque para os troféus de descobrir todas as localizações de todos os mapas, além do qual é necessário completar o primeiro nível de todos os challenges. No mais, ainda sim é um jogo bem cansativo, pois existem inúmeras quests, lhe fazendo correr de um lado pro outro. O Raid Boss famigerado, Terramorphous, o mais difícil de todos eles por sinal, derrotei utilizando o mesmo esquema da vez anterior: ligando dois controles e deixando o segundo jogador atrás de uma pedra específica, não tomando dano, servindo como respawn para a vida do Boss não voltar. Com a recente adição da DLC Commander Lilith and the Fight for Sanctuary, que serve como ponte para o Borderlands 3, tornou-se possível a criação de personagem diretamente no level 30, portanto, agilizando bastante os troféus de classes, não tendo que iniciar um novo jogo e upar cada um deles. Nota do jogo: 8/10 Dificuldade da platina + DLCs: 6/10 Tempo do 100%: 85 horas Aprovado? Sim.
  42. 11 pontos
  43. 11 pontos
  44. 11 pontos
    Platina 107,108,109 Depois de terminar o Dig Dug, decidi platinar os outros jogos da série, achei que ficariam bonito no meu cartão de platina os 4 juntos. Os Pac-Man são bem tranquilos, mas vsf o Galaga é muito chato de platinar.
  45. 11 pontos
    Conforme já comentamos no tópico, o problema de atualização é geral e a pessoa responsável já está trabalhando para solucionar, porém, sem sucesso. Provavelmente ocorreu algum bloqueio de IP mas não sabemos ao certo ainda. Por ora não há o que fazer, somente ter paciência e aguardar.
  46. 10 pontos
    #136 - Resident Evil 2 Delícia de jogo, um dos melhores da geração. É fantástico passar por cenários clássicos reimaginados, e com o Mr. X te perseguindo o tempo todo. Achei difícil esquivar aqui, diferentemente do primeiro remake, onde eu conseguia facilmente. Sobre a platina é mediana, ficando mais fácil com a dlc do desbloqueio. O 100% é um pouco complicado, tem que ter paciência, passei no sufoco. Aguardando o próximo troféu que faz ligação com RE3. Dificuldade Pessoal: 4/10 (Com dlc); 6/10 (Sem dlc) 100%: 7/10 #137 - ORC Slayer Possivelmente o pior jogo que já platinei, conseguiu superar o Little Adventure on the Praire. Parabéns! Dificuldade Pessoal: 2/10 #138 - Monster Energy Supercross: The Official Videogame Game de motocross dado na plus deste mês de dezembro. É legal de início, mas o grind de 300 milhas no fim é chato, você tem que ficar vigiando, pois o jogo pode travar ou a moto ficar "presa", não acumulando a contagem necessária. Alias, a contagem buga dependendo da opção selecionada. Deixei meu console ligado durante a noite só para saber que o game tinha travado. PQP Dificuldade Pessoal: 3/10 #139 - Stretch Arcade Quem fez esse game não vai pro céu! Cuidado, não é tão fácil quanto parece! Fiquei 4 horas para passar das duas últimas fases, não tô zoando LOL. Percebi que tenho um reflexo de uma criança. Dificuldade Pessoal: 5/10
  47. 10 pontos
    Platina #296 - Detroit: Become Human - DETROIT MASTER Atenção: esta análise contém pequenos spoilers! Leia por sua conta e risco. Que jogo magnífico! O jogo já inicia de uma maneira bem diferenciada: uma androide que nos guia pelo tutorial do jogo, nos perguntando se tais opções estão boas pra gente. Esta mesma androide é tão inteligente ao ponto de nos dar boas-vindas e nos dizer por quanto tempo ficamos sem jogar quando voltamos a acessar o jogo, com frases do tipo: "Já está de volta? Você fez uma pequena pausa, mas estou feliz em te ver novamente", ou quando fiquei uma semana sem jogar: "Já tem um bom tempo que não te vejo por aqui". E tão sacana quanto ao fazer uma piada dizendo que o jogo está corrompido, nos deixando preocupados por alguns breves segundos. Também é responsável por comentar e dar palpites sobre nossas escolhas no jogo. O enredo acontece na cidade de Detroit, em 2038, na qual humanos e androides vivem juntos. No entanto, nem sempre eles vivem em harmonia, uma vez que uma grande quantidade de humanos possuem aversão aos androides, já que eles estão os substituindo e de forma eficiente, gerando uma alta taxa de desemprego, por exemplo. Tudo isto é bem notável em protestos pelas ruas e até mesmo pelo mau tratamento dos humanos com os androides. Androides foram criados para trabalhar nas mais diversas áreas, como nos esportes, atuando como soldados, detetives, policiais e até mesmo como um objeto sexual. São trabalhadores de uma forma geral. Inclusive alguns deles são vendidos em lojas, sendo exibidos como produtos em vitrines. Um androide foi programado para respeitar e obedecer os humanos, não fazer mal a eles em hipótese alguma e, principalmente, a não sentir emoções. Uma vez que esta barreira imaginária é quebrada, o androide torna-se um divergente (deviant), logo, ele vira um "fora da lei". Com um total de 32 capítulos interpostos, jogamos com três personagens androides diferentes: Connor, Markus e Kara. Connor é um detetive da polícia que, junto com o Tenente Anderson, começa a investigar o caso relacionado ao surto de androides divergentes. Markus passou a vida toda cuidando de um senhor de idade e, após acontecimentos, segue à procura de seu próprio caminho como um androide, lutando pela independência de seu povo. Kara, por sua vez, é uma empregada doméstica que se sente na obrigação de proteger Alice, ao criar um laço emotivo entre elas, uma vez que a presenciou sendo agredida pelo pai, portanto, no mesmo instante, é quebrada a barreira imaginária que a limitava ser apenas uma androide, tornado-se uma divergente. Vale notar o bom desenvolvimento dos personagens no decorrer do jogo, apesar que o caminho de Kara não chega a ser tão relevante para o enredo, uma vez que ela e Alice podem ser mortas a um terço do jogo, portanto, pulando todos os seus capítulos subsequentes. Todavia, provavelmente é o mais emocional. Se jogarmos com o objetivo de deixar todos os três vivos até ao final, algo do qual é obrigatório para um troféu, chegará um momento em que seus caminhos cruzarão. Algo que vale muito a pena ressaltar, são os coletáveis do jogo (revistas). Os criadores meio que pensaram o que realmente pode acontecer daqui a alguns anos no mundo real e inseriram nelas, como forma de notícia. Por exemplo, existe uma que fala que os BRICS estão aquecendo a economia mundial, outra diz que a Terceira Guerra Mundial está prestes a acontecer, com os EUA possuindo mais aliados contra a Rússia, que possui mais tecnologia a seu favor. Também existe uma da qual diz que a população mundial chegou a 10 bilhões de pessoas. Já outras revistas são mais "fictícias", tal como a que diz que androides seriam mais eficientes em cargos políticos, principalmente para presidente, pois eles são incorruptíveis, ou a qual refere-se que 68% dos homens preferem fazer sexo com as androides do que com mulheres, pois eles não precisam ouvir os sentimentos delas após o sexo. Outra diz que o Canadá, por diversos motivos tanto favoráveis quanto desfavoráveis, é uma zona livre de androides, já que lá ainda não entrou em vigor a "Lei dos Androides". É o primeiro jogo que vejo, de fato, ter inúmeras possibilidades que realmente afetam drasticamente o rumo dos acontecimentos, desde aqueles mais simples até aos mais impactantes, e o interessante é que cada vez mais vai gerando possibilidades a mais, criando mais ramificações para o enredo. Terminei de platinar, e ainda sim não joguei tudo o que o jogo nos oferece, algo que é claramente notável na tela da árvore de escolhas ao final de cada capítulo. Como o próprio jogo diz, quem decide o destino dos personagens, é você. Precisamos destacar a alta qualidade gráfica, a trilha sonora bem feita, a dublagem, além das expressões faciais absurdas. Não tem como não nos apegarmos aos personagens. Como ponto negativo, entretanto, ainda temos a movimentação travada, apesar que agora inseriram trocas de câmera para justamente amenizar isto, fora um bug ou outro, como um NPC não conseguir atravessar a porta, de uma maneira que faça o movimento de andar sem sair do lugar. Em relação à platina, temos que ficar atento e tomar bastante cuidado nas escolhas a serem feitas. Basicamente, temos que zerar o jogo duas vezes, tomando decisões boas em uma e ruins na outra. O último troféu provavelmente será o de coletável, pois ele contrapõe com escolhas feitas em ambas jogadas, sendo necessário, portanto, repetir certos capítulos. Algo inevitável são os spoilers ao lermos o guia, um fardo que nós, Trophy Hunters, carregamos conosco, a não ser que você queira jogar às cegas, o que "perderia" umas 10 horas de jogo, já que não seguiria fielmente os caminhos corretos para os troféus e tampouco acharia todas as revistas, resultando em ainda ter que jogar mais duas vezes. Detroit: Become Human é um ótimo exclusivo da Sony, e um tesouro que a Plus deu neste ano. Facilmente está entre os meus preferidos de PS4. Recomendo fortemente a todos que gostam de um bom enredo. Aproveitem. Um jogão desses vale a minha análise bem detalhada. Nota do jogo: 9.5/10 Dificuldade da platina: 2/10 Tempo: 30 horas Aprovado? Sim. Jogão!
  48. 10 pontos
    #500 Darksiders III Colheita completa (Platina) Desbloqueie tudo Finalmente completei a saga (até aqui) no PS4, eu não sei, acho esse jogo as vezes injustiçado, merecia bem mais atenção por parte dos jogadores, eu fiz diferente dessa vez, quis aproveitar ao máximo e comecei logo no modo mais difícil, cada chefe derrotado era uma sensação sem tamanho de felicidade, esse jogo faz isso comigo, não sei se porque gostei tanto de Castlevânia LOS que o lance do chicote me fez lembrar, enfim, pra mim, valeu a pena demais deixar pra ser a minha 500, caramba, são 500 platinas, pra mim é muita coisa, que maravilha. Até a próxima!
  49. 10 pontos
    Storm Boy: The Game [EUR] Garapinha rápida e tranquila, menos de 20 minutos platina esta no bolso. Só joguei por ter conseguido de forma gratuita a danadinha.
  50. 9 pontos
    South Park - The Fractured But Whole
Líderes está configurado para São Paulo/GMT-03:00
×
×
  • Criar Novo...