Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
FinalFrank15

FinalFrank15's Book [Em construção absurdamente demorada]

Recommended Posts

Bem vindos ao meu topico do Mybook. Aqui vocês verão toda minha passagem de gamer até hoje. Só peço que não se preocupem se eu atualizar... tipo, uma vez ao mês :lol:

 

Apresentação

 

Se preparem porque lá vem textão!!!

OBS: Antes que perguntem, me refiro a "Gold Era" como a era de ouro dos emuladores, tinha um PC cheio deles que me satisfizeram por muitos anos.

  • Infância (2000 - 2004)

Tenho 16 anos. E minha vida de jogatina começou desde não sei quando. Pra falar a real, o momento mais antigo que me lembro foi em 2000, tinha acordado de madrugada para ir ao banheiro, e vi meu pai na sala assistindo as Olímpiadas de Sydney. Comecei como a maioria de vocês, com um SNES. Foi presente da minha tia, que eu também não sei porque ela nos deu. Só lembro que veio com 3 jogos: Super Mario World, Top Gear e MK3. Eu não me lembro de ter começado a jogar tão cedo assim, mas via meus irmãos jogando e ficava impressionado. O tempo foi passando e eu fui me apegando aos jogos, conseguia zerar o Mario, passar do segundo pais no Top Gear e ter medo de MK. Ora, porque eu tinha medo das Ãrvores no MK2 e do Baraka :lol:

 

Em 2001, por não sei qual motivo, chegou um PC em casa. Um Win98 com 7GB de HD. Veio junto um FIFA 99 e, cara, foi um dos jogos que eu mais joguei na vida. Era uma experiencia totalmente nova, poder editar times, jogadores, criar seu próprio time, jogar os mais variados campeonatos, o instant replay, poder salvar os gols... ♥ Vai ficar sempre na memoria, apesar de ser um gênero que não gosto muito. Dá vontade de baixar de novo. Mas aí, eu, em minha extrema cuiriosidade, mexi algumas coisas no PC que impossibilitaram de eu jogar o fifa. Tive que esperar por um ano até eu descobrir.

  • Playstation 1 (2005 - 2008)

O tempo passou e no natal de 2004, o motivo de tantos pedidos chegou: Um Playstation One! Eu nunca iria esperar esse presente. Até porque, ano passado, meu pai foi pesquisar preços e ele só achava a preços altos, e o pior, bloqueado. Mas de alguma forma ele achou por um preço bacana (camelô rules). Veio com 10 jogos, entre eles WRC (foi o que eu mais joguei no inicio) e o FIFA 2004 (para relembrar os bons tempos do fifa 99). Jogava todos os dias, perceibia cada vez mais que o vicio foi aumentando, e aumentando. Fora isso, nada de muito emocionante aconteceu nessa época, porque comprar jogos era inviavel e certa hora jogar os mesmos jogos enjoa.

 

Mas, foi em 2006, que realmente a empolgação começou. Me mudei de casa, para outra a uns 200 metros de distância. Meu irmão ingressara no ensino médio e achou um amigo que emprestava jogos para ele. Ai, num dia qualquer, eu chego em casa e me deparo com meu irmão jogando um jogo estranho para mim na epoca, Legend of Legaia! Eu só via ele jogar, e, cada dia que passava, me impressionava mais. Não pude jogar na época porque ele devolveu assim que zerou. Um mês depois, ele trouxe mais um jogo, era um CD black label com uma imagem de bola de futebol na frente. Nunca imaginava que seria meu ingresso a uma das melhores séries forever, FFVII! O problema era que o CD já estava muito arranhado, meu irmão se estressava muito para passar de algumas partes. Ele vencia um chefe dificil e o jogo travava na CG :lol:

 

Era em inglês eu não entendia nada na época, tanto que na primeira vez que joguei, comecei em Nibelheim. Eu também me estressei por causa do CD, mas não conseguia de jeito nenhum chegar ao final do jogo. O CD3 já estava todo arrebentado, tinha que fazer um grande esforço para poder passar. Lembro que tentei 10 vezes chegar, mas nunca conseguia. Depois disso, eu cansei e parei de jogar. Meu irmão devolveu, mas, uma semana depois, ele veio com outro jogo! Ele se chamava Legend of Dragoon e eu pensava que seria mais um RPG normal. Eu pensava. Como eu era uma criança com uma grande imaginação na época, fiquei encantado em ver eles se transformando em cavaleiros com armadura e asas. O problema era que eu era uma merda nos Additions, fiquei uma semana só aprendendo a usá-los, e quando aprendi, foi só alegria o/

 

Depois dessa época, fiquei sem jogar por um tempo. Mas, em abril de 2007, meu irmão comprou outro jogo, Gran Turismo 2. Sempre fui induzido a gostar de jogos de corrida, desde o SNES. E por causa disso eu comecei a gostar desde o inicio. Amei a longevidade, a grande quantidade de carros, de opções de tunagem, da quantidade de eventos. Fiquei com vontade de comprar todos os carros, de completar todos os eventos, de fazer 100%. Mas tinha um bug que me impossiblitava, fiquei muito puto. Mas mesmo assim eu podia comprar muitos carros e fazer com eles o que eu quisesse. Mas depois que eu parei de jogar o GT2, o PS1 foi sendo jogado cada vez menos, os jogos que eu tinha estavam se deteriorando, parando de funcionar. Chegava o triste momento, meu PS1 estava morrendo.

 

A jogatina no PS1 foi pouca, mas o suficiente para eu ficar jogando por muitos anos. A saga de FF será continuada na Gold Era.

  • "Gold Era" (2007 - 2011)

Um ano se passou, e, em 2007, chegou um PC lá em casa. Era um Celeron D com 512mb de RAM e 80gb de HD. Fiquei muito feliz, até porque meu PS1 já estava morrendo. No dia seguinte, já estava enchendo o Pc de jogos. Comecei por NFS Carbon, depois foi o Most Wanted, ai foi o Underground 2, foram uns 2 meses só jogando NFS. Após essa época foi que realmente a "Gold Era" começou. Não tinha internet boa ainda, só discada. Eu tinha duas opções: 1. Baixava os jogos na madrugada. 2. Ia na casa dos meus primos baixar. Eu já conhecia o emu de SNES desde o meu Win98. E agora, eu estou rejogando pra valer. Comecei com um clássico, Super Mario World! Repeti a proeza de conseguir 100%. Mas, eu percebi que ficaria jogando esse jogo por muito tempo só por um motivo: Hacks!

 

Descobri os hacks em uma vagância minha na madruga na minha internet discada. Era um pacote com uns 80 hacks que eu tinha certeza que nem em 3 madrugadas eu podia terminar de baixar. O jeito foi apelar aos meus primos. Um dia fui dormir na casa deles e aproveitei para baixar. Assim que consegui descompactar, joguei cada hack, um por um, mais da metade eram hacks idiotas que de nada acrescentavam de novo, tinha uns que só um mundo era diferente. Mas tinha outros que davam prazer em continuar e saber o que tinha no final, esses me davam prazer justamente porque tinha uma história totalmente nova. O tempo foi passando e quando a internet banda larga chegou, resolvi voltar aos hacks. Achei um blog repleto deles, que me satisfizeram por muito tempo.

 

Mas não pensem que eu fiquei sem jogar nada até a banda larga chegar. Foi um periodo grande, aproximadamente um ano. Mas então eu achei uma loja o gás que precisava para meu PS1 voltar a ativa: FFVIII! Foi os 23 reais mais bem gastos durante um bom tempo. Fazia tempo que eu não me dedicava tanto a um jogo. Me impressionei muito mais com esse do que com o FFVII, e pelo motivo principal: Consegui terminar! Mas também foi com muito esforço, o problema terminal do meu PS1 estava se agravando ainda mais, e as vezes o jogo travava do nada, e o CD estava limpinho. Mas mesmo assim conseguir aproveitar tudo o que tinha que oferecer, pelo menos quase, eu não sabia da existencia da Omega Weapon :(. Se FFVII foi o meu ingresso a série, FFVIII foi o meu ingresso definitivo aos RPGs. Mas, meu PS1 não aguentaria mais uma porrada de jogos, e, a lojinha de perto de casa não tinha muitos jogos, rpgs então, nenhum! Sorte que eu descobri que tinha emulador de PS1 no PC.

 

Então, o problema era que o arquivo para baixar o emulador era grande, e na discada também não dava para baixar rapidamente. Tive que apelar aos meus primos de novo. Assim, quando eu abri o emulador, decidi fazer algo que eu não fiz faz um ano, tentar zerar FFVII. O bom é que eu não sabia que o emulador era mais generoso com os jogos, ele rodava melhor que no PS1, independentemente da situação do CD. Tudo bem, joguei, passei o CD2 sem muitos problemas. Eu consegui chegar no chefe final e matar ele, mas, o CD3 tava tão arranhado que nem o emulador aguentou. Travou na CG final, e tive que fazer umas gambiarras para pelo menos ver os créditos.

 

Com a chegada da internet banda larga, foi que a verdadeira Gold Era chegou. Me sentia o fodão, podia baixar todos os jogos que quisesse, jogar tudo o que me der na telha. Comecei baixando o emulador de N64, depois baixei outro emulador de PS1, ai foi o emulador de GBA e, por fim, baixei o emulador de DS. A quantidade de jogos que joguei nessa época foi imensa, chuto mais de 100 jogos só nessa época, acho que foi em 2008/2009. Jogava muito pokémon, zerei muitos, amava o Mario Tennis pra 64, terminei também o Mario 64, consegui terminar o FFIV, o FFV, o FFVI, uma porrada de jogos, não vou me prolongar mais :)

 

2010 chegou, e com ele um marco, eu decidi que só jogaria rpgs nesse ano. E, que , incrivelmente, eu cumpri isso! Foram poucos jogos, com a média de um por mês. Foram 12 jogos: Legend of Dragoon, Pokémon, FFIX, Vagrant Story, Chrono Trigger, Chrono Cross, Xenogears, Breath of Fire IV, FF1, FF2, Bahamut Lagoon, Mario RPG. Foi espetacular esse ano, nunca me esquecerei. Mas no final do ano eu tinha percebido que a Gold Era podia estar chegando ao fim, principalmente por causa da minha fissura por um xbox 360, cuja história está no topico abaixo.

  • Playstation 3 (2011)

Aqui eu contarei todo o relato de como eu consegui meu ps3 graças a uma trollada do vendedor, os jogos marcantes, o fatídico mês de setembro de 2011, e tudo o que aconteceu até agora.

 

Tudo começou no Natal de 2010. Meus pais e eu tinhamos ido ao shopping comprar os presentes para o natal (mas nada pra mim). E depois disso, passamos no camelódromo. Passando por lá eu ficava encantado com as lojas de games. Cada loja tinha um jogo diferente passando, e, em 80% por cento das lojas, era em um XBOX 360. Naquela época eu pensava que era inviavel ter dinheiro para um 360. Eu pensava que ainda devia custar uns 2 ou 3 mil. Mas me surpreendi quando vi que tava custando 1000. Não pestanejei, pedi pros meus pais, que, obviamente, não quiseram dar. No caminho para casa, eu fiquei implorando, fazendo todo o tipo de propostas, sem resultado. Depois de muita insistencia, ele me deu uma proposta: Eu pago 50%, ele paga 50%, mas a condição era que eu tinha que trabalhar com ele :(

 

Tudo bem, eu aceitei. A compra tava prevista para a metade de janeiro, e eu iria trabalhar com ele até pagar toda minha parte. O problema foi o seguinte: Dia 14/01, meu pai ligou para a loja para agendar a compra. Ai, o vendedor disse que não valia a pena comprar o video game naquela época, porque "pode acontecer algo que pode travar o video game, ai não dará mais para jogar jogos piratas". Bem, naquela época eu não sabia o que podia significar, mas agora eu sei que fomos trollados pelo vendedor! Não dá pra fazer atualização sem nós sabermos. Não existe esse negócio de travar o console do nada. De certo ele estava falando do caso de eu pegar um lançamento, colocar no console, e eu apertar em "atualizar" sem querer, mas eu não era tão burro assim. A ideia que ele deu foi esperar "a época certa para comprar", ou então, comprar bloqueado.

 

Eu não tinha problema algum em esperar, mas, tinha outro caso me perturbando, meu tios tinham um PS3, meu tio só via blu-ray e dvds e a minha tia jogava LBP loucamente todos os dias. Mas um dia, eles estavam no prejuízo e precisavam vender, isso na metade de janeiro. Eles ofereceram a toda família mas todos recusaram. Todo final de semana, meu pai vinha sempre um cartão de lojas diferentes. Uns eram baratos, mas bloqueados. Outros eram caros, mas desbloqueados, eu não sabia até quando tinha que esperar. Tive um dia que eu não aguentei mais esperar e tive que decidir. Foi no dia 05 de fevereiro de 2011, ante-véspera do inicio das aulas, fui na casa dos meus tios pegar o PS3. Mas o problema era que vinha sem jogo nenhum, por isso eu tinha que jogar os jogos do meu irmão até concluir o pagamento. Comecei com FFXIII e me encantei. Era em TV de tubo (como ainda é), mas tudo aquilo era tão lindo e tão agradavel de jogar. Pensei comigo: Foi uma boa idéia.

 

Quando eu comprei o PS3, eu já sabia da existência de troféus. Mas não ligava tanto assim, meu irmão falava que quem tem o videogame é que se importa. Ele tava certo. E eu também tinha foco, coisa que eu herdei desde o ps1, por isso não ficava jogando um monte de coisa ao mesmo tempo. Minha primeira platina foi o FFXIII, e eu amei fazer isso, é muito agradavel ver você fazendo tudo em um jogo e sendo recompensado por isso. Tempo passou, PSN caiu. Nem me importei, não tinha nenhum jogo com online na época. PSN voltou, e veio a penca de jogos grátis. O tempo passou, e eu estava em um ritmo mediano, e acumulando dinheiro para aquele que seria um sonho de jogatina: Gran Turismo 5!

 

Foi em agosto. Eu não queria comprar via internet porque eu queria imediatamente o jogo, queria pegar em mãos. Mesmo que eu tivesse que pagar 179 por isso. Eu até hoje penso se foi uma boa idéia, mas nada vai fazer com que eu me arrependa de comprar. Joguei durante todo o mês de agosto, mas, depois desse mês, aconteceu algo que não dá para explicar, eu simplesmente perdi a vontade de jogar! De alguma forma eu voltei a "Gold Era", me dedicando unica e exclusivamente a jogar no PC. Fiquei jogando muito Castlevania, joguei quase todos da série nesse periodo, e virou praticamente uma das minhas séries favoritas. Chegou Outubro e eu não sabia o que fazer, eu tinha que voltar para o PS3, senão todos na familia iriam me mandar vender. Voltei com GT5, e, posteriormente, Demon's Souls. Sim, voltei a ativa.

 

O tempo passou e os jogos também aumentaram. Prometi que em 2012 eu teria o dobro de rendimento e o dobro de troféus que o ano anterior. E, no final de janeiro eu percebi que eu podia alcançar essa marca. E em fevereiro eu realmente percebi que meu ritmo em platinar jogos estava aumentando consideravelmente. Esse ritmo começou com FFXIII-2, depois com Skyrim, GOW, GOW II e Dark Souls. Jogando Dark Souls, eu percebi que ficaria na seca de jogos assim que eu o platinasse. E, como eu já estava aqui no forum, me instigou a possibilidade de assinar a Plus. E vi que no mês em questão (abril), os jogos estavam bem interessantes. Mas, foi traiçoeiro aquele mês, porque era igual nas duas regiões, e, com isso, eu optei por escolher a americana por ser a mais barata. Mas se tivesse jogos diferentes, podia ter assinado a outra. Enfim, no dia 24 de abril eu assinei a Plus por três meses, eu pensei que poderia platinar todos os jogos que saissem, mas o maldito Shift 2 me impediu disso. Em maio, a qualidade dos jogos decaiu consideravelmente, até pensei em não renovar em julho, só estava dependendo do que iria sair no mês que vem. Antes de junho, era normal ver o anuncio de jogos da plus uns 5 dias antes, mas nesse mês isso não aconteceu. Eu fiquei aflito, porque eu já estava planejando comprar outro jogo se os jogos do mês de junho não fossem decentes. Por isso eu fiquei esperando até a E3. Faltei a academia só por causa disso. Mas quando vi o anuncio da Plus na E3, mudei de ideia instantaneamente.

 

Foram 12 jogos, que só serviram para todo mundo assinar. Não falo da européia, mas essa mudança na americana foi ilusória, porque foi um puro downhill desde junho, o unico mês decente até agora foi o de setembro com Borderlands. Não sei quanto a outubro, mas se continuar assim, não vai demorar muito para migrar para a Européia. Enfim, chegando no atual, vi que a compra/aluguel de comprar será de muita utilidade para mim no futuro, quase que uma outra opção a assinatura da plus. Não compro midia fisica desde abril, mas vai mudar quando eu comprar o NFS ♥. E esse mês será decidido em minha duvida se começo o Batman AC ou o Castlevania. E, ah, essa parte final da apresentação será sempre incrementada, por isso, não deixem de ver!

  • Curti 1

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Continuando meu Book, aqui eu postarei as platinas. Será diferente da padrão, será em ordem decrescente e com um texto breve, mas sucinto(eu espero).

 

Vamos lá:

 

full-trophy_0.png

PLATINA 21

BORDERLANDS

PLATINADO EM 22/09/2012

DIFICULDADE: 5/10

NOTA: 8,9

 

Esse foi daqueles jogos em que antigamente eu via videos, gostava, mas não tanto ao ponto de comprar. Esse foi o jogo principal da PS Plus em setembro, e não podia ser melhor. No inicio, eu pensei se eu iria realmente gostar, porque era um FPS e eu não conseguia aturar. Mas, a história, a jogabilidade, o sistema de levels e todo o carisma dos NPCs praticamente anulou o meu nojo por fps. Toda a história, que, apesar de simples, conseguia te prender.

 

Basicamente, a busca pela platina foi resumida no progresso na história e no grind pro lv50. Me diverti muito fazendo as side-quests, resgatando os claptraps, enfim, não vou me prolongar muito, mas foi muito gostoso e agradavel esse jogo. Eu até cogitei uma segunda jogada, mas a jogatina online me puxou, eu adorava ir para lugares com inimigos com 10lv a mais que eu e ver os fodões matando eles com apenas um hit, e sem morrer. Eu até pedi o kit hackeado, mas só consegui receber o escudo. Foi o suficiente para aproveitar os momentos finais. Platinado e recomendado para quem gosta de um rpg e um bom jogo de tiro.

 

______________________________________________________________________________________________

 

full-trophy_0.png

PLATINA 20

BATMAN: ARKHAM ASYLUM

PLATINADO EM 10/09/2012

DIFICULDADE: 6/10

NOTA: 9,1

 

Eu não sei o que falar dessa platina. Não foi totalmente legal de fazer, mas nem totalmente chato ou totalmente frustrante. A história fluiu bem, sem nenhuma parte chata, ou enjoante, ou fora do normal. Pegar as charadas de imediato nunca será uma boa opção, se não tiver mapa, vai ter que apelar pros videos, o que eu acho muito chato fazer porque tem 240. E eu gostei de caçar os coletáveis, pela primeira vez uma caça aos coletáveis foi gostosa de fazer, sem nenhum tédio. Mas os challenges foi a parte mais frustrante. Não que seja dificil, mas no inicio tu ve que é praticamente impossivel, o objetivo é fazer 18000 pontos sendo que cada ataque dá 10 pontos, isso é impossivel pra quem desconhece os sistemas e pode vir a ser uma barragem pra platina.

 

Eu dividi os Combat Challenges em 3 partes: Os que requerem tentativas, sorte e habilidade. Porque você só vai conseguir ouro num challenge se tu tentar muito, em outros requer a sorte de não levar um golpe ou errar o timing, e habilidade para fazer a maior variação de combos possivel, sem errar, e conseguir um número gigante de pontos. Quanto aos predador challenges, só requer que tu ache um video bom, e seguir a risca. E quando eu falo seguir a risca, tem que seguir mesmo, não demore muito ao fazer tal ação que pode não dar certo. Platinado e recomendado para quem é fã do Batman e curte um bom jogo de ação.

 

______________________________________________________________________________________________

 

full-trophy_0.png

PLATINA 19

WIPEOUT HD

PLATINADO EM 25/08/2012

DIFICULDADE: 10/10

NOTA: 9,4

 

Foi a platina mais orgulhosa, dificil e que eu nunca esperava conseguir. É sério, peguei no Welcome back, instalei, quando vi a lista de troféus, broxei. Completei umas grades de eventos e larguei. Passou-se 5 meses e ai, no final do ano, algo me aconteceu que eu me lembrasse do jogo, voltei, um pouco mais encorajado, porque eu tinha visto as dicas. Naquela época o Elite era uma coisa impossivel e inalcançavel. Até tentei o zico, mas depois de 150 voltas desisti, voltei encorajado e desisti pior do que a primeira vez. `Passou 8 meses, eu estava sem nada novo pra jogar e decidi jogar um velho. A escolha era entre MGS3, Shift 2 e esse.

 

Após minutos pensando, decidi que seria a ultima vez que tentava a platina. Tinha o jogo baixado desde a primeira vez, e se eu falhasse, o deletaria e nunca mais voltava a baixar ele. Retornei ao jogo, sem esperanças. Conforme o tempo foi passando as coisas foram melhorando, fui progredindo no Elite, o tempo pra bater o Zico foi diminuindo, cheguei em grandes zonas e ganhava pontos de lealdade adoidado. Teve o momento do boost também, onde fiquei duas horas a mais tentando ajudar os outros a ganhar o troféu. Conforme fui avançando no Elite, fui ficando mais confiante e ansioso. Tinha visto que a pior coisa no Elite seriam os torneios. Incrivelmente eu não tive problemas e passei de primeira. O problema foi a Chengou Project, fiquei 2 horas tentando vencer essa corrida, usei todas as naves disponiveis. No dia seguinte fui tentar o Zico, foi mais rápido do que eu esperava, só 39 voltas e consegui bater o tempo. Depois fui pra Zona tentar o ultimo troféu. Foi o troféu mais angustiante, das 15 vezes que tentei, 6 delas eu morri na wave 74. Mas na 15ª vez eu finalmente cheguei na 75 e com a platina!! Platinado e recomendado pra quem gosta de desafios e um bom jogo de corrida.

 

______________________________________________________________________________________________

 

full-trophy_0.png

PLATINA 18

INFAMOUS 2

PLATINADO EM 06/08/2012

DIFICULDADE: 3/10

NOTA: 8,3

 

Muitos podem discordar (e vão), mas eu achei esse pior que o primeiro. Não que seja ruim, o primeiro não é ruim e esse muito menos, só acho que deu uma decaida. A jogabilidade melhorou, como melhorou. A AMP foi uma das melhores coisas que incluiram no jogo. Também gostei dos diferentes tipos de poderes e da parte da transferencia. Blast Shards nem foi problema, fui pegando sempre que encontrava uma e quando vi, tinha 300.

 

A história decaiu no geral. Tá certo que o plot da fera foi ótimo e melhor que eu imaginava ser, mas o plot do Bertrand e dos monstros eu achei meio estranho. Eles queriam fazer monstros tão horrendos quanto RE? Se sim, conseguiram. Essa forma horrorosa dele eu achei mega desnecessário. E tem uma coisa que mudou: ficou muito mais fácil. Em um fim de semana tu pode terminar a história. Se fazer o esquema de platinar em uma jogada, dá pra platinar nesse periodo. Eu gostei dá mudança que fizeram com os Karma Moments, ao invés de só uma escolha que muda pouca coisa, fizeram uma missão inteira. E a reviravolta no final foi a melhor parte. Platinado e recomendado para aqueles que gostaram do primeiro jogo.

 

______________________________________________________________________________________________

 

full-trophy_0.png

PLATINA 17

INFAMOUS

PLATINADO EM 30/07/2012

DIFICULDADE: 5/10

NOTA: 8,7

 

Foi um bom jogo no geral, apesar de umas falhas na jogabilidade que não consigo nem descrever, e o troféu das stunts malditas. Eu não tive muito trabalho para achar a ultima shard. Deixei para vasculhar o Warren por ultimo, devido a parte das docas, da torre e da prisão que são as partes mais chatas do jogo inteiro. Fui vasculhando, deixando as três partes acima citadas por ultimo. Peguei a shard numero 349 bem lá na parte norte. Ai continuei vasculhando, até que faltava apenas 15 shards para conferir, tive uma ideia: Subi nos trilhos do trem e fiquei vagando, apertando toda hora, ai passei pelas docas, e a bolinha azul apareceu!

Iria sair ontem se eu não tivesse apagado o save atual, tava com umas 340 shards naquele save. Ai tive que carregar o outro save que tinha 200 shards.

 

A história foi boa, meio confusa em algumas partes mas foi boa. E o lance do karma eu achei também bem bacana, gostei do clima meio dark da história, o karma deu um sentido único a história, medir a taxa de egoismo do Cole eu achei bem interessante, até porque o Herói é um Herói altruísta, e o Anti-Herói é um Herói egoísta. E eu amei o final, deu realmente um sentido para aquilo tudo acontecer. Platinado e recomendado para quem gosta de um bom jogo de ação e de jogos com escolhas morais.

 

______________________________________________________________________________________________

 

full-trophy_0.png

PLATINA 16

JUST CAUSE 2

PLATINADO EM 23/07/2012

DIFICULDADE: 8/10

NOTA: 9,0

 

É um ótimo jogo, grande até demais, no inicio você deve achar o máximo ter essa extensão, mas depois de ver o troféu de completar 75% eu duvido que não vão mudar de idéia. É um jogo muito livre, usando o Grappling Hook (Bátima :)), tu pode pra cima de qualquer prédio, casa, tudo, e somado a quantidade imensa de carros existentes.

 

 

A história é morna, meia-boca, acho que tá na cara que a história ficou em segundo plano, é justificável mas as missões de facção são ótimas, não são enjoativas e tem de todo tipo. Eu acho que pior ponto é a do exagero de inimigos. Tu ataca uma base e vem uns 5 soldados ao mesmo tempo te atacar, ai tu vai atacar uma vila qualquer e do nada chega 5 carros cheios de soldados dentro ao mesmo tempo. Achei muito desproporcional. E depois de muito tempo fica meio enjoativo farmar porcentagem, porque os melhores lugares são as bases, e muda pouca coisa entre elas. Vai de cada um optar por coletar tudo nas bases ou rushar para limpar as coisas mais rapidamente. E para o Hardcore, eu não achei tão dificil assim para zerar, mas para os 75% é outra história. Platinado e recomendado para quem gosta de um bom sandbox com um mundo gigantesco a espera.

 

______________________________________________________________________________________________

 

full-trophy_0.png

PLATINA 15

LITTLE BIG PLANET 2

PLATINADO EM 30/06/2012

DIFICULDADE: 7/10

NOTA: 9,0

Seria uma platina fácil se os produtores não cagassem em um troféu. Aquela merda de create eu nunca mais quero ver. Se fosse 6 ou 12 horas, até seria aceitavel, mas 24!? Ai não dá né. Nem o melhor criador do mundo aguentaria ficar criando por 24 horas seus niveis. E quem não é bom em criação? Tem gente que opta usar controle turbo, ou até o ventilador, mas como eu sou muito orgulhoso, eu decidi fazer na raça, mesmo que eu quase me arrependa hoje. Eu achei mais fácil o jogo, tem todas aquelas bugigangas e armas que dão mais dinâmica e uma experiencia diferente, mas deixam o jogo mais fácil. Só encontrei dificuldade nas fases do mundo final.

 

Eu gostei da comunidade, ainda continua ativa e tão criativa quanto o primeiro jogo. E nesse tem muito mais recursos para se criar as fases, um verdadeiro paraiso para quem manja. Tem muitos niveis bons, melhores que os do primeiros, até porque, como eu disse, tem muito mais recursos. E os troféus online até que foram tranquilos, que não requeriram muito boost, só bastava eu comentar pedindo que jogue meu level. De um dia pro outro jogaram meu level 50 vezes. Mas eu acho que se dedicaram tanto com esse incremento de recursos nos niveis da história e da comunidade, que não se preocuparam tanto com a história em si. Não que eu esteja chamando de ruim, mas a história do primeiro jogo cativou mais. Platinado e recomendado para quem gostou do primeiro e quem quer jogar um ótimo jogo de plataforma que dê para jogar com sua familia e amigos.

 

______________________________________________________________________________________________

 

full-trophy_0.png

PLATINA 14

RATCHET & CLANK: ALL 4 ONE

PLATINADO EM 24/06/2012

DIFICULDADE: 5/10

NOTA: 7,9

 

Essa foi a primeira platina pós-E3. Gostei muito, um bom jogo para se relaxar, e tranquilo de se fazer a platina. O problema foi uma jogabilidade meio falha. Não que seja ruim, mas tinha uns erros que levavam a morte sem motivo algum. Mas, fora isso, foi tranquilo. A história me cativou, mesmo que eu não tenha jogado nada da série, foi bem interessante e sem partes chatas, com fases bem variadas, puzzles legais que fazem de tudo para você não enjoe do jogo rapidamente. Disse que a jogabilidade era falha, e o maior causador disso é a IA. Tanto como os inimgos, como com o ajudante. Passei por maus bocados tentando passar algumas partes onde o ajudante só fazia coisa errada. Mirava em um inimigo diferente, levava muitos danos, não se mexia e se jogava no abismo sempre. Senti vontade de mandar o programador desse ajudante pro inferno. E o jogo não era muito longo, as CGs e cutscenes eram lindas, e talvez isso tenha contribuido para os 14 GB de espaço do jogo

 

A platina foi tranquila, mas era errônea no site. Deve ser porque, na época, poucas pessoas tinham jogado, e com esse jogo ficando grátis, todos queriam testar, aumentando, e muito o PDM do jogo. Na hora em que eu vi, até pensei em deixar para depois, mas depois voltei atrás e vi que tinha feito a escolha certa. A unica dificuldade dessa platina se deve as missões especificas e ao grind de 1000000 bolts. Basicamente foi só fazer as missões especificas durante procede na história e para grindar, e só entrar num jogo online para conseguir o restante. O problema era que alguns troféus precisava de mais de um jogador e era dificil convencer um a fazer o que você quer, por isso eu tive que me matar usando dois controles sozinho. Platinado e recomendado para quem está a procura de uma platina tranquila.

  • Curti 2

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Ta ficando show..

 

Ora, porque eu tinha medo das Ãrvores no MK2 e do Baraka

 

Ri muito aqui... :D

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Aos 4 eu tinha medo era do boneco assassino:

brinquedo-assassino03.jpg

CRENDEUZPAIJUDAXPULSAVATAPÃ!

 

Começou com SNES, tem meu respeito :champion:

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Aos 4 eu tinha medo era do boneco assassino:

brinquedo-assassino03.jpg

CRENDEUZPAIJUDAXPULSAVATAPÃ!

 

Começou com SNES, tem meu respeito :champion:

 

Velho eu vagava de medo do fofão por causa desde maldito boneco

quando começou a lenda de que ele tinha uma faca dentro dele entao....tenso

  • Curti 1

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Ta legal esse topico em mano, sem palavras.

Deixo meu curtir para você.

  • Curti 1

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Pow, relato super completo, muito bacana Final Frank. Teus primos penaram na tua mão hein? heheheh Sempre indo lá baixar jogos, usar a internet deles...hehehe. Brincadeira, gostei do teu relato mano. Bastante grande, mas agradável de ler. Curtido! :)

Compartilhe esta postagem


Link to post
Share on other sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um membro para fazer um comentário.

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...