Ir para conteúdo


WhBlaze

Cadastrado: 24 Jul 2010
Offline Última atividade: Hoje, 11:31

#1029908 [myPSt] The Ninja Warriors: Once Again - Trailer - O remake do clássico beat...

Postado por WhBlaze em Ontem, 22:47

Piuriupiupiu dareda piriupiupiu dareda...

Spoiler

Sendo bem sincero? Eu tenho mais carinho pelo original, sempre achei essa continuação um pouco atabalhoada e arcaica, mas verdade seja dita, eu não jogo o jogo a pelo menos uns 20 anos XD




#1029828 Onimusha: Warlords - Guia de troféus

Postado por WhBlaze em Ontem, 02:29

E aí, tudo bem?

Vai querer participar do Master Champs (MGA)?

Pode responder direto neste post que já vejo aqui e incluo, ok?

Abs.

 

Um tudo bem para alguém que acabou de fugir de um hospital nunca é legal hahahua

Mas enfim, valeu gabriel e não, não vou quer participar.
Não sou muito apegado a essas competições e faço os guias mais para ajudar ou divulgar algum jogo ao invés de competir XD




#1029152 [TG] FromSoftware, é hora de fazer algo diferente

Postado por WhBlaze em 16 abril 2019 - 10:11

Quando lançam sempre o mesmo estilo a galera reclama que está muito repetitivo e o estúdio precisa inovar.....Quando lançam um novo estilo a galera reclama que o estúdio perdeu a essência e deveria retornar as origens.....

 

 

Eduh, pelo menos as reclamações que eu vi (reais) foram em outros pontos, e em sua maioria... yeah, são validas... jogo é um pouco esquizofrênico, surpreendentemente desbalanceado e indeciso sobre seu design.

Por exemplo, ele é um híbrido de stealth, action rpg e hack'n slash, três subgêneros famosos por entrar em colisão um com o outro, e as consequenciais disso foram um Stealth funcional, mas com uma inteligência artificial bem burra e aleatória para isso, um dano inesperadamente elevado e desbalanceado, combates sendo exigido frequentemente mas não tendo variação e um grind bem esquisito onde itens, dinheiro e loot não tem propósito.

É um jogo bem esquisito e da pra ver a km de distancia sempre que alguém virou o volante para mudar de Tenchu para Souls.
 




#1029145 [myPSt] Novo Metal Slug está em desenvolvimento

Postado por WhBlaze em 16 abril 2019 - 09:49

espero que seja no estilo classico, não chego a odiar a versão do ps2 mas... yeah, ela sempre soou bem errada para mim.




#1029131 [TG] FromSoftware, é hora de fazer algo diferente

Postado por WhBlaze em 16 abril 2019 - 09:20

"Imagine só a FromSoftware fazendo um jogo de ação e aventura... Sinceramente nem sei como seria... Talvez algo tipo God of War? Mas logicamente que com um tipo de narrativa diferente. Ou pense só num jogo de terror feito pelo estúdio... Seus jogos, especialmente Bloodborne, sempre tiveram essa inclinação... Um jogo então totalmente focado nesse gênero poderia ser fantástico."

Bom, é bem simples, procure o jogo mais popular da tecmo, mostre pra eles e a from software vai lá e copia errado, eles já fizeram isso com Otogi Vs Ninja gaiden,  Ninja Blade Vs Ninja Gaiden 2 e agora Sekiro Vs Nioh, com uma pequena estab, como utilizar as mesmas contas de Ninja gaiden para aumentar a vida e pegar a idolatrada mecânica que fez de ninja gaiden 3 o "pior hack'n slash de todos os tempos que sequestrou meus filhos e os srviu de oferenda para um deus dragão", também conhecida como: você só tem uma arma... mas agora com o twist mais sensacional de todos os tempos, você tem os combos e eficiencia de Tenchu, um jogo famoso por evitar confronto direto HUAHUAHUAUHA

 

 

 

 

 

Falando serio por um minuto, pessoal anda esquecendo que a From Software é basicamente a Naughty Dog do japão, eles são incapazes de criar algo deles, mas sempre foram bons em pegar conceitos fragmentados de outros estúdios, distorce-los e tornar algo mais pessoal.

Só um exemplo icônico, armored Core nada mais é que Cybernator (masaya) sendo levado para o mundo 3D,

 

Logo, eu discordo completamente que seja igual a souls, na verdade, o jogo tem severos problemas de crise de identidade por ter mesclado coisa demais e não termina-las propriamente, por isso que anda tendo tanta confusão e polarização, só ainda não entendi pq ninguém toca nesse assunto.
Por exemplo, todo mundo sabe que esse jogo começou como Tenchu, e suas mecânicas inicias são bem parecidas com Tenchu Z do 360, com movimentação idêntica, algumas mecânicas (incompletas) como se encostar na parede terem a mesma animação e o sistema de combate sendo basicamente o mesmo de um jogo que evita combate mais que o capiroto evita a cruz, tornando-o o hack'n slash mais não variado e limitado das ultimas 2 décadas, onde você só tem uma arma e um combo, chefes são desenhados como em RPG, mas o combate exige você operando como um hack'n slash limitado e algumas mecanicas de Stealth acabaram sofrendo no decorrer disso.

Mas entendo de onde vem a comparação, existe sim muitos elementos de Souls perdidos no meio dessa bagunça de gêneros e estilos, começando curiosamente pelo level design, que um momento é remanescente de Shinobido, com ângulo vertical, exigindo escaladas por montanhas e etc, mas do nada, nos encontramos Fountainhead e outras cavernas que são, literalmente falando, removidos de dark souls. \8

 

Discordo totalmente da matéria, Sekiro é MUITO diferente de Demon's/Dark/Bloodborne, acho que o amiguinho da matéria aí nem jogou o game direito XD  e o level design está bem diferente, a possibilidade de verticalização do ambiente está espetacular!

 

E tem outra, o que ele está reclamando é a característica do próprio Miyazaki, é a mesma coisa que falar pro Kojima sair do estilo de game dele, pedir pra ele fazer um game de dança lol 

 

E acho que o cara da matéria não conhece muito bem o Miyazaki, os Armored Core são dele também e são bem diferentes, sem falar do Déraciné, que é atual e BEM diferente dos outros games dele, e a From é uma produtora que foca bastante em RPGs, os King's Field são bem interessantes de jogar...

 

Armored core é de Toshifumi Nabeshima, cara que fez Shadow Tower abyss e comicamente escreveu o script de Dark Souls 2.

Miyazaki por outro lado assumiu armored core no 4, quando Nabeshima de afastou para ser apenas produtor, fez um trabalho bem meh, repetiu seus erros em For Answer, e Nabeshima retornou para tentar reviver a franquia com o V e veredict day, que por sua vez, resgataram a serie.

From software também não é bem um estudio "focado em rpg", eles na verdade dão milk em suas franquias até a exaustão e tem 5 linhas de raciocinio

 

1- espera alguém nos contratar para fazer spin-off B de mecha pq fizemos Armored Core dar certo.

2- Compramos tenchu, ninguém gostou da aquisição, todos odeiam nossos jogos, mas ta vendendo! continua a lançar.

3- Nunca pare de lançar Kings field

4- Procure o que é mais popular no momento e lance.

5- Tecmo lançou hack'n slash? Vamos fazer algo parecido (parece piada, mas já aconteceu muitas vezes para ser uma mera coincidência)

 

 

PS: Eu gosto da From Software, mas eles são um estudio B bem cartunesco que o pessoal parece não conhecer propriamente no ocidente huahuahua

 

PPS: Ok, kojima é um pessimo exemplo pq ele quase não faz nada, mas ele trabalhou em um jogo de pinguin, já dirigiu um adventure com partes em rail shooter e fez um rpg onde você tem que ficar com seu gba na frente do sol pq se não o vampiro te da uns catiripapo.




#1029085 [MeuPS4] The Sinking City não vai esconder “racismo” dos contos de H.P. Lovec...

Postado por WhBlaze em 15 abril 2019 - 18:29

golf clap*
 
O passado não pode ser alterado, tudo que podemos fazer é aprender com nossos erros e construir um futuro melhor.
Existem poucas coisas piores do que essa ignorância seletiva e eu os aplaudo por decidir não remove-las ou deturpa-las 8X




#1028589 [myPSt] Sekiro: Shadows Die Twice alcança 2 milhões de vendas em menos de 10...

Postado por WhBlaze em 11 abril 2019 - 18:38

Exatamente isso.
Agora é maravilhoso. 🙄
Eu tenho meus motivos pra não ter curtido ambos, mas eu vejo essa zoeira aí de falar uma coisa e logo depois se contradizer que é maravilhoso agora.

Ainda não vi esse lado, quem eu vi que gostou realmente gostou e quem disse não gostar continua sem jogar ou mantendo sua opinião, mas como essa atitude é normal eu não me surpreenderia, principalmente se for um jogo temporariamente exclusivo de um console ou algo parecido.

 

Jogão! Merecido! O jogo inova muitas coisas... é algo totalmente novo, nada a ver com Dark Souls, Bloodborne, Nioh. É algo novo, uma forma diferente de combate.

Eu particularmente adorei o jogo, mesmo achando exageradamente difícil em alguns momentos.

 

Menos do que você imagina, por exemplo, o sistema de combate nada mais é do que a mecânica de Ki de Nioh, com o parry e sistema de combate do primeiro Onimusha (ou seja: um botão de ataque que resulta no mesmo combo + uma estocada e um corte horizontal ativado no dash), assim como Demon's Souls era basicamente Zelda sem pulo, com estamina e gerenciamento de peso.

 

Só pra constar, isso não foi uma critica, mas se existe algo fascinante na From Software é a sua fama antiga do japão que o pessoal parece estar tentando começar a esquecer que comicamente, pode ser comparada a um estúdio ocidental muito querido, a Naughty Dog.
Ou seja, eles são péssimos em criar ideias, completamente ineptos em alguns casos, mas sempre tiveram uma facilidade absurda para copiar um conceito alheio e distorce-los em sua versão pessoal, as vezes essa mentalidade bitolada deles da certo (armored Core e Demon's Souls), outras não (A.C.E.), mas assim como a Naughty Dog, é ridiculamente fácil de apontar de onde veio cada elemento de seus jogos por nenhum deles ser único ou original XD

Enfim, também gostei do jogo, mas achei o design dele extremamente conflitante, detentor de um balanceamento porco por acidente e não sei se você notou mas... na terceira zerada a dificuldade morre pq você acidentalmente é forte demais para enfrentar todos os inimigos.
As vezes da uma impressão de que realmente foi o retorno do "queremos derrotar a tecmo no seu próprio território", ou seja, ele parece ter começado como um action rpg (vide suas varias mecânicas incompletas) mas no meio do caminho disse que seria um hack'n slash só pra bater de frente com Nioh.
E como eu disse antes: Dar testada com a Tecmo nesse gênero nunca é uma boa ideia, na verdade, é tão sábio quanto querer disputar corrida arcade com a sega nos anos 90, jogos de luta com a capcom ou esporte com a EA. Você pode até vencer uma batalha com muito suor e sangue, mas no longo prazo a situação pode ficar bem nervosa... \8




#1028577 [myPSt] Sekiro: Shadows Die Twice alcança 2 milhões de vendas em menos de 10...

Postado por WhBlaze em 11 abril 2019 - 17:24

Mas o que tem de fanboy dizendo que Nioh foi um jogo lixoso não tá no script.

O que eu vi de fanboy de souls dizendo que ele era ruim pq tinha mecânica de hack'n slash não foi brincadeira...

 

 

E se tivesse o modo zangado esse número duplicaria kkk acho que do jeito que a Activision é mercenária ela vai acabar cedendo a esse pedido mas por uma DLC de 19,90 usd kkk

 

Concordo em partes kkk

 

Quando eu joguei o Ninja Blade também foi igual você com o Sekiro "O Ninja Gaiden é bem melhor".

 

Agora a única que bate de frente com a KT em hack n' slash/musou é a Capcom. Só não me pergunte qual é melhor: warriors ou basara? 

 

Aí meu cérebro exolode! 

 

Idem sobre o ninja blade, eu até gostei do jogo mas o maior erro dele é ficar me lembrando que eu podia estar jogando ninja gaiden 2 de cinco em cinco minutos... é bizarro HUAHUAHUAHUAHU

 

Então, se eu tivesse que escolher alguém hoje para rivalizar a soberania perturbadora da KT no gênero seria a platinum, não a capcom XD

Por anos a capcom foi indubitavelmente a dona desse território, desbancando a Technos e rapidamente se tornando a melhor e mais influente até a renascença dos 128bits. Fods é que hoje em dia só tem Yamamoto e Itsuno la dentro UAHAHUHUA

 

Obviamente ambos ainda lançaram bons jogos e pra mim, Dragon's Dogma é um dos melhores hack'n slash 3d de todos os tempos, mas yeah, a quantidade de jogos do gênero beira o inexistente, com DMC5 sendo o único "legitimamente" dessa geração, e olha que na geração passada o negocio já tava meio morno.

 

Platinum por outro lado ainda conseguiu empurrar excelentes jogos como Transformers Devastation, Bayonetta, Revengeance, Anarchy reigns, Mad World e em breve Astral Chain, mas absolutamente nenhum deles conseguiu fazer splash... exceto bayonetta pq a sega não parava de reclamar que ele deu prejuizo e decidiu descontar em Anarchy Reings pq... vanquish tb não deu dinheiro... então... yeah... eu não tenho ideia de quanto tempo a Platinum vai sobreviver falhando em cumprir deadlines, dar lucro e etc. \8




#1028552 [myPSt] Sekiro: Shadows Die Twice alcança 2 milhões de vendas em menos de 10...

Postado por WhBlaze em 11 abril 2019 - 15:19

Sou muito fã da série souls, juntamente com bloodborne, mas essa fórmula não encaixou bem nesse jogo. O problema é que qualquer jogo feito pela from software daqui em diante será com essa fórmula e isso não é bom.

 

É o conflito de aptidão e visão, se você jogar o jogo com calma existem varios momentos em que ele legitimamente parece ter começado como um action rpg, mas por algum motivo se desdobrou em um hack'n slash, deixando mecânicas de ambos incompletas, como o loot ser inútil, xp não funcionar, não existir variedade de comandos ou combos, ser desbalanceado, chefes funcionarem como em um action rpg apesar do jogo ser um hack'n slash e outros problemas que se tornam ainda mais escandalosos no new game + (Como a balança do balanceamento pender para seu lado a partir do new game + 3).

Eu até me diverti com o jogo mas... yeah.. tem problemas demais e parece ter sido uma tentativa desesperada de responder a tecmo.
From Software já tinha feito isso duas vezes com Otogi e Ninja Blade, mas se existe algo que ninguém jamais deve fazer, é tentar disputar no ramo de Hack'n Slash com a TK, você nunca vai vencer... todo mundo que tenta fazer rivais para NG morrem a curto ou longo prazo enquanto NG perdura, quem tenta fazer os musou falham miseravelmente com seus "one million enemies... ooooooooh" e assim por diante...




#1028385 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por WhBlaze em 10 abril 2019 - 18:05

Longínquo 2011, antes d'eu chegar aqui: http://forum.mypst.c...e-of-detention/

 

Ainda se chamava myps3t 

 

Isso é tão velho que eu tinha acabado de ganhar meu primeiro semanal (uns 4 meses antes) e o raven ainda no tinha colocado nem MubWub para alugar.

Enfim, depois eu vejo se o vídeo de lost dimension e transcrevo mais apropriadamente para escrita no fórum pra dar um "wise fwom yo gwaive" no tópico




#1028332 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por WhBlaze em 10 abril 2019 - 16:12

Eu joguei muito o Ninja Gaiden Black no Xbox.

 

Zerei todos os Onimusha no Ps2 até aquele dawn of dreams que foi o pior da série.

 

Depois que eu voltar a jogar Sengoku Basara e platinar vou estar afiado pros hack n' slash novamente aí depois eu vou tentar o Sekiro... e até lá ele vai tá mais barato.  o/

 

Idem, mas eu tenho algo pra perguntar: Meu controle do Xbox é amaldiçoado ou ele é legitimamente frágil? Durante toda sua vida o diabo do controle caiu apenas "duas vezes," isso pq eu tinha medo de derrubar uma terceira e ele simpelsmente explodir, pq na primeira queda esfarelou o lado direito, na segunda esfarelou o esquerdo.

Fotos "reais" e chocantes da vitima:

Spoiler

 

Sobre onimusha... então... eu acho dawn of dreams o melhor depois do 2 HUAHUAHUAHUAHUA
O primeiro é divertido para época, mas verdade seja dita, ele lembra um pouco meu amado leynos, sendo um elo perdido geracional que não pertence ao PSX, mas definitivamente não deveria existir no PS2, tornando ele esquisito.
O 2 eu acho que pegou todo o conceito do 1 e aperfeiçoou quase tudo, fazendo dele o melhor pra mim. Existem algumas mecânicas de rpg cruas como afinidade, mas os múltiplos personagens, finais e gameplay são tão bem feitas que chega a ser um pouco difícil de reclamar, mas ai o jogo não vendeu bem na europa (mas vendeu horrores no japão e USA) e a capcom decidiu "hmmm... vamos fazer um jogo mais europeu para vender o filme", gastaram rios de dinheiro e... eu acho o jogo um retrocesso... Foi-se os múltiplos personagens controlados de forma diferente, despediu-se a variação, adeus mecanicas de rpg e o jogo é basicamente Onimusha 1.2.
Sei que tem gente que gosta, mas existe um motivo pra franquia ter implodido com esse jogo \8
O 4 meio que seguiu um rumo parecido do 3, mas com orçamento apertado, resultando em um jogo com foco até que exagerado em RPG, mas eu achei mais fácil de digerir que o 3. Mais uma vez tivemos múltiplos personagens, eu gosto da ambientação, existem mapas excelentes como o campo de batalha aberto do segundo cd e outras besteirinhas. Não é tão bem produzido quanto os outros 3 ou aprimorado como o 2, mas pelo menos ele forçou evolução, é criativo e tem uma visual singular mais artística, ao invés de ser uma bagunça comercial reciclada... e como ele não tinha marketing o jogo não vendeu, um bando de gente não sabia que ele existia e Onimusha morreu... TADAH!
Nioh pegou o espolio por sinal uahuhaha

 

Enfim, eu recomendaria pegar Nioh primeiro, acho o jogo absurdamente superior em praticamente tudo e pra mim, é facilmente o melhor hack'n slash desde Ninja Gaiden 2/sigma 2 (mudanças do ps3 não me incomodaram muito) e durante toda a minha jogatina de Sekiro eu fico reverberando na minha cabeça "nioh fez isso melhor, nioh fez isso melhor, nioh fez isso melhor"... é distrativo....

 

 

Não, não, tô falando de vc mesmo, colunista não oficial da IGN kkkkkkk

Korso também escreve muito bem, então podiam juntar os 2 e fazerem a Casa dos RPGs 2.0

 

Sendo bem sincero? Eu realmente não sei o que é esse tópico HUAHUAHUAHU

Verdade seja dita que eu to no fórum desde os primórdios e acho que cheguei no site uns 4~5 meses depois de sua fundação, mas nos primeiros anos eu só postava em noticia uhahauhua

Vou dar uma desencavada depois e ver que diabos é isso XD

 

 

Editt: korso, mais tarde eu respondo. Só olhei que você postou depois que respondi aqui, mas como vou ter de sair no vai dar pra ler agora 8X




#1028302 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por WhBlaze em 10 abril 2019 - 14:45

asuhahs

 

acho que quando eu for jogar o sekiro vou levar 130 horas pra platinar também  :awyea:

mas pra jogar esses jrpgs épicos tem que ter tempo mesmo... o próximo que eu vou jogar vai ser o Persona 5 ou o Ni No Kuni 2.

 

depende, excluindo o grind imbecil para comprar skills, o jogo é uma brisa para quem aqueles com resquício de Onimusha ou Ninja gaiden nos reflexos pelo foco bisonho em parry e esquiva.

Fods é que como um hack'n slash, sekiro é dono do sistema de combate mais simplório das últimas décadas, onde o conceito de postura até que foi bem implementado, mas todo o resto falha miseravelmente por não saber os fundamentos basicos de um hack'n slash e se projetar acidentalmente como um action rpg.
Por exemplo, você só tem acesso a uma arma, não existem combos (Apenas o mash the R1) muito menos variação de comandos, o que temos no começo é basicamente o que teremos no final, piorados pelo fato de que chefes só podem ser enfrentados de uma única forma, a menos que você faça o errado (aka: confronto pingado se aproveitando da inaptidão da IA em entender movimentos circulares), ou seja, é a antítese do gênero, sendo desenhado nos modelos de um action rpg apesar de estar tentando ser um hack'n slash.

 

É esquisito, muito problemático e precisa de uma reavaliação urgente pq seus problemas não estão apenas no desbalanceamento acidental do jogo, eles são problemas de design grosseiros que não podem ser acariciados ou repetiremos os erros de sempre, que nem essa conversa de final fantasy...

Mas ele provou uma coisa, é mais difícil entender um hack'n slash do que um action rpg, pq a KT é o estúdio que mais entende de Hack'n slash no mundo, tendo sido capaz de introduzir suas mecânicas na estrutura base de um Action rpg perfeitamente, Sekiro por outro lado vem dum grupo de rpg que não consegue implementar a única mecânica imprescindível do gênero.




#1028291 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por WhBlaze em 10 abril 2019 - 14:17

Sim.

 

Agora eu entendo porque o Japão para quando sai um DQ. kkk

 

Para tudo que cê tá fazendo e vá jogar XD

 

a história em si leva umas 90 horas, pra platinar vai umas 130 que foi o meu caso.

 

Nun da poh, eu quase não consigo dar trela pro canal por falta de tempo, hell, eu to levando 3 semanas para platinar Sekiro sendo que eu zero o diabo do jogo em 5~6 horas no máximo uahhauhauhua
 

 

Eu acho que vcs, "wall text writers", deveriam ressuscitar o tópico "A casa dos RPGs", a muito tempo abandonado por aqui, só acho...

 

Que isso zoio? é de comer? 8D




#1028095 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por WhBlaze em 09 abril 2019 - 13:38

Eu gosto de Malice Mizer.

BEAST OF BLOOD!

Moi dix Mois já foi alguma coisa, mas ali é o Mana o protagonista.
Já Gackt não sou muito não.
Revisitando FFVIII. Não é nem metade ruim como fãs pintam.
Fora quesitos óbvios criticados por fugir demais à fórmula e ter sido rushado, a história é bem menos melodramática e megalomaníaca que a de FFVII, que todos endeusam. E como jà comentou, Cloud é uma farsa, uma marionete de outra marionete. Não sei como conseguem gostar desse personagem.
Não é à toa que eu gosto MESMO somente de dois personagens em FFVII...

Enfim, daria pra viver de ping pong sobre esse assunto, já que FFVI também é a maior referência em quesitos que retornam nos FF seguintes. FFIV sendo o quase empate.
O tema de Aerith de FFVII é uma reinterpretação do tema de Celes de FFVI.
Titio Ultros retorna em alguns dos FF recentes, os Esper de FFXII se baseiam nos Esper de FFVI.
A trilha sonora de FFVI ainda é considerada a masterpiece de Nobuo Uematsu, sendo a preferida dele há bastante tempo. O tema da Yuna de FFX tem uma proximidade enorme com o tema da Aerith, consequentemente, remetendo a composição da Celes e por aí vai.

 

Sou indiferente a Malice Mizer, mas gosto de Gackt (a pessoa em si), acho ele uma das criaturas mais acidentalmente cômicas que já vi na vida, do fanboysismo de gundam a ser o sujeito que da "instruções" sexuais em programa noturno do japão... É uma criatura no mínimo fascinante. 8X

 

Sobre Cloud, gosto pessoal ou memória seletiva, talvez (sobre o caso de Cloud), adicione a preguiça de ler, barreira linguística no brasil, faixa etária de quem jogou, pessoas querendo ver demais onde não existe e temos uma coleção de bagunça.
Tipo, eu já evitei varias vezes falar de FFVII aqui dentro por receio de confusão, mas whatever. (Só pra constar: Eu gosto do jogo)

 

Tipo, Final Fantasy VII não é bem escrito, na verdade, a estrutura de roteiro do VI, VII, X, XII e XIII (O VIII também era, mas na minha cabeça só tem bullet points, logo, vou ignorar) é exatamente o mesmo, única coisa que muda é o visual, nome e um ou outro ponto dependendo de quanto Toriyama, Nojima ou Watanabe eles permitiram naquela noia.

 

Por exemplo, Sephiroth morreu em um flashback no mako reactor, porém, sua alma foi "expelled from paradise" e cuspida do life stream, dando inicio ao seu "suposto" controle do corpo de jenova e obviamente, "os clones black metal da reunion" para criar a forma de vida perfeita um ser que não é nem sephiroth nem jenova, o novo deus (pq simbolismo pesado é bombagem e isso é digno da Tri-Ace ou Shayamalan). Porém, pouco tempo depois nos somos bombardeados com a noção de que, yeah, jenova na verdade esta viva e controlando tudo por ser um organismo cujo as celulas são semiindependentes com conceito de assimilação, por puro instinto controlando o corpo de Sephiroth para tomar conta de tudo, ou seja, é o corpo de Sephiroth, parece "um pouco", com Sephiroth, mas é jenova, o que faz sentido apesar de sua contradição... Só que não, pq Sephiroth se tornou legitimamente popular e o maluco do Nojima (eu acho que foi ele, pode ter sido Kitase) ao ver a popularidade do personagem decidiu dizer "nop, sephiroth o tempo inteiro", iniciando uma senhora bagunça que entra em contradição até mesmo com a ideia de Jenova funcionar no modos operantis solitário e consumidor sem necessidade de um cérebro que por sua vez foi reutilizado em parasite eve pq eles concordaram que era um bom conceito MEU DEUS COMO FINAL FANTASY É MAL ESCRITO E CONTRADITÓRIO!

 

 

 

Ignorando o fato de que a equipe é legitimamente inepta na hora de escrever isso é tão estúpido e sem cabimento que só pode ser superado pela existência de Shuyin, é tão caótico que e canastrão que nenhuma explicação é valida, logo, qualquer um pode dizer o que quiser e ficar debatendo a perpetua contradição dessa bagunça não pq foi aberto a interpretação, mas pq é tão mal escrito que nenhum dos roteiristas sabe dizer o que diabos estava fazendo e qualquer resposta pode ser contra argumentada, com uma solução viavel sendo nada mais que uma especulação de fãs tentando fazer sentido de algo que no fim, não tem, são apenas essas duas pamonhas encontrando um beco sem saída em seu roteiro (algo que jamais deve acontecer) e criando uma rota de fuga no desespero.

 

Isso é a personificação do "complexo não é bem escrito" que assombra final fantasy a décadas, mas como reviewer de vídeo game ama querer parecer mais inteligentes do que são, eles ignoram essa grosseria e basicamente deram inicio a essa bagunça que final fantasy reside até hoje, onde absolutamente ninguém se deu ao trabalho de criticar construtivamente, isolando-os numa bolha, elogiando o que não devia e incentivando os vícios a serem repetidos. Alguns desses problemas comicamente finalmente foram criticados em "Final Fantasy XIII-2" (que perdeu muitos desses vícios, o que é hilário), mas antes mesmo da equipe digerir, todo mundo vai remanescer do passado, elogiar os mesmos problemas (por exemplo: procure a coleção de reviews do remaster de FFX, vai ter um bando de pessoas dizendo que a historia é "fantástica") e tudo vai ser como "passar sabão na cara de jumento", ninguém vai aprender nada e eles jamais vão entender o que há de errado... pq o publico parece não entender o que estava dando certo ou errado e quer exatamente a mesma coisa. Ou seja, é um ciclo vicioso. XD

 

 

Sobre o VIII eu me lembro de odiar a história, eu também não suportava o elenco principal, com Laguna e Irvine sendo os mais toleráveis mas eu realmente consegui esquecer ela. Único resquício dela na minha cabeça é um gosto amargo na boca e o bizarro PSA antidrogas pq aquilo era tão atabalhoado que parecia um comercial da administração Reagan. Agora, meu problema real com o jogo foi a gameplay, eu odeio aquele sistema de combate achando a ideia de ficar sugando magia de inimigos desgastante, repetitiva e ridícula. Existem outros problemas (Como a situação das armas) mas meu deus, como eu odeio aquele grind duplicado e estúpido...




#1028066 [IGN] 25 anos de Final Fantasy VI: O melhor da franquia?

Postado por WhBlaze em 09 abril 2019 - 11:35

Protagonista é a Ashe, vaan está mais pra um espectador com péssimo design

 

 

Pior que no papel é Vaan mesmo.

Eu falei pro Zoio que os problemas atuais de Final Fantasy começam no VI pq é quando Sakaguchi sai do controle e Nojima assume, logo, o foco se torna em parasitar na cultura pop, define a escrita padrão e começa uma espiral de problemas na escrita que só foram começar a dissipar no XIII como por exemplo, essa bagunça do personagem principal.
Só dando exemplos

Final Fantasy VI terra desaparece, Locke tem um protagonismo anormal e quase rouba o papel principal.

 

Final Fantasy VII "supostamente" Cloud é o personagem principal, mas no começo do jogo a personalidade dele e a historia foram roubadas de Zack, e de uma forma bem escalafobética, tudo gira em torno deeeeee Vincent... Lucrecia, Hojo, Jenova, Turks, Shinra... tudo gira em torno dele ou tem alguma consequência relacionada ao seu passado... Hell, até Sephiroth (Que muita gente esquece que literalmente falando "morreu no começo do jogo e só retorna no filme") é atrelado a Vincent, não Cloud \8

Final Fantasy VIII eu vou pular pq eu não gosto do jogo e não lembro direito, eu acho que tem essa bagunça com Laguna, mas a única coisa que fica reverberando na minha cabeça sobre FFVIII foi o fucking PSA fracassado antidrogas devoradoras de mente e Gackt, o ex-membro do malice mizer (Squall).

 

Final Fantasy X é a história de Yuna, Tidus pode gritar quantas vezes quiser que a história é dele mas o sujeito é coadjuvante dela... piorado pelo fato de que ele deveria se chamar Shuyin 8X

 

E no XII "todo mundo é mais importante que Vaan", Esse tem o problema de que Hiroshi Minagawa abandonou o jogo por doença, então Watanabe (Que mantenho o que disse sobre o risco de ser o roteirista mais inepto do mundo dos games) ficou sem direção, logo, o jogo é visivelmente incompleto. Mas yeah, problema do personagem principal sem foco era cronico e só foi piorando.