Ir para conteúdo

JulioFerrN

Trophy Hunter
  • Total de itens

    41
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

32 Prata
  1. The Farm 51 é o nome da dev/publisher. O jogo se chama Chernobylite e tomara que tenha um gameplay tão legal quanto o plot.
  2. As histórias dos jogos da From Software "Soulslike" sempre foram fragmentadas ou "abertas", eu nunca me importei. Tradição essa que acabava levando os jogadores mais eruditos a buscar informações da lore na internet para explicar - talvez - aquela área, aquele NPC ou aquele Boss. Dark Souls e Bloodborne sempre tiverem esses buracos e diálogos que deveriam ser preenchidos e interpretados pelos jogadores e com isso cada um acabava criando sua própria história. O jogador Redgrave até escreveu um livro excelente "explicando" toda a lore de Bloodborne, o Paleblood Hunt que pode ser encontrado fácil na internet, it's free. Mas mesmo lendo Paleblood Hunt eu ainda fico com minha versão da história que é totalmente maluca: tudo é um pesadelo criado pela infusão do sangue (influência de Neil Gaiman). Apesar de entender o ideia do Miyazaki sobre como contar as histórias nos games dele e existir um valor "cult" para fans de longa data ou masoquistas devoradores de Lore não oficial, eu fico grato que para Sekiro vamos ter além de um grande gameplay uma história com menos buracos, ou pelo menos é o que aparenta, e espero não estar errado.
  3. Parece bem fácil e direto. Se o jogo for bom eu comprarei, gosto da ideia. [edit] Jogo é só VR, deixa pra lá...
  4. Já que lançaram aqui o assunto sobre remakes/remaster desejados, vou deixar aqui os meus: Eternal Darkness, um remaster está ótimo, um remake está perfeito - considerando que sejam bem feitos. Mario Galaxy 2 e Skyward Sword em HD no Switch.
  5. Joguei o primeiro episódio - que inexplicavelmente concorreu a melhor narrativa no TGA - agora vou esperar terminar tudo antes de voltar a "jogar". Por favor, parem com os episódios em games.
  6. IGN Americana: 8.8/10 IGN Brasileira: 10/10 Voxel (Brasileiro): 93/100 Cada vez mais acho que esses sistemas de score não fazem mais sentido.
  7. Só comentando para elogiar o amigo Balurde pela visão bem sensata. Eu escrevi meu input antes de ler o dele, mas estou falando basicamente a mesma coisa que ele já disse acima. The Last of Us, mesmo sendo um game linear, ele oferece liberdade de abordagem várias vezes, com exceção dos combates mandatórios. Mas a fantasia do jogo colabora com isso. Red Dead você tem toda liberdade que você quer, fora das missões da história. A história é para isso mesmo: contar uma história. Ainda assim o jogador pode escolher o tipo de Artur que ele quer ser muito mais do que o jogador escolhe que tipo de Joel ele quer ser em TLoS. Eu não quero comparar essas duas obras-primas pois é uma comparação sem sentido. Mas a fantasia de Red Dead é diferente da fantasia de jogos onde você é um ninja, um espião, um assassino, um sobrevivente, um erudito, um herói. Arthur é um homem ignorante, que conheceu apenas um tipo de vida e tem Dutch como figura paterna mesmo nos últimos momentos da história onde tudo já foi para o espaço. Se Dutch não falou para Arthur flanquear a mansão, Arthur não o fará. Mais tarde quando o acampamento é atacado, é a Sadie quem comanda o flanco. É ela quem decide como resgar John. Essa é a fantasia de RDR2 para Arthur, um homem simples, um ladrão, não um membro da SWAT. Ainda assim, se você for atrás das sub-missões de cada missão algumas te desafiam a conseguir soluciona-las de maneira diferente. Eu sempre gostei mais de Watchdogs do que de GTA V, justamente porque a fantasia de ser um hacker e resolver tudo com tecnologia me agrada mais do que ser um ladrão, traficante e assassino. Mas isso não faz Watchdogs melhor que GTA V. Jogos são sobre fantasias e experiências diferentes. Seja um sobrevivente ou um fora da lei no velho oeste, cada um tem seus pontos fortes e fracos influenciados pela fantasia que eles propõem. Vocês não ficam cansados de jogos iguais? Furtividade, RPG e etc...Em todos os lugares? É verdade que o jogador poderia ter mais liberdade para improvisar em RDR2 dentro da história - que é o único lugar onde essa liberdade não existe - , para decidir e planejar e etc... Mas da mesma forma que você não pode flanquear a mansão, você não pode salvar a Tess, não pode decidir deixar a Ellie ser operada, não pode arranjar outra maneira de escalar o fosso do elevador porque o designer quer te mostrar o que vai acontecer ali, querem te mostrar o que foi planejado pra você. Eles querem te contar aquela história. RDR2 não é diferente dos outros jogos que existem hoje com uma proposta narrativa forte.
  8. Esqueceram de mim: The Video Game! Seria FODA! OBS: Já existe um jogo do esqueceram de mim, é bem singular.
  9. De grátis. Estou ficando velho, depois do Lado-C eu não sei se aguento mais nada.
  10. Também acho Isolation um jogão, e ele captura bem a experiência do primeiro filme. Acho ele tão bom que uma continuação seria até meio forçada e poderia ir para um caminho diferente como virar um jogo de ação (Dead Space, Resident Evil e etc - embora eu goste muito de Dead Space 3.). Então acredito que Isolation já está ótimo. O que falta mesmo é um Alien: Isolation com suporte oficial ao VR. Essa está quase no topo da lista de jogos subvalorizados com um ridículo 4.7/10 na IGN americana.
  11. Sou imensamente grato. Joguei o multiplayer de todos os dark souls e bloodborne e nunca funcionou pra mim por causa da minha internet horrível, embora amigos com internet melhor relatem também os mesmos problemas. Já posso dormir mais tranquilo sabendo que Sekiro não vai ter grinding de itens para subir no rank dos convênios/pactos do jogo. Não me entendam mal, eu gosto da natureza multiplayer do Dark Souls que mescla os universos Single-Player e Multiplayer em uma única experiência. Diferente de GTA V ou Red Dead Redemption em que o multiplayer são modos de jogo totalmente apartados da experiência single-player. Essa decisão de design é um dos motivos de eu gostar muito de Watchdogs, passei horas e horas invadindo jogadores - uma inspiração direta de Dark/Demon Souls - em momentos diferentes de campanha deles, o que gerava situações bem divertidas e eu ainda podia usar os pontos para adquirir armas no single-player. Eu realmente gosto do mundo multiplayer proposto pelo Miyazaki, mas apostar inteiramente o foco no single-player é mais um indicador da forte personalidade que Sekiro vai ter nesse panteão maravilho de jogos "soulslike". O único "problema" mesmo é que sem o modo cooperativo Sekiro perde um pouco da acessibilidade que Dark Souls e Bloodborne tem. Mesmo propondo a experiência de um jogo com dificuldade acima da média, a From Software ainda criou ferramentas para deixar o jogo acessível. Por meio do multiplayer os jogadores podem te ajudar a enfrentar um boss difícil ou deixam mensagens e avisos que me ajudaram muito - quando bem intencionados - na exploração de Lordran, Drangleic e a gótica Londres de Bloodborne. Mesmo pra quem jogou offline, ainda existem vários NPCS (Praise the Sun!) para cooperar com o jogador. Isso mostra, de certa forma, que Dark Souls sempre teve um "easy mode". Dito isso, eu fico imaginando que opções de acessibilidade Sekiro vai ter, já sabemos que vamos poder renascer após morrer pelo menos uma vez, além de opções de furtividade e a progressão do personagem simplificada. Será que além disso existira NPCS que podem ajudar o The Wolf? Apesar de tudo isso, esse pode ser o jogo mais difícil da From Software desde Dark Souls.
  12. Esses 14.000 passos é só o jeito criativo deles de troféu de speedrun. Basicamente quem já tiver jogado um ou duas vezes e estiver com o mapa quentinho na cabeça deve fazer sem problemas. Acho que vou tentar Claire/Hardcore logo de cara.
  13. Nas montanhas da loucura é ótimo, queria muito ver um filme adaptando bem a história do livro. Parece que está rolando uma onda de HP Lovecraft nos games. Já temos Call of Cthulhu*, The Sinking City e agora esse Conarium. Um mais antigo, mas muito inspirado em Lovecraft é o Bloodborne, principalmente a última área da DLC Old Hunters. Por hora, meu único interesse é o Call of Cthulhu mesmo. * eu precisei pesquisar para escrever "Cthulhu".
  14. Jogo já esta disponível na PSN STORE: https://store.playstation.com/pt-br/product/UP2038-CUSA14355_00-RTYPEDIMENSIONSA Não tem platina. :okay:
×
×
  • Criar Novo...