Ir para conteúdo


Conteúdo de JKorso

Localizados 227 ítens para JKorso (Pesquisa limitada a 22-abril 18)



#1029896 [vipcanzy.site] Câmera Canon EOS 5DS R (canon108) por $ 9.99

Postado por JKorso em 19 abril 2019 - 19:20 em Promoções

Verdade.

 

Modelo mais antigo que essa por aqui não sai por menos de 1000 conto.

A treta é que pagaram grana pro algorítmo sair metralhando geral na internet.

Triste.




#1029892 [vipcanzy.site] Câmera Canon EOS 5DS R (canon108) por $ 9.99

Postado por JKorso em 19 abril 2019 - 19:04 em Promoções

A treta é que o perfil da Canon estava com essa desde ontem no Instagram.

Pra piorar, agora se alastrou pelo facebook também.




#1029869 [vipcanzy.site] Câmera Canon EOS 5DS R (canon108) por $ 9.99

Postado por JKorso em 19 abril 2019 - 15:29 em Promoções

Acaba em 5 horas a promoção.
Vi pelo Instagram.

eos-5ds-r.jpg




Link: http://vipcanzy.site...-5ds-r-p-8.html



#1029784 [myPSt] Confira o trailer de lançamento de Mortal Kombat 11

Postado por JKorso em 18 abril 2019 - 18:24 em Notícias de PS4

Rapaz, mas se tem algo positivo pra se falar é a customização parruda feita no título. Nisso estão de parabéns.
Acabei vendo umas três lives via twitch. Bonitaço, mas modo história altamente bagunçado. Pena.



#1029744 [myPSt] Confira o trailer de lançamento de Mortal Kombat 11

Postado por JKorso em 18 abril 2019 - 14:40 em Notícias de PS4

jogo de lutada netherealm só na komplete edition, além do mais no trailer aparece o cyrax e pelo menos por enquanto ele não é selecionável 

 

Nem Cyrax, nem Sektor, nem Sheeva.




#1029703 [myPSt] Castlevania Anniversary Collection chega ao PS4 em Maio

Postado por JKorso em 18 abril 2019 - 13:46 em Notícias de PS4

É, Nintendo é um porre quando se fala sobre isso. Triste, pois a franquia é da Konami, não da Nintendo.




#1029640 [myPSt] Castlevania Anniversary Collection chega ao PS4 em Maio

Postado por JKorso em 18 abril 2019 - 11:01 em Notícias de PS4

Não ter os três de GBA e os de DS é meio preguiça, não?



#1029459 [Combo Infinito] Rumor: Parte do conteúdo extra de Mortal Kombat 11 pode ter...

Postado por JKorso em 17 abril 2019 - 12:14 em Notícias de PS4

Ashrah e Drahmin não!
Só falta completar com aquele Kobra tosco da era PS2.

Já Shang Tsung eu já sabia.
Quem percebeu nos primeiros trailers que Liu Kang tocava a magia dele e ao invés de ser o dragão de fogo saia uma caveira de fogo, percebeu que era o Tsung transformado.



#1029208 [TG] FromSoftware, é hora de fazer algo diferente

Postado por JKorso em 16 abril 2019 - 12:33 em Notícias de PS4

Pera, diz que God of War tem história fraca mas gosta da "história" da série Souls, que é uma bagunça tão absurda que o próprio diretor admitiu que nem os produtores da série entendem? Vish, aí complica...


Detesto jogo que conta "história" via texto de itens.
Lore não é substituto de história e narrativa objetivas.
É meu principal motivo por abominar os títulos da FromSoftware.
Pra mim é um retrocesso imenso não ter algo consistente pra me vincular aos personagens, sua realidade e situações a serem resolvidas.
E claro, action RPG... Sei do meu perfil e não tenho como insistir numa série mais saturada de mais do mesmo que foi a série God of War. Aí a Santa Monica modificou, mas daí agora é ruim...



#1029104 [myPSt] Playstation Delicce - Ovo de chocolate do PlayStation já esta sendo v...

Postado por JKorso em 15 abril 2019 - 23:07 em Notícias de PS4

Nada ganha do...


Spoiler



#1028847 [Theenemy] Driveclub deixará de ser vendido e terá servidores desligados

Postado por JKorso em 13 abril 2019 - 02:46 em Notícias de PS4

Volto a dizer: jogos com prazo de validade.



#1028578 [myPSt] Sekiro: Shadows Die Twice alcança 2 milhões de vendas em menos de 10...

Postado por JKorso em 11 abril 2019 - 17:29 em Notícias de PS4

O que eu vi de fanboy de souls dizendo que ele era ruim pq tinha mecânica de hack'n slash não foi brincadeira...


Exatamente isso.
Agora é maravilhoso. 🙄
Eu tenho meus motivos pra não ter curtido ambos, mas eu vejo essa zoeira aí de falar uma coisa e logo depois se contradizer que é maravilhoso agora.



#1028554 [myPSt] Sekiro: Shadows Die Twice alcança 2 milhões de vendas em menos de 10...

Postado por JKorso em 11 abril 2019 - 15:34 em Notícias de PS4

É o conflito de aptidão e visão, se você jogar o jogo com calma existem varios momentos em que ele legitimamente parece ter começado como um action rpg, mas por algum motivo se desdobrou em um hack'n slash, deixando mecânicas de ambos incompletas, como o loot ser inútil, xp não funcionar, não existir variedade de comandos ou combos, ser desbalanceado, chefes funcionarem como em um action rpg apesar do jogo ser um hack'n slash e outros problemas que se tornam ainda mais escandalosos no new game + (Como a balança do balanceamento pender para seu lado a partir do new game + 3).

Eu até me diverti com o jogo mas... yeah.. tem problemas demais e parece ter sido uma tentativa desesperada de responder a tecmo.
From Software já tinha feito isso duas vezes com Otogi e Ninja Blade, mas se existe algo que ninguém jamais deve fazer, é tentar disputar no ramo de Hack'n Slash com a TK, você nunca vai vencer... todo mundo que tenta fazer rivais para NG morrem a curto ou longo prazo enquanto NG perdura, quem tenta fazer os musou falham miseravelmente com seus "one million enemies... ooooooooh" e assim por diante...


Mas o que tem de fanboy dizendo que Nioh foi um jogo lixoso não tá no script.



#1028405 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por JKorso em 10 abril 2019 - 19:50 em Notícias de PS3

 

Sendo bem sincero? Eu realmente não sei o que é esse tópico HUAHUAHUAHU

Verdade seja dita que eu to no fórum desde os primórdios e acho que cheguei no site uns 4~5 meses depois de sua fundação, mas nos primeiros anos eu só postava em noticia uhahauhua

Vou dar uma desencavada depois e ver que diabos é isso XD

 

 

Editt: korso, mais tarde eu respondo. Só olhei que você postou depois que respondi aqui, mas como vou ter de sair no vai dar pra ler agora 8X

 

Sem paciência pra dar quote.

Encucado demais com metadata de VocêToba pra fazer melhor que isso.

 

Não sei de datas, mas eu devo ter vindo despencar no mypst por 2010.

Começo do século XI eu ficava no Outer Space até ser banido de vez. (Quem mandou postar pinto...)

 

Acho que esse tipo de conversa, seja walltext ou não, pessoal que fica só correndo atrás de troféu raramente faz.

Não menosprezando, mas pra mim passou a época de mostrar e-pênis.

 

Cansei dos abusos das últimas gerações, peguei nojo e dificilmente retorno. 

Deve sim ser a idade. Ranzinza eu já era desde que nasci no Brasil.

 

Nioh é outro que detestei, mas galera idólatra de Souls vai dizer que é o maior lixo já feito.

Cada um nos seus devaneios. Esse tipo de conversa me faz lembrar os malucos do Alvanista.

 

Deixa eu voltar pros metadados chatos aqui.




#1028329 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por JKorso em 10 abril 2019 - 15:58 em Notícias de PS3

@WhBlaze: não é questão de eu ver a narrativa de FFVIII positiva, mas sim porque FF não tem bons exemplos de bom roteiro, especialmente depois do FFVI. Tudo bem que eu demorei mas gostei do enredo de FFIX, por exemplo, mas isso não o torna um bom exemplo de bom roteiro.

O de FFVIII eu dou algum respaldo porque fugiu da mesmice que a série se tornou. Por mais que queira fazer birra de que FFVII é melhor em tudo e o caminho trilhado pela série com o passar dos anos é no mínimo duvidoso, questionável e passível de críticas, FFVIII é muito mais influente do que FFVII é para todas essas mudanças.

Personagens com proporção humana, possibilitando movimentos menos robóticos (não é mesmo Hojo?!), proximidade com a realidade convencional humana, sem deixar a fantasia de lado, Summons infinitamente mais bem desenvolvidas no gameplay que anteriormente (embora FFX depois tenha feito um downgrade colossal pra se adequar ao enredo dramático, completando com o carnavalismo apoteótico que respingou no outfit da galera que você joga), entre tantas outras coisas.

Eu conheço Ultima, porém nunca joguei. Só fui jogar RPG ocidental com Diablo e Mass Effect mesmo.
E como foi uma experiência breve e sem grandes expectativas, vi que o jRPG, ao menos vindo da Square depois da era PS1, jamais voltaria ou seria o mesmo. Hoje em dia eu não suporto um FF, como não suporto um Skyrim, ou um The Witcher por serem megalomaníacos demais pro meu gosto. Pra mim mundão grande e zilhões de missões secundárias é igual e-pênis: geral se vangloria, mas na hora de descabelar o palhaço você tem apenas uma biribinha micro vergonha alheia.

Pode tudo parecer nhénhénhé pra reclamar, ter nostalgia com o que é antigo, mas videogame é mais do que passatempo, entretenimento, conquistas, gameplay, ostentação, vício. É também tempo de vida de quem produziu, escreveu, fez design, programou. Mesmo que tenha sidi menos do que o esperado, quem só joga por jogar, ignora que enredo/narrativa é usado para vincular as mensagens que os criadores dizem querer transmitir para os jogadores que possuem alguma base nos tópicos que escolheram abordar.

Como tinha dito antes, Final Fantasy SEMPRE flertou em colocar seres de múltiplas mitologias em suas realidades.
Mesmo pra quem não dá a mínima pra isso, poucos sabem que Bahamut é uma figura mitológica de origem árabe, por exemplo.

Ifrit se trata de um Jinn, ou um "gênio", como se conhece na história de Alla"Jinn", são, na verdade, entidades extrafísicas pertencentes a realidade do pilar esquerdo da Árvore da Vida.

Shiva "mulher" nunca compreendi a origem, já que Shiva no Hinduísmo é o consorte de Parvati, nitidamente entidade masculina.

Quem já se ligou que em FFVIII, a GF Doomtrain tem o nome original グラシャラボラス (Gurasha Raborasu?, ou Glasya Labolas), sendo esse o nome de um dos muitos demônios aprisionados pelo rei Salomão e uma entidade evocada via Goécia nos tempo atuais. Isso é, literalmente, magia negra.

O que eu quero dizer com tudo isso? Que somente quem resolveu compreender melhor como um jogo é feito e se dispor a aprender que videogame é mais do que "só isso", e se colocar nacreta pra se criar algo que vai parar de criticar boa parte das coisas que nem são exatamente merecedoras de crítica e começar a reclamar do que realmente está sendo feito de maneira muito errada, como por exemplo, jogo sair incompleto sempre, varado de atualizações, aumento absurdo do valor final em mídia digital, muitas vezes excedendo o preço da mídia física, uma das poucas justificativas pra se cobrar valores tão elevados, DLCs, microtransações, pagar mensalidade pra receber algo online, tipo PSN e Live...

Pode ser só birra, mas tudo está se tornando raso e supérfluo atualmente.
Mesmo que digam que justifica-se dado o alto custo de produção, mas aí pergunto: alto custo de produção, ok... mas e por que a Square atual não tem capacidade de fazer FFVII melhor do que era o original, já que as ferramentas atuais são muito maus intuitivas, tem muito mais gente trabalhando, tem muito mais poder de hardware e outras facilidades, mas só fazem pior e gastam maus tempo.



#1028218 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por JKorso em 10 abril 2019 - 09:41 em Notícias de PS3

 


Quem leu algo aobre game design, ou mesmo busca aprofundamento sobre como é iniciado um conceito pra jogo, tem obrigação de saber o básico da Jornada do Herói de Joseph Campbell. Então, todo o walltext foi sim resposta pra ti sim.

E não, não adianta simplificar/resumir tudo o que foi escrito usando um exemplo qualquer de Ultima ou o primeiro chefe de Earthworm Jim 2 pra justificar a estagnação dos videogames nas últimas décadas.

Eu não joguei, porém jogos como The Messenger comprovam que há como fazer conceitos virarem realidade sem precisar fazer mais do mesmo. Afinal de contas, vangloriam-se tanto com games como Heavy Rain deixar você seguir o jogo com as escolhas feitas, qual jogo atual tem em sua mecânica a possibilidade de contornar situações sem precisar lutar realmente? Isso conta estratégia, mas hoje só tem action RPG, pra que estratégia?

Sua experiência com FFVIII foi negativa, enquanto a minha foi uma das melhores na época e agora revisitando o título. E ninguém está absolutamente certo em sua definição de jogo. Uma coisa é certo, no entanto: FFVII não tem nenhum equilíbrio se comparado com FFVIII. Na verdade, nenhum FF é bem balanceado.

O Dressing de FFX-2 é uma vergonha absoluta. Simplesmente não funciona bem na prática. Vergonha alheia total e uma bagunça sem precedentes. Péssima ideia, pouco a ver com o sistema de FFV de jobs, que esse ao menos foi uma boa cartada da época e retornou em FFTactics.

Enfim, falar de FF é sempre uma lorota, epopeia de más práticas. Mas o povo endeusa como o ouro monoatômico dos videogames. Triste.




#1028189 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por JKorso em 09 abril 2019 - 22:55 em Notícias de PS3

 

 

Uma das poucas faixas de FFVII que realmente chamam atenção. Nem isso o game é referência.

Até FFVIII e FFX que são detonados possuem melhor trilha sonora.

 

E o coringa na manga: Até o bobo da corte de FFVI fez mais que o mimado Sephirosca.




#1028161 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por JKorso em 09 abril 2019 - 20:15 em Notícias de PS3

E instinto, isso das células semi-independente lembra um pouco a coisa de outro mundo, que basicamente absorve e se torna aquela pessoa. Sendo bem sincero, eu nem tenho problema deles explodirem o clichê e ao invés de transformar Sephiroth em uma marionete com leves resquícios de personalidade (porque jenova as utiliza) no vilão central que controla jenova "because" e agora quer virar ela, sendo que cada célula funciona de forma quase independente, logo, não faz muito sentido, mas whatever, eu aceitaria.
Meu problema é que eles não sabiam se queriam isso ou não e ficaram dando tiro no pé e entrando em contradição -__-"
Ainda gosto do jogo e existem alguns poucos elementos na historia que realmente me agradam, mas não da para dizer que é bem escrito, pra fazer isso eu teria de por uma venda, tampar meus ouvidos e ficar gritando "LALALALALALA" para o excesso de falhas do jogo.

 

Aquilo do orfanato é muito wtf, por sinal, é exatamente quando começa o PSA das "dorgas mano", que Irvine fala que eles são tudo do mesmo lugar, a bruxa que eles querem matar era quem cuidava deles e... absolutamente ninguém se lembra... ai ele fala "são as dorgas mano, as gf são como dorgas que consomem as memórias e nos viciam õ_o"... e Selphie como uma boa Crackhead da um chilique dizendo que "isso é propaganda política, as dorgas não fazem nada com ela"... é... uau... Eu posso esquecer de tudo do jogo, mas essa cena ta queimada na minha memória para sempre uahuhauhauah

 

Eu acho que portaram a versão do IOS pro Steam, mas não sei o estado do port 8X

 

Tá aí algo que eu não vejo problema algum: a parte romance de FFVIII.

É nítida a narrativa de crer em forças extrafísicas e melosas de quem escreveu:

 

Julia e Laguna se amavam e por desencontros e retardices do próprio Laguna em agir como homem e cortejar ela, nunca aconteceu.

O foda foi que era mútuo, ambos queriam "se encontrar" num relacionamento, mas aí deu toda aquela merda e enquanto ele foi pra Esthar e até virou guerrilheiro e após isso Presidente (well, isso me lembra um tal Molusco ou uma tal Dilmanta, mas vá lá), Julia ficou sozinha, sem saber de seu paradeiro.

 

Laguna após quase morrer com sua trupe, cai fora da Lunatic Pandora quase morto, na luta a qual o Ward teve a garganta cortada e perdeu sua voz para sempre, e acabou aparecendo na vila de Winhill, onde foi cuidado por Raine, vizinha dos pais de Elone, que foram mortos nas caçadas de Esthar pelo próximo "recipiente" para a feiticeira do tempo.

 

Enquanto tudo isso rolava, Julia foi cortejada por um político influente em Delling City, vindo a casar com ele, já que Laguna poderia estar morto e desse relacionamento nasceu Rino.

Desse vai e vem do Laguna em tentar proteger Elone de ser pega por Esthar, se relacionou com Raine, mas esta veio a adoecer e morreu, sem conseguir revelar que, pela distância de Laguna, esteve grávida de Squall. O que aconteceu foi óbvio e até provincial pra quem escreveu o roteiro (mas não diferente do que poderia acontecer na realidade de localidades pequenas como era o caso de Winhill e arredores): A esposa do diretor da Balamb Garden criou um orfanato para essas crianças, antevendo a merda que aconteceria, já que ela já era o "recipiente" da real bruxa do tempo e a todo custo impediria a dia cuja dominar a realidade toda.

 

Aí é que tá a treta: quem não sabe as influências desses quesitos bizarros, não vai achar nada legal e vai criticar.

Sephiroth é o nome dado as 10 esferas das virtudes ou energias superiores criadas pela Fonte, na percepção dos judeus, segundo a Kabbalah (que nada tem a  ver com religião, mas sim ciência e filosofia).

O antagonista EM NADA tem a ver com o nome, era só pra dar alguma imponência no boneco mal projetado.

 

Xenogears inteiro é baseado em Gnosis, Kabbalah e misticismo. Adicione uma pitada de Psicologia Jungiana, totalmente baseada na filosofia oriental/budista e tens uma quimera com alguma criatividade, mas muitos insights, com ou sem cringe. Gebler, a força militar de Solaris foi mal traduzida. Do japonês, em katakana ゲブラー (Geburaa), na verdade é Geburah ou Gevurah (גבורה) do hebraico: uma das 10 esferas (ou Sephira) da Árvore da Vida, ou Sephiroth da Kabbalah. Geburah representa a total Severidade ou exposição de Força para resolver todos os problemas. Não é à toa que os jogos hoje em dia são o que são: 99% dos jogos se baseiam no modus operandi da esfera de Geburah: tudo se resolve na base da porrada. Não é preciso usar de outros VALORES, diálogo, conhecimento, entendimento, benevolência, nada disso. Só PORRADA!

 

Aí um jogo vem e fala de amor, quem é que vai gostar? Tá todo mundo mal acostumado com um único valor.

Curiosamente a esfera de oposição de Geburah é Chesed (חֶסֶד), que significa justamente benevolência (amor sem ver a quem).

 

Enfim. Os jogos se desenvolveram muito no quesito técnico gráfico, porém segue extremamente falho e tacanho nas narrativas. Nem sempre mais = melhor. Os RPGs hoje em dia todos se tornaram action RPGs. Isso certamente não é uma evolução ao analisarmos o quanto cada quesito dos videogames melhorara e a que passo. Action RPGs prezam o que? Ação. Dã! A série Souls é o maior expoente e adivinhem qual é a esfera de percepção e criação de mecânica a série é baseada? Geburah. Severidade. Resolver tudo na porrada, ser pior que o vilão pra poder se dar bem. As narrativas, quando existiam, ao menos tinham alguma justificativa para atrocidades cometidas pelos protagonistas, mas hoje em dia nem isso mais importa. Só graficão. Graficão e troféu.




#1028158 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por JKorso em 09 abril 2019 - 19:50 em Notícias de PS3

Sou indiferente a Malice Mizer, mas gosto de Gackt (a pessoa em si), acho ele uma das criaturas mais acidentalmente cômicas que já vi na vida, do fanboysismo de gundam a ser o sujeito que da "instruções" sexuais em programa noturno do japão... É uma criatura no mínimo fascinante. 8X

 

Sobre Cloud, gosto pessoal ou memória seletiva, talvez (sobre o caso de Cloud), adicione a preguiça de ler, barreira linguística no brasil, faixa etária de quem jogou, pessoas querendo ver demais onde não existe e temos uma coleção de bagunça.
Tipo, eu já evitei varias vezes falar de FFVII aqui dentro por receio de confusão, mas whatever. (Só pra constar: Eu gosto do jogo)

 

Tipo, Final Fantasy VII não é bem escrito, na verdade, a estrutura de roteiro do VI, VII, X, XII e XIII (O VIII também era, mas na minha cabeça só tem bullet points, logo, vou ignorar) é exatamente o mesmo, única coisa que muda é o visual, nome e um ou outro ponto dependendo de quanto Toriyama, Nojima ou Watanabe eles permitiram naquela noia.

 

Por exemplo, Sephiroth morreu em um flashback no mako reactor, porém, sua alma foi "expelled from paradise" e cuspida do life stream, dando inicio ao seu "suposto" controle do corpo de jenova e obviamente, "os clones black metal da reunion" para criar a forma de vida perfeita um ser que não é nem sephiroth nem jenova, o novo deus (pq simbolismo pesado é bombagem e isso é digno da Tri-Ace ou Shayamalan). Porém, pouco tempo depois nos somos bombardeados com a noção de que, yeah, jenova na verdade esta viva e controlando tudo por ser um organismo cujo as celulas são semiindependentes com conceito de assimilação, por puro instinto controlando o corpo de Sephiroth para tomar conta de tudo, ou seja, é o corpo de Sephiroth, parece "um pouco", com Sephiroth, mas é jenova, o que faz sentido apesar de sua contradição... Só que não, pq Sephiroth se tornou legitimamente popular e o maluco do Nojima (eu acho que foi ele, pode ter sido Kitase) ao ver a popularidade do personagem decidiu dizer "nop, sephiroth o tempo inteiro", iniciando uma senhora bagunça que entra em contradição até mesmo com a ideia de Jenova funcionar no modos operantis solitário e consumidor sem necessidade de um cérebro que por sua vez foi reutilizado em parasite eve pq eles concordaram que era um bom conceito MEU DEUS COMO FINAL FANTASY É MAL ESCRITO E CONTRADITÓRIO!

 

 

 

Ignorando o fato de que a equipe é legitimamente inepta na hora de escrever isso é tão estúpido e sem cabimento que só pode ser superado pela existência de Shuyin, é tão caótico que e canastrão que nenhuma explicação é valida, logo, qualquer um pode dizer o que quiser e ficar debatendo a perpetua contradição dessa bagunça não pq foi aberto a interpretação, mas pq é tão mal escrito que nenhum dos roteiristas sabe dizer o que diabos estava fazendo e qualquer resposta pode ser contra argumentada, com uma solução viavel sendo nada mais que uma especulação de fãs tentando fazer sentido de algo que no fim, não tem, são apenas essas duas pamonhas encontrando um beco sem saída em seu roteiro (algo que jamais deve acontecer) e criando uma rota de fuga no desespero.

 

Isso é a personificação do "complexo não é bem escrito" que assombra final fantasy a décadas, mas como reviewer de vídeo game ama querer parecer mais inteligentes do que são, eles ignoram essa grosseria e basicamente deram inicio a essa bagunça que final fantasy reside até hoje, onde absolutamente ninguém se deu ao trabalho de criticar construtivamente, isolando-os numa bolha, elogiando o que não devia e incentivando os vícios a serem repetidos. Alguns desses problemas comicamente finalmente foram criticados em "Final Fantasy XIII-2" (que perdeu muitos desses vícios, o que é hilário), mas antes mesmo da equipe digerir, todo mundo vai remanescer do passado, elogiar os mesmos problemas (por exemplo: procure a coleção de reviews do remaster de FFX, vai ter um bando de pessoas dizendo que a historia é "fantástica") e tudo vai ser como "passar sabão na cara de jumento", ninguém vai aprender nada e eles jamais vão entender o que há de errado... pq o publico parece não entender o que estava dando certo ou errado e quer exatamente a mesma coisa. Ou seja, é um ciclo vicioso. XD

 

 

Sobre o VIII eu me lembro de odiar a história, eu também não suportava o elenco principal, com Laguna e Irvine sendo os mais toleráveis mas eu realmente consegui esquecer ela. Único resquício dela na minha cabeça é um gosto amargo na boca e o bizarro PSA antidrogas pq aquilo era tão atabalhoado que parecia um comercial da administração Reagan. Agora, meu problema real com o jogo foi a gameplay, eu odeio aquele sistema de combate achando a ideia de ficar sugando magia de inimigos desgastante, repetitiva e ridícula. Existem outros problemas (Como a situação das armas) mas meu deus, como eu odeio aquele grind duplicado e estúpido...

 

FFVII peca em inúmeros casos, nem vem ao caso de eu enumerá-los, já que é gosto pessoal e opinião é que nem cu (cada um tem o seu, propriedade particular, mesmo que muitos deem a rodo e queiram tornar propriedade pública, ninguém caga bombom e todos fedem).

Sephiroth é um péssimo vilão, assim como Cloud é um péssimo protagonista. MAS, se formos comparar com os protagonistas que surgiriam após FFVII, fica bem difícil mesmo diferir o que é ruim do que é insuportavelmente mal feito. Tá aí o grande motivo de eu ser fã de Xenogears e não de FFVII: O roteiro original de FFVII é o roteiro de Xenogears. E embora também seja uma bagunça, seja de tradução no ocidente ou cronologia e percepções in-game (a trinca FFVIII, Chrono Cross e Xenogears foi feita pelo mesmo time e o deadline fudeu com os três por isso) as referências filosóficas (ou fiofosóficas), mitologias, menções ao misticismo e ocultismo pertinentes dos jogos da Square estão bem menos deturpadas que as presentes no roteiro final de FFVII.

O pessoal da Square achou o roteiro original "pesado demais". Não, pera, mas todo aquele drama de novela mexicana que é a narrativa de FFVII já não é um peso *morto* por si só?

 

Ser chato a parte como sou, ninguém liga pra o significado do nome Sephiroth, que no jogo NADA remete ou tem alguma justificativa, a não ser tentar dar um ar imponente a um personagem que idolatram, mas é um dos mais vazios que a empresa já criou.

 

É aquilo, falta algo nesse personagem... 

Hm, mete uma espada de 2m, nem perde tempo em dar personalidade e carisma...

 

Hm, tá faltando algo também nessa personagem feminina... O que fazer?

Ah, fácil! Mete uma mini-saia e 1 litro de silicone em cada peito que ninguém vai ver que ela parece uma NPC.

 

Basicamente é isso que abomino em jogos com narrativa, personagens rasos, sem real personalidade ou carisma, mas preenchidos com a mais alta qualidade da moda em suas roupas fashion ou seus acessórios, sejam eles cintos, ceroulas, bombachas, armas brancas descomunais que se resumiu o character design da Square Enix nas últimas décadas. Gunblade? Gola de plumas de chocobo? Múltiplos cintos no vestido de Lulu de FFX? Vale tudo, mermão.

 

Culminou em FFX-2, com mecânica de jogo "trocadora de roupinha". Vem cá, eu to jogando um jRPG ou um jogo da Barbie? Tá difícil discernir agora.

 

Sobre Parasive Eve, por mais esdrúxula que seja a premissa, é baseada na referência científica de que a mitocôndria, organismo microscópico presente em todas as células humanas possui seu próprio DNA e, na prática, faz o que quer dentro da gente. Eu vejo Jenova bem mais um Copy/Paste do Lavos, entidade alienígena de Chrono Trigger, só com identidade de gênero feminina.

 

Vale dizer que Advent Children veio pra bagunçar ainda mais a porqueira toda. Contradisse praticamente tudo o que o game considerava canon e ainda deu aquele clima que Cloud tinha alguma utilidade e era o herói do jogo. Tipo, fucking hell, Vincent dando um pézinho e dizendo "voe!"? PUT ARE KEEP ARE YOU!!!! É série pra teenagers mesmo...

 

Eu curti o lore de FFVIII, mas eu gostei do jogo. Não vi problema algum no sistema de Draw. Tem suas falhas, mas hoje em dia, se for comparar com os RPGs atuais, da Square ou não, FFVIII é hardcore. Tudo fora do caminho do enredo pra ficar realmente forte, pouca ou nenhuma informação objetiva pra resolver puzzles, sistema de desenvolvimento de personagem e GF sem muitas explicações adicionais pra entender completamente a progressão. Ainda assim eu gosto do jogo. Músicas melhores, ambientação melhor, proporção de personagens melhor (ODEIO SD, o SD de FFVII é o mais nojento de todos, concorre com o SD de Wild Arms), já os personagens, meh, por mais sem sal que possam ser, são muito mais críveis que qualquer personagem de FFVII. O retardo do Laguna fez mais do que todo o time inepto de FFVII, e olha que o Laguna é retardado. O Squall odiava ele, sem saber que era seu próprio pai.

 

Pra ver como é cada um mesmo. Eu odeio os minigames de FFVII. Todos, especialmente a criação de chocobos. Porre total. No entanto o melhor minigame da série pra mim segue sendo o Triple Triad.

Eu cheguei a fazer as cartas físicas dos personagens, pois não vejo um card/board game melhor num FF. Blitzball é outro aborto.




#1028076 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por JKorso em 09 abril 2019 - 12:20 em Notícias de PS3

Pior que no papel é Vaan mesmo.
Eu falei pro Zoio que os problemas atuais de Final Fantasy começam no VI pq é quando Sakaguchi sai do controle e Nojima assume, logo, o foco se torna em parasitar na cultura pop, define a escrita padrão e começa uma espiral de problemas na escrita que só foram começar a dissipar no XIII como por exemplo, essa bagunça do personagem principal.
Só dando exemplos
Final Fantasy VI terra desaparece, Locke tem um protagonismo anormal e quase rouba o papel principal.

Final Fantasy VII "supostamente" Cloud é o personagem principal, mas no começo do jogo a personalidade dele e a historia foram roubadas de Zack, e de uma forma bem escalafobética, tudo gira em torno deeeeee Vincent... Lucrecia, Hojo, Jenova, Turks, Shinra... tudo gira em torno dele ou tem alguma consequência relacionada ao seu passado... Hell, até Sephiroth (Que muita gente esquece que literalmente falando "morreu no começo do jogo e só retorna no filme") é atrelado a Vincent, não Cloud \8
Final Fantasy VIII eu vou pular pq eu não gosto do jogo e não lembro direito, eu acho que tem essa bagunça com Laguna, mas a única coisa que fica reverberando na minha cabeça sobre FFVIII foi o fucking PSA fracassado antidrogas devoradoras de mente e Gackt, o ex-membro do malice mizer (Squall).

Final Fantasy X é a história de Yuna, Tidus pode gritar quantas vezes quiser que a história é dele mas o sujeito é coadjuvante dela... piorado pelo fato de que ele deveria se chamar Shuyin 8X

E no XII "todo mundo é mais importante que Vaan", Esse tem o problema de que Hiroshi Minagawa abandonou o jogo por doença, então Watanabe (Que mantenho o que disse sobre o risco de ser o roteirista mais inepto do mundo dos games) ficou sem direção, logo, o jogo é visivelmente incompleto. Mas yeah, problema do personagem principal sem foco era cronico e só foi piorando.


Eu gosto de Malice Mizer.

BEAST OF BLOOD!

Moi dix Mois já foi alguma coisa, mas ali é o Mana o protagonista.
Já Gackt não sou muito não.
Revisitando FFVIII. Não é nem metade ruim como fãs pintam.
Fora quesitos óbvios criticados por fugir demais à fórmula e ter sido rushado, a história é bem menos melodramática e megalomaníaca que a de FFVII, que todos endeusam. E como jà comentou, Cloud é uma farsa, uma marionete de outra marionete. Não sei como conseguem gostar desse personagem.
Não é à toa que eu gosto MESMO somente de dois personagens em FFVII...

Enfim, daria pra viver de ping pong sobre esse assunto, já que FFVI também é a maior referência em quesitos que retornam nos FF seguintes. FFIV sendo o quase empate.
O tema de Aerith de FFVII é uma reinterpretação do tema de Celes de FFVI.
Titio Ultros retorna em alguns dos FF recentes, os Esper de FFXII se baseiam nos Esper de FFVI.
A trilha sonora de FFVI ainda é considerada a masterpiece de Nobuo Uematsu, sendo a preferida dele há bastante tempo. O tema da Yuna de FFX tem uma proximidade enorme com o tema da Aerith, consequentemente, remetendo a composição da Celes e por aí vai.



#1028057 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por JKorso em 09 abril 2019 - 10:29 em Notícias de PS3

Melhor não sei, mas meu favorito, sem dúvida.
FFVI > FFXII > FFVIII pra mim.
Até hoje não terminei o FFIV.

Na verdade eu joguei só 3: Final Fantasy VIII, Final Fantasy X e Final Fantasy Tactics. Minha paixão pelo Tactics é platônica desde então...


Compreensível, já que é tão bem produzido e com ótima referência.
Recomendo fortemente Tactics Ogre Let Us Cling Together de PSP.

Protagonista é a Ashe, vaan está mais pra um espectador com péssimo design


Cê é loko?!!
Desde o início da produção - altamente conturbada aliás - o protagonista foi o Basch.
Claro que teenificaram com o inútil do Vaan e a Ashe tem a grande parte protagonizada, como é o caso da Celes da metade de FFVI em diante, mas o protagonista de FFXII pretendido desde o começo foi o Basch.
A treta começou quando os engravatados da Tosquare acharam inadmissível ter um personagem GERIATRA como protagonista. Sim, para a Tosquare, qualquer personagem que passou dos 22 anos de idade tá passado pra ser protagonista na última década. Basch deve ter seus 36.



#1027999 Divulgue aqui seu canal do youtube!

Postado por JKorso em 08 abril 2019 - 19:10 em Canal Aberto - Divulgação

Canal pessoal, completamente random e nada a ver com games - A Cosmic Castaway
Canal oficial, focado apenas na criação de peças para decoração retrogamer - RetroGameBox Crafts



#1027829 [myPSt] LittlerBigPlanet 3 - Jogador desafia a morte e recria Super Mario Mak...

Postado por JKorso em 07 abril 2019 - 13:53 em Notícias de PS4

Não gosto da física de LBP.
Mas o restante acho fantástico.
Não entendo também essa idolatria por Minecraft e Mario Maker.



#1027821 [myPSt] O que esta acontecendo na Square Enix? Hiroaki Iwano pede demissão da...

Postado por JKorso em 07 abril 2019 - 11:29 em Notícias de PS4

Os melhores tempos da Square já se foram.... No início da fusão ainda saia alguma coisa, mas pelo menos pra mim a grande fase da Square ficou do PS2 para trás.

Talvez, boa parte desse meu sentimento seja por eu ter vivido nos tempos da Square no SNES, PSone e PSTwo...

... mas mesmo nessa percepção, e com a Square com grandes nomes da indústria, não consigo ver a Square produzindo algo tão relevante ou mais relevante que nas décadas passadas.


Pra mim o ápice foi o PS1.
PS2 foi o último suspiro.
Depois só bomba purpurinada.

Estou tão por fora que nem sei que game é esse.
Mas creio que pra mim não fará falta alguma, pois a era de ouro da empresa já foi e não volta mais,
O experimentalismo da SE no passado eu achava interessante. Tinha até jogo de corrida RPG (Racing Lagoon).



#1027597 Decoração de Gameroom - Quadros Dioramas

Postado por JKorso em 04 abril 2019 - 20:55 em Arte e Games

Amanhã às 14h, making of do diorama de Chrono Trigger:




#1027470 [Voxel] Projeto de lei de deputado do PSL quer criminalizar jogos violentos n...

Postado por JKorso em 03 abril 2019 - 23:15 em Notícias - Geral

Korso... Eu gosto muito de você mas... o que diabos você esta falando?
Fanatismo religioso existe em todos os cantos do mundo, inclusive aqui, generalizar ou estereotipar dessa forma é o mesmo que chamar todo cristão de nazistas responsáveis pelas cruzadas por terem sido aqueles por trás da caça as bruxas e dos protestantes.

Nos só estamos negociando com países detentores de bastante dinheiro que pagam bem pelos nossos serviços, assim como americanos vivem se virando com Irã e outros países árabes por causa de petróleo.

É bom frisar que nós também somos um país equidistante de exportação, por isso nunca nos envolvemos em confusões e tentamos viver em harmonia com todos, sempre levando em consideração o fato de que o mundo não é um curral enquanto nos viramos desesperadamente com diplomacia nessa perpetua dança das cadeiras chamada de política internacional, ou seja, não é dar ou não apoio a Israel, é a forma abrupta como jogamos 25 anos de diplomacia no lixo quando nos não tínhamos nenhum motivo para isso.

O mundo também não é tão preto e branco como você esta tentando expor na sua frase, tudo é bem mais complexo e cinza do que uma simples legitimidade ou grito de socorro, mas eu não gosto de falar sobre assuntos geopolíticos e históricos confusos, conflitantes e tão fáceis de tirar de contexto.

Porém, eu posso dizer algo tranquilamente sobre essa situação: O páis esta quebrado, nada pode ser decidido abruptamente, não podemos tentar fechar uma represa com uma rolha (como esta sendo essa confusão da providencia), não temos o direito de arriscar absolutamente nada que afete nossa economia neste exato momento, essa decisão teve caráter simbólico mas infelizmente imprático, não não estamos nessa condição por conta de algo recente, nos não vamos pra frente por somos caranguejos e essa decisão abrupta com chance de se tornar um grande problema pra nossa economia ferrada cai perfeitamente na sua frase: A mesma asneira de sempre achando que vai dar resultado diferente...



Raramente concordo com você mas... yeah, mesma opinião... Não suporto essa lógica freudiana de ciclo vicioso onde a culpa é dos pais até não ter quem culpar, sim o ambiente pode ajudar, mas pessoas instáveis sempre serão instáveis cabendo aqueles que o rodeiam a tentar ajuda-lo (se possível) antes de algo ruim finalmente acontecer. \8
Mas admito que eu estendo uma certa culpa "passiva" para as pessoas que não conseguiram notar que algo estava errada, não podem ser julgadas por terem sido incapazes, mas bem que poderiam ter visto que algo não estava certo. \8


Quem criticou a aproximação com Israel foi o Hamas, não é preciso acompanhar muito pra saber que essa galera não representa nem o povo islámico. Nenhuma outra treta eu soube com países árabes.
A questão é que todos passam pano dizendo que Brasil sempre foi bom moço, mas só se meteu com país merda e ideologia mais merda ainda e agora quer abrir o bico e dizer que tá tudo errado.

Tudo bem, se o pessoal que aplaudia dinheiro brasileiro em Angola, Moçambique, Cuba e países alinhados nessa onda, só quer dizer uma coisa esse choro todo: estamos no caminho certo.

Já passou da hora de abandonar essa mentalidade tacanha de alegar que as coisas não são tão simples assim.



#1027454 [Voxel] Projeto de lei de deputado do PSL quer criminalizar jogos violentos n...

Postado por JKorso em 03 abril 2019 - 20:30 em Notícias - Geral

Eu tenho minhas duvidas, acabamos de arrumar confusão com Árabes só pra ver se perdemos a importação de carne halai por motivos... além da compreensão humanas...


Deixa eu ver se eu entendi bem: Era melhor seder pra um grupo terrorista islâmico a fazer o que é inegavelmente correto? Isso diz muito porque o Brasil é o Brasil e nunca vai pra frente, comete sempre as mesmas asneiras e acha que em algum momento vai dar resultado diferente.

Tecnologia é americana, israelense, alemã e em última instância de procedência oriental, bem como fabricação e montagem. Projeto e todo o restante é dessas origens.
Onde que solicitar apoio de Israel, do povo legítimo dessa terra é "criar confusão com os árabes"?



#1027428 [Voxel] Projeto de lei de deputado do PSL quer criminalizar jogos violentos n...

Postado por JKorso em 03 abril 2019 - 15:38 em Notícias - Geral

Fez sinal de arminha na campanha e hipocritamente esquerda desse jeito?
Recomendo fortemente um projeto de lei para deputado vagal ser obrigado a dar o cu pro gato arranhar.
Aposto que passa mais fácil que esse seu projeto imbecil e tacanho, sem qualquer embasamento ou benefício pra população ou a indústria do entretenimento.

Aproveita e tenta barrar violência em filmes, séries e noticiários na TV.
Quando digo que político BR só serve pra atravancar, me chamam de extremista.
O Estado nada produz, exceto peso nas costas de quem produz algo.



#1026973 Decoração de Gameroom - Quadros Dioramas

Postado por JKorso em 31 maro 2019 - 22:50 em Arte e Games

Mais um trabalho incrível, parabéns!!

Eu queria ver contigo como está sua disponibilidade, se está aceitando encomendas.. :)

NOT.DEAD.YET.

Aguardando assentar a poeira enquanto não cogito exporem feira esse ano.
Aceitando encomendas sim.

Update atrasado:

https://instagram.com/p/BvsSnNfgVah/



#1026972 [myPSt] PlayStation 5 - O Barco ta entrando água por todo lugar. Fotos do Dev...

Postado por JKorso em 31 maro 2019 - 22:45 em Notícias de PS5

É só o devkit que vem com esse look Nebulizador de Ar para asmáticos ou virá no modelo Lego Pro também?



#1022509 [Omelete] Sonic: O Filme - Criador do personagem critica visual do longa

Postado por JKorso em 07 maro 2019 - 00:25 em Notícias - Geral

Live Action...

Modinha altamente escrota.

Isso aí é um furry.




#1022118 [Jovem Nerd] Governo dos EUA estudou OVNIs no Brasil nos anos 70, diz ex-sena...

Postado por JKorso em 04 maro 2019 - 00:03 em Notícias - Geral

E tem quem negue essas paradas ainda.

Tá loko! Só esquisitice Top Secret e vem falar que é comspiracionismo.

 

 

 

 

 

 

 

Busquem conhecimento.  :coolface:




#1021965 Decoração de Gameroom - Quadros Dioramas

Postado por JKorso em 02 maro 2019 - 13:59 em Arte e Games



Muito bacana mesmo o do red dead mano, parabéns e continue com o bom trabalho.

 

Ei, muito obrigado.

 

Hoje tem premiere do terceiro tema: KOF'98:

 

 




#1021897 [PSX] Rumor: imagem revela praticamente todos os personagens de Mortal Kombat 11

Postado por JKorso em 02 maro 2019 - 02:37 em Notícias de PS4

o shinnok não atira caveira também? ou estou confundindo?


Quan Chi sim, caveiras verdes. Shinnok não me recordo.
Mas em MK11 ele é só uma cabeça agora. Dificilmente seria ele.
Quem se transforma é o Shang Tsung, não o Quan Chi.



#1021736 [PSX] Rumor: imagem revela praticamente todos os personagens de Mortal Kombat 11

Postado por JKorso em 01 maro 2019 - 15:54 em Notícias de PS4

Eu achei ótimo até agora.
Ainda aguardando o Shang Tsung, pois naquele trailer que mostra Liu Kang tocando magia tá indo contra a tradição da série.
Somente dois personagens jogam magia em forma de caveira: Shang Tsung e Quan Chi. Esse segundo com energia verde, enquanto Shang Tsung são caveiras em chamas convencionais.



#1021481 Decoração de Gameroom - Quadros Dioramas

Postado por JKorso em 28 fevereiro 2019 - 19:22 em Arte e Games

UPDATE:

Novo timelapse - Donkey Kong Country 3:




#1020524 [Game Vicio] PS5 será lançado em algum momento entre 2019 e março de 2020 dev...

Postado por JKorso em 26 fevereiro 2019 - 07:02 em Notícias de PS5

Se analisar com calma da para ver que a média se mantém.

  • PS1 - Dezembro de 1994
  • PS2 - Março de 2000 (5 anos e 3 meses depois)
  • PS3 - Novembro de 2006 (6 anos e 8 meses depois)
  • PS4 - Novembro de 2013 (7 anos depois)
  • PS5 - ??? (Não será lançado antes de Novembro de 2019, então no mínimo foram 6 anos)
PS: Usei a primeira data de lançamento em todos os consoles acima.

PS1: em 2000 ainda saia jogo.
PS2: não que sirva de parâmetro, mas chegou a sair PES2014 pra ele. Oficialmente.
PS3: novamente, mas saiu FIFA19...

Então nem sonhando é somente esse tempo de vida aí dessa lista.



#1020136 [Game Vicio] PS5 será lançado em algum momento entre 2019 e março de 2020 dev...

Postado por JKorso em 24 fevereiro 2019 - 14:04 em Notícias de PS5

Só eu acho estranho quantos anos cada console dura por geração?
PS3 foram 10 anos, se não mais na ativa.
PS4 rapidamente foi e já vem o PS5.

Tudo bem que no passado era mais ou menos assim também.
PS1 de 94/95 pra 2000 termos PS2, mas é... Estranho.



#1019527 [Voxel] Mike Ybarra critica reviews de Anthem: “Estou impressionado com o choro”

Postado por JKorso em 21 fevereiro 2019 - 18:51 em Notícias de PS4

EA?
Bioware?

No thanks.



#1019139 Decoração de Gameroom - Quadros Dioramas

Postado por JKorso em 20 fevereiro 2019 - 23:53 em Arte e Games

Essa semana (última de fevereiro de 2019) estou ocupado para iniciar produções.
Primeira coleção - ou, se preferir, Portfolio Retro Collection 001 - está em sua etapa final.

A primeira retrocoleção consiste de cinco temas retrogame diversos, sem repetição de tema dentro da coleção. São apenas dois itens de cada tema, que serão refeitos mais adiante, caso clientes desejem encomendá-los.
A lista e status das peças da Portfolio Retro Collection 001 segue:

Diorama 01: Mortal Kombat 3 - Soul Chamber Stage
Status das peças: Ambos concluídos.
Spoiler


Diorama 02: Donkey Kong Country 3 - Arich's Ambush Boss Stage
Status das peças: Uma peça concluída. A segunda faltando finalização.
Spoiler


Diorama 03: The King of Fighters '98 - Spain Stage
Status das peças: Uma peça concluída. Segunda peça sendo iniciada.
Spoiler


Diorama 04: Castlevania Symphony of the Night - Entrance Corridor
Status das peças: Na fila de espera para produção.
Spoiler


Diorama 05: Chrono Trigger - Fiona's Forest
Status das peças: Na fila de espera para produção.
PS.: esse tema possui iluminação LED e tem seu valor diferenciado.
Spoiler


Todas as peças dessa coleção seguem os seguintes formatos:

- Arte separada em planos no tamanho total de 22,5cm de altura por 30cm de largura.

- Moldura custom larga, totalizando tamanho final da peça em 28,5cm de altura, por 36 cm de largura e 4cm de profundidade.

- Arte orginal cortada manualmente no pixel, ou como é definido: Exact Pixel Cut. Retro games tem seus pixels respeitados e os mesmos podem oscilar de 0,5mm a 1mm, dependendo da source de origem.

- Aspect Ratio originalmente em 4:3, como foi projetado para ser exibidos no passado, em monitores e televisores de tudo. Ou seja: não se trata de Square Pixel 1:1 como esse tipo de decor é feito pela maioria. A intenção é se aproximar ao máximo do aspecto original projetado pra retrogame em uma CRT, não tendo como base o aspect ratio de emuladores em geral.

- Pré Produção e impressão em alta resolução. Papel Supremo 300g ou maior gramatura. Outros materiais podem ser aplicados nas peças com temas que assim o exijam, como isopor, EVA, cartonado, papelão alta densidade, acrílico cristal, Poliestireno, verniz vitral, tinta acrílica, etc. Há casos que serão necessários outras mídias de impressão, como adesivo brilhoso/fosco ou mesmo vinil adesivo branco/transparente brilhoso/fosco.

- Fidelidade de cores garantida em até 98% da luminescência da arte original
Entenda o motivo desse quesito: o que vemos na tela da TV tem seu padrão de cor RGB (Red, Green e Blue).
No momento em que for solicitado impressão, o padrão de cor é o CMYK (Cyan, Magenta, Yellow e Key, este último correspondendo a cor Preto). É simples de perceber a diferença: TV: 3 cores, Impressão: 4 cores totalmente distintas. Isso faz com que o vermelho possa se tornar marrom e preto se tornar acinzentado ou azulado caso não se faça a devida correção e prova de cores e calibragem.
Gatanto 98% de procimidade com a source em meus trabalhos.

- Todas as peças supracitadas possuem vidro em sua parte frontal, para evitar acúmulo de poeira e chapa de terciado/eucatex/hardboard no fundo. As mesmas possuem gancho para pendurar na parede. Outros formatos, como alça para sustentação em móvel indisponíveis no momento.

- Todas as peças são revestidas de cartonado de alta gramatura, material antitérmico não comercializado separadamente.

- Parte de trás do diorama é revestido de papel alumínio antitérmico e antimofo por razões óbvias.

- Pintura em tinta acrílica simulando couro ou peça envelhecida/enferrujada. Outras opções de cores, materiais e proporções disponíveis nas próximas peças.

- E, finalmente, embora as peças de mesmo tema pareçam idênticas, nenhuma peça é, literalmente igual a outra. Posicionamento de partes podem oscilar brevemente se comparados com as amostras acima. Trata-se de produto 98% artesanal, sendo assim, terá uma peça única, mesmo que mais alguém solicite o mesmo tema.


---

UFA! Muita info.
Temas de games 3D, por enquanto, não tenho como fazê-los, já que a captura exata do que vemos na tela pode diferir mais do que nesses detalhes mencionados. Quando monar um com sucesso posso confirmar se terei disponibilidade.

Outros temas adjacentes, como concept art de games retro ou mais recentes, capas de revistas, jogos e afins são completamente possíveis. O limite é a imaginação e a qualidade da imagem original a ser trabalhada.

Entendo que seja muita informação para quem apenas quer um quadro decorativo em casa, porém todos esses passos são necessários se você deseja um quadro fiel ao tema e não qualquer simples impressão cortada com estilete.