Ir para conteúdo


eduhlopes

Cadastrado: 13 Out 2013
Offline Última atividade: Jul 21 2018 11:12

Tópicos que criei

[GameSpot BR] Call of Duty: Black Ops 4 ganha edição de colecionador

20 julho 2018 - 10:16

A Treyarch anunciou nesta quinta-feira (19), em seu painel da San Diego Comic-Con (SDCC), mais informações sobre o Modo Zumbis de Call of Duty: Black Ops 4.

 

A primeira novidade foi a aguardada cena de introdução para “Blood of the Dead“, terceira experiência do modo e que poderá ser jogada já no lançamento do game, em 12 de outubro.

 

Além disso, a Treyarch também revelou uma edição especial e limitada para o jogo. Call of Duty: Black Ops 4 Mystery Box Edition virá recheada de itens em uma caixa colecionável, nos moldes das Mistery Boxes do Modo Zumbis, com design de esqueleto e luzes e sons do jogo.

 

large.jpeg

 

Fonte: GameSpot BR

 

Trailer Blood of the Dead:

 

Trailer Chaos Story:


[PSBlog] Por dentro do estúdio Brasileiro que criou Horizon Chase Turbo

18 julho 2018 - 13:32

 

Entre os gigantes do parque científico e tecnológico da PUC-RS, que é sede para várias empresas de tecnologia, reside a Aquiris, o estúdio de games brasileiro que criou Horizon Chase Turbo.

 

À primeira vista, a Aquiris parece um grupo pequeno de empreendedores e desenvolvedores. Isso é reafirmado pelo porte de sua sede; concisa e aconchegante, com uma equipe carismática e bem integrada. No entanto, esta é apenas a ponta do iceberg. A empresa, no mercado há mais de 11 anos, divide-se em dois locais, com boa parte de sua equipe de desenvolvimento alocada em um segundo escritório. No total, são quase 80 funcionários.

 

Assista ao vídeo no topo do post, criado durante uma recente visita à Aquiris em Porto Alegre, e nos acompanhe em nossas aventuras pelo estúdio.

 

Spoiler

 

A história da Aquiris

A Aquiris começa em 2007, em um pequeno apartamento em Porto Alegre. Três sócios juntaram-se para um novo projeto, e apesar de serem todos gamers, o foco inicial não era este. Amilton Diesel, Diretor de Arte Técnico e um dos sócios fundadores, nos contou como foi o começo da empresa. “Nós não tínhamos a intenção de trabalhar com jogos. Éramos profissionais que tinham experiência no mercado de prestação de serviços em 3D, e queríamos fazer alguma coisa relacionada com tecnologia e realidade virtual”.

 

Este foco em tecnologia 3D e realidade virtual, de início, gerou frutos em um outro mercado. “Começamos a fazer realidade virtual em um tempo em que nem existia uma definição clara do que ela significava. Na época, chamávamos nossas criações em realidade virtual de produtos 3D interativos” complementa Israel Mendes, Diretor de Marketing e Comunicações e outro fundador inicial da Aquiris. “Nossas criações eram produtos 3D em que as pessoas podiam navegar; ambientes, empreendimentos, automóveis, aeronaves. Nós fazíamos estes produtos e os vendíamos em um mercado distante. Mas a tecnologia que usávamos era exatamente a mesma dos games”.

 

Marcas de diversos tipos passaram a contratar a empresa para criar produtos interativos, especialmente no mercado publicitário. No entanto, transformações no mercado levaram a empresa a caminhar em direção ao mercado de games.

 

“Começamos a fazer jogos atrelados à marcas, os chamados ‘Advergames’. Ficamos 4 anos neste mercado”, explica Israel. “Usávamos ferramentas do mercado de jogos para criar soluções para as empresas que nos contratavam. Isso foi super novidade na época, e éramos uma das únicas empresas que faziam isso no Brasil. Recebemos muitos contratos na época, o que nos alavancou e nos deu a oportunidade de aprender a fazer jogos de forma financiada”.

 

A mudança para um modelo de criação de jogos proprietários foi o próximo passo do processo evolutivo da empresa. “Nos períodos anteriores da empresa, estávamos falando em prestação de serviços. Fazíamos jogos para outras empresas. Agora, a Aquiris vende seus próprios jogos no mercado”, finaliza Israel.

 

Spoiler
 

O mercado brasileiro

O Brasil tem um mercado de tecnologia nascente. Curiosos sobre o percurso da Aquiris por aqui, perguntamos aos sócios se estar no Brasil ofereceu desafios ou facilidades ao processo evolutivo da empresa.

 

“Tivemos alguns desafios, em especial porque o mercado brasileiro de games ainda não é super desenvolvido. Obviamente não somos um berço nativo desta indústria, como o Japão e os Estados Unidos, e isso traz dificuldades para encontrar profissionais capacitados e fazer networking com a indústria”, explica Sandro Manfredini, Diretor Comercial da Aquiris. “Por um outro lado, nós somos um povo que bebeu de muitas fontes no ponto de vista cultural, e esse mix todo de raízes nos dá uma capacidade muito maior de colocar jogos no mercado que tenham apelo global”.

 

Israel conta um pouco mais sobre as vantagens de ser um dos pioneiros em um mercado crescente. “Começar uma empresa de jogos no mercado brasileiro foi um desafio muito grande, mas também foi uma oportunidade enorme, pois não havia ninguém fazendo o que fazíamos com a qualidade que conseguíamos alcançar”.

 

Spoiler

 

Horizon Chase Turbo

Os conceitos de jogos da Aquiris são escolhidos de forma muito pragmática. Estudos, números de mercado, provas de conceito, todos são termos constantemente usados pelos sócios para explicar o processo de seleção de um novo projeto.

 

Horizon Chase Turbo, no entanto, traz uma história um pouco mais cheia de nuances. Amilton nos conta que o jogo surge como um aprendizado interno: “nós víamos a necessidade dentro do estúdio de ter um projeto próprio. A gente precisava explorar novas plataformas, trabalhávamos sempre com parceiros, mas faltava a experiência de desenvolver algo por conta própria”.

 

Israel, no entanto, explica como as experiências e gostos pessoais dos membros da equipe fortaleceram o conceito que tinham em mãos. “Tínhamos a intenção de fazer um jogo que remetesse aos jogos de corrida dos anos 80 e 90. Fizemos uma prova de conceito, e concluímos que este era o jogo que todos nós gostaríamos de fazer, pois todos fomos públicos deste jogo quando éramos mais jovens”.

 

Para Sandro, o jogo é a culminação de um princípio bem simples que a empresa segue. “A parte de design de games é uma das fortalezas da Aquiris. Diversão no jogo, para nós, é a parte mais importante. Tudo em volta vira acessório quando o jogo é divertido. E é nesse sentimento que Horizon Chase Turbo se fundamenta.”

E realmente, se há um sentimento que Horizon Chase Turbo invoca de forma brilhante é a diversão de jogar e competir com amigos no mesmo sofá.

 

 

Horizon Chase Turbo já está disponível nas lojas e na PS Store. Caso queira saber mais sobre o jogo e sobre a Aquiris, é só ficar ligado na página oficial. Nos vemos nas pistas!

 

Fonte: PSBlog - Postado por Joelle Messianu LATAM PR & Social Media Manager - SIEA


myPlatinas - Eduhlopes

10 julho 2018 - 11:01

Desde o início do PS4 tenho o "hobby" de tirar e armazenar imagens do momento da Platina. Desta forma resolvi criar esse espaço para colocar as mesmas, assim como listar todas as minhas Platinas e PSN de PS4/PS3.

 

Inicialmente pretendo só listar as conquistas e suas respectivas imagens. Num futuro distante, quando tiver tempo sobrando, almejo fazer um pequeno review de cada jogo presente neste tópico.

 

Dados Gerais

  • 114 Platinas: 52 de PS3 e 62 de PS4;
  • 15 PSN: 10 de PS3 e 5 de PS4;
  • Total de jogos 133: 65 de PS3 e 68 de PS4.

:platinum: e  :psn:

Spoiler

 

Platinas do PS4

 

1- COD Advance Warfare - Janeiro 2015

Spoiler

 

2- inFamous Second Son - Janeiro 2015

Spoiler

 

3- Middle-earth: Shadow of Mordor - Janeiro 2015

Spoiler

 

4- Watch Dogs - Janeiro 2015

Spoiler

 

5- Far Cry 4 - Fevereiro 2015

Spoiler

 

6- inFamous First Light - Fevereiro 2015

Spoiler

 

7- Dragon Age: Inquisition - Abril 2015

Spoiler

 

8- Lords of the Fallen - Abril 2015

Spoiler

 

9- The Order: 1886 - Maio 2015

Spoiler

 

10- Assassin's Creed IV Black Flag - Maio 2015

Spoiler

 

11- Battlefield 4 - Junho 2015

Spoiler

 

12- The Evil Within - Julho 2015 (Meu troféu 4.000)

Spoiler

 

13- Borderlands: The Pre-Sequel - Agosto 2015

Spoiler

 

14- Destiny - Agosto 2015

Spoiler

 

15- Bloodborne - Setembro 2015

Spoiler

 

16- Mad Max - Setembro 2015

Spoiler

 

17- Alien: Isolation - Outubro 2015

Spoiler

 

18- The Witcher 3: Wild Hunt - Novembro 2015

Spoiler

 

19- Wolfenstein: The New Order - Dezembro 2015

Spoiler

 

20- Fallout 4 - Janeiro 2016

Spoiler

 

21- Wolfenstein: The Old Blood - Fevereiro 2016

Spoiler

 

22- Dark Souls II: Scholar of the First Sin - Fevereiro 2016

Spoiler

 

23- Batman: Arkham Knight - Março 2016

Spoiler

 

24- Borderland 2 - Abril 2016

Spoiler

 

25- Tropico 5 - Maio 2016

Spoiler

 

26- Sleeping Dogs: Definitive Edition - Junho 2016

Spoiler

 

27- Uncharted 4: A Thief's End - Julho 2016 (Meu troféu 5.000)

Spoiler

 

28- Saints Row: Gat out of Hell - Julho 2016

Spoiler

 

29- Dying Light - Agosto 2016

Spoiler

 

30- Call of Duty: Black Ops III* - Novembro 2016

* Até hoje esse foi o único jogo que o sistema não tirou a foto automática da Platina. Ele tirou a foto do último troféu (abaixo), mas não da platina :(

Spoiler

 

31- Dishonored Definitive Edition - Novembro 2016

Spoiler

 

32- Far Cry Primal - Dezembro 2016

Spoiler

 

33- Just Cause 3 - Dezembro 2016

Spoiler

 

34- Until Dawn - Dezembro 2016

Spoiler

 

35- Dark Souls III - Janeiro 2017

Spoiler

 

36- Battlefield 1 - Janeiro 2017

Spoiler

 

37- Life is Strange  - Fevereiro 2017

Spoiler

 

38- Rise of the Tomb Raider - Março 2017

Spoiler

 

39- Deus Ex: Mankind Divided - Março 2017

Spoiler

 

40- Call of Duty: Modern Warfare Remastered - Abril 2017

Spoiler


[myPSt] Valeu a pena pagar a Playstation Plus nos últimos 12 meses?

29 junho 2018 - 11:58

ps-plus.png?w=760&h=388

 

PlayStation Plus é um serviço pago disponível na PlayStation Network que foi lançado oficialmente na E3 de 2010, chegando as contas Brasileiras em Outubro de 2013.

 

Inicialmente com o foco em oferecer downloads gratuitos de jogos e backup online de saves, o serviço foi se modificando ao longo dos anos e acrescentando novas plataformas, PSVita e PS4, assim como novas funcionalidades.

 

Em Setembro de 2016 a Sony anunciou que a Plus teria pela primeira vez um aumento na mensalidade passando de 49,99 Dólares/99,99 Reais para 59,99 Dólares/129,99 Reais nas contas Americanas. Aumento esse que chegou as contas Europeias em Julho de 2017. 

 

Já em Março de 2018* a Empresa divulgou que este seria o último ciclo de lineup de jogos de PS3 e PSVita, isto quer dizer que a partir de Março de 2019 não serão mais oferecidos jogos para essas plataformas - Se leu toda a matéria, curta o #3 post deste tópico -. Assinantes que ainda utilizam esses consoles poderão desfrutar dos outros serviços assim como aproveitar os jogos já disponibilizados.

 

Atualmente a Playstation Plus oferece 6 jogos "gratuitos" por mês (2 para PS4, 2 para PS3* e 2 para PSVita*), backup online de saves, descontos exclusivos em jogos, bônus de packs de jogos, jogos de VR que já foram oferecidos como bônus e para PS4 é necessário ser assinante para jogar online. (exceto em jogos F2P que a assinatura não é obrigatória)

 

Com quase 600 jogos já disponibilizados em todas as plataformas, a Plus teve um início morno no PS4, oferecendo jogos bem aquém dos áureos tempos da Plus no PS3, mas que atualmente vem melhorando. E neste ponto que quero chegar:

 

Para vocês: Valeu a pena pagar R$ 129,99/59,99 Dólares na PSN Plus nos últimos 12 meses?

 

Como consumidor o ideal é analisar o serviço como um todo para ver se vale ou não a pena. Analisar: Online, descontos, jogos,...Claro que cada um vai dar a devida importância para eles de acordo com as suas preferências.

 

Em temos de jogos, separei 12 Games de PS4 que foram oferecidos nos últimos 12 meses (Agosto de 17 até Julho de 18):

  1. Heavy Rain - Julho/18
  2. Call of Duty: Black Ops III - Junho/18
  3. Beyond: Two Souls - Maio/18
  4. Mad Max - Abril/18
  5. Ratchet & Clank - Março/18
  6. Bloodborne - Março/18
  7. RiME - Fevereiro/18
  8. Deus Ex: Mankind Divided - Janeiro/18
  9. Batman: The Telltale Series - Janeiro/18
  10. Metal Gear Solid V: The Phantom Pain - Outubro/17
  11. inFamous: Second Son - Setembro/17
  12. Just Cause 3 - Agosto/17 (Setembro na PSN BR)

 

Só levei em conta jogos de PS4 porque não tenho PS Vita e quase não ligo mais meu PS3. De qualquer forma vou deixar os links abaixo de todos os jogos já oferecidos na Plus para cada um fazer a sua análise.

 

Fontes:

Votem e opinem :D


[Eurogamer] Quase 70% dos jogadores de Fortnite já gastaram dinheiro no jogo, conclui e...

27 junho 2018 - 10:26

sec_3103629.jpg?w=748&h=392&crop=1

 

Um estudo conduzido pela LendEDU, uma empresa de empréstimos a estudantes e pessoas, conclui que uma porção considerável dos jogadores de Fortnite já gastaram dinheiro no jogo, apesar deste ser gratuito.

 

Os resultados do estudo, publicados no site da LendEDU, indicam que 68.8% dos jogadores de Fortnite já gastaram dinheiro em compras in-game e que em média cada um já gastou $84.67 (que é superior ao preço de um jogo novo).

 

Para 36.78% dos jogadores de Fortnite que participaram no estudo, este foi o primeiro jogo no qual gastaram dinheiro em compras in-game. Adicionalmente, 25.3% dos jogadores de Fortnite também pagam pela subscrição do Twitch, onde vêm outras pessoas a jogar Fortnite.

 

A maioria dos jogadores prefere jogar nas consolas, com 42.2% dos participantes a escolherem a PlayStation 4 como a plataforma principal, enquanto 35.2% escolheram a Xbox One. Apenas 13.9 porcento escolheram o PC. Os restantes afirmam que jogam principalmente no mobile.

 

Outra curiosidade é que 46.7% disseram que o tempo que passam a jogar outros jogos reduziu drasticamente, e 27.3% disseram que Fortnite é o único jogo no qual passam tempo. 23.3% responderam que não mudaram os seus hábitos.

 

O estudo teve por base uma amostra de 1000 jogadores americanos que afirma que Fortnite é neste momento o seu jogo principal. É uma amostra pequena, sabendo que a base instalada de jogadores de Fortnite é dezenas de milhões, e portanto, com uma amostra maior, as percentagens podiam variar.

 

Spoiler

 

Fonte: Eurogamer