Ir para conteúdo


WhBlaze

Cadastrado: 24 Jul 2010
Offline Última atividade: Ontem, 23:58

Posts que fiz

No tópico: [Eurogamer] É TRETA...The Last of Us 2 possui animações falsas, de acordo co...

17 junho 2018 - 00:05

     De um lado estão os defensores da minoria que dizem que os personagens gays e femininas fazem parte de uma agenda nobre (huahuahua.. tem gente que acredita nisso) de representatividade e querem tomar isso como símbolos da luta; do outro lado estão as pessoas que dizem que querem empurrar isso nos jogos. Ok, no mundo polarizado de hoje acho normal, mas porque não considerar que são apenas histórias a serem contadas, personagens que hoje podem ser incluídos nos jogos AAA e estes jogos ainda assim serem aceitos. A única política nisso são as das empresas que aceitam ou não certos tipos de conteúdos. E isso é mais velho do que andar pra trás: a microsoft se negou a produzir Heavy Rain porque achou a temática pesada demais.

 

E sobre o público feminino dos jogos: a indústria ainda não sabe lidar com esse público. Usam estereótipos para atrair um público que ela estereotipa. :)

Pq apenas historias a serem contadas não refletem a situação sociopolítica do mundo Ò__óv

Esse negocio de publico feminino e tentativa de impor presença de sexo em gêneros específicos para chamar atenção para um ambiente que raramente chama atenção lembra um pouco o fato de que me acostumei a acompanhar minha esposa (na época namorada) fazendo cosplay de Luke Fon Fabre na anime friends e quando eu perguntava pq o crosdress ela me respondia que os personagens femininos eram irritantes e ela adorava esse psicopata uhahuauhahua. Maioria das garotas que eu conheço/conheci que tem algum apreço por vídeo games meio que tem resposta similares, o que faz essa tentativa não natural um pouco cômica, principalmente quando paramos para analisar a possibilidade de um gênero completamente "macho manliness" com ambientes hostil ao extremo mudando só pq tem um personagem feminino que, definitivamente não foi fabricado para chamar atenção, somos todos inocentes e acreditamos veemente nisso.

Trágico é ver que existem casos bem naturais de historias onde o personagem curiosamente o personagem era do sexo feminino (Já que isso esta em pauta) e ninguém comentou na epoca.

Ninja theory por exemplo, esta a anos usando personagens femininos como centrais de uma forma não forçada ou fabricada já que suas historias apenas tem elas como centro e ponto final.

Enfim, pra mim nem vale a pena argumentar sobre esse tipo de coisa, maioria das pessoas (De ambos os lados) tem mente travada e são incapazes de perceber que existe um meio termo ou que provavelmente, a forma que as coisas andam não são as melhores...


No tópico: [Eurogamer] É TRETA...The Last of Us 2 possui animações falsas, de acordo co...

15 junho 2018 - 22:33

"Nintendo realmente odeia esse conceito e gosta do brinquedo de criança. Isso não é uma critica, é uma constatação que afirma que eles são muito bons em fazer jogos sem conteúdos, porém divertidos"

 

Um jogo me veio a cabeça: Earthbound. Não consigo gostar disso. :)

 

Um fato que corrobora com o que você escreveu sobre a forma dos japoneses criarem jogos é que um dos primeiros JRPGs pra consoles (se não for o primeiro, não tenho certeza) foi Dragon Quest, que pegava a fórmula dos RPGs ocidentais e orientais de PC e a simplificou, deixando acessível para todos.

 

Sobre a sexualidade da Ellie, está acontecendo justamente o contrário do que você falou: as pessoas estão incomodadas com isso e não com o jogo em si. Estão julgando TLOU 2 por um simples trailer e característica de uma personagem, da mesma forma que fizeram com God of War. O mesmo está acontecendo com Battlefield V, AC e Gears of War, onde as pessoas estão reclamando por terem mulheres como protagonistas ou co protagonistas dos jogos.

Nintendo é complicada... quando ela quer fazer jogos mais simples como plataforma eles brilham justamente por ser o que eles gostam e sabem fazer. Rpg eu já acho um caso mais complicado... Começando por earthbound que eu tb não gosto =___="
Eu realmente gosto do setting, é diferente, colorido e familiar (talvez isso tenha me ajudado a gostar de citizens of earth), mas todo o resto é problemático. O humor as vezes é ótimo, outras vezes não. A gameplay tem boas ideais, mas nem sempre são bem executadas.
Enfim, pra mim, o jogo as vezes é desajeitado e esquisito demais para seu próprio bem -__-"

 

Sobre o rpg, eu acho que o primeiro oriental é hydlide, que se vacilar é o primeiro action rpg (nunca parei pra pesquisar), mas não me quote nisso XD

De resto, yeah, dragon quest é Ultima e Wizardry fundidos em um jogo pq Yuji Horii achou brilhante e queria apresentar pro nihon... e o jogo foi um fiasco no seu lançamento pq era complexo demais HUAHUAHUAHUAHU

 

Sobre o negocio do sexo... Eu não estava me referindo a esse trailer mas sim ao anuncio de que ela era lésbica, que por algum motivo algumas pessoas fizeram algo meio "girl/gay power" que honestamente? eu achei desnecessária. Eu sei que existem pessoas em minorias oprimidas que se sentem muito felizes quando veem seu gênero ou opção sexual sendo representada, mas as vezes, barulho e defender para ter mais "nem sempre é a melhor opção", na verdade, isso as vezes demonstra fraqueza e atrai parasitas oportunistas ao extremo -__+"

Agora sobre essa confusão recente, eu não sabia, mas curiosamente, eu fiz um comentário curioso que minha esposa concordou: estão tentando te atrair desesperadamente para os gêneros que você não tem interesse, mesmo que isso não faça um pingo de sentido... e eu perguntei se ela quer jogar com uma soldada romana não amazona e voltar pra Ac... e ela me respondeu com um nop, pq quer jogar kingdom hearts... so... yeah...

É a típica jogada de marketing ardilosa e malandra que se pinta de heroica, inovadora e defensora dos "frascos e comprimidos", mas que no fundo no fundo, lhe vê como um cifrão e ainda faz o favor de escrever os personagens femininos ou como esteriotipos, ou como uma tentativa desesperada de imitar Ripley (pq é um dos poucos casos onde o cinema realmente acertou em cheio na hora de criar uma mulher badass de filme de ação sem escrever ela como arnold, steve maqueen ou sly...) ou o meu favorito que tragicamente é a moda de hollywood: escrever homens como o estereotipo de mulheres indefesas e mulheres como homens sem bilau e seios (hunger games... cof cof).


Acho que ellie deve estar sendo pego em meio ao tiroteio de pessoas que estão de saco cheio disso, ou então é o mesmo caso de red dead redemption mesmo.
È algo grande, popular, não existem jornalistas na indústria, ninguém é capaz de escrever uma materia digna ou entender o que infernos estão falando logo: vamos polemizar, gawker ainda existe, né?


No tópico: [Meu PS4] Sexteto Sinistro? Novos vilões ainda serão revelados em Spider-Man

15 junho 2018 - 22:00

Adorava o Mysterio. O "chato" é que a ideia de uma luta contra ele já foi feita no Arkham Asyliun, quando o Batman enfrenta o Espantalho. :) Mas nada impede de ser sensacional. :)

 

Sobre o Electro.. eu queria o uniforme cafona....

Fora que a insomniac é um dos estúdios mais criativos da indústria... para fazer armas... mas não é possível que eles não consigam canalizar essa criatividade para fazer um chefe legal HUAHUAHUA
Tb não gostei do visual do electro, principalmente o sparkle no rosto ser cicatriz \8

Parece um visual rejeitado para filme -__+"

Pior ainda é que estamos falando de electro, o vilão que tinha tudo para ser overpower mas não consegue pq é uma anta XD
Criar um visual serio para ele é o cumulo da contradição XD


No tópico: [Meu PS4] Sexteto Sinistro? Novos vilões ainda serão revelados em Spider-Man

15 junho 2018 - 21:16

Se cabeça de aquário não estiver nesse jogo eu não compro.
Botaram seu negativo e tem gente cogitando a bosta do chacal, eu não aceito a ausência do aquário Ò___óv

 

E o shocker... shocker tava no trailer? ele tende a ser tão irrelevante que eu sempre esqueço dele

 

Que saudades de Homem Aranha Anual....


Pete Pote de Pasta... :hehe:  :hehe:  :hehe:  :hehe:

 

 

Bisão manda recados... e ele quer saber onde estão os brinquedos


No tópico: [Eurogamer] É TRETA...The Last of Us 2 possui animações falsas, de acordo co...

15 junho 2018 - 21:10

Mas o que estou apontando é exatamente isso: se Uncharted, por um motivo ou outro "é perdoado" por cometer esses mesmos deslizes (muito do motivo por ter vendido um jogo mediano, de proposta mediana numa época em que PS3 tinha quase nada o que jogar), o mesmo não corre com tlou.
TLOU é, basicamente, um copy/paste no quesito jogabilidade, com foco levemente direcionado pro stealth, mas continua sendo um copy/paste. Só que ele foi marketeado como "a nova revolução do survival horror" e, convenhamos, ele não chega nem perto dos títulos que dizem ter inspirado o game, o que dirá ter melhor engine, maior profundidade de gameplay que os clássicos. Vejo que até o underrated Dead Space é bem mais competente no quesito que TLOU.

Eu perdoei Uncharted por ter a premissa pipoca e entregarem sempre um jogo pipoca. Mas TLOU é marketing da mentira. Se o que realmente importa (gameplay) estivesse no mesmo patamar que sua composição artística, trilha sonora, character design, narrativa e cinematografia de cutscenes, seria mesmo o melhor jogo já feito. Mas como ele é medianamente mediocre no quesito gameplay, não perdoo de maneira alguma esse hyoe todo criado.

PS.: Não suporto Tomb Raider e Lara Croft, em nenhum momento critiquei TLOU em prol de TB, apenas vejo que os jogos são feitos para quem não tem nenhum interesse em desafio real ou se atém a profundidade de gameplay.
Mas tudo isso talvez seja porque eu acompanhei tudo, até o último peido dado pelo Druckmann e sua turminha na fase de produção de TLOU. Mas definitivamente, joguei uma vez, finalizei e passei adiante. Sem qualquer replay pro meu perfil. Amo a trilha sonora, curto demais o Joel, mas fica difícil defender um jogo que só produz boas cutscenes e segue sendo mediano em gameplay. Agora em TLOU2 será impossível não apontar agenda inclusiva também, já que a narrativa toda se justifica pelo motivo óbvio exposto no trailer.

 

 

Eu não vejo como deslize XD

Na verdade, seria um deslize se eles não encontrassem uma forma de se distinguir, e essa inteligencia artificial mais suicida acabou criando o estilo macaco de circo de uncharted, com você frequentemente perdendo cover e se movendo de um lado pro outro, e bom, se eles tivessem recriado a mesma coisa ele seria só mais um tps com as mesmas mecanicas (Maldição de Dark Void, que foi um dos jogos que mais me decepcionou na geração passada).

Eu também não acho o primeiro uncharted mediano, pode ser que meu afeto por tudo por uma esmeralda tenha me deixado mais apegado que o normal mas, yeah, eu realmente gosto do jogo.

 

Sobre last of us, eu discordo sobre a gameplay ser copy past, seu estilo e estrutura de jogos são severamente diferentes e pelo menos para mim, alegar que ele é idêntico ou copiado seria o mesmo que falar que ninja gaiden e castlevania são similares por serem difíceis e mesmo gênero.
Eu não me lembro de last of us ser vendido como uma revolução do subgênero de survival horror, admito que ou eu esqueci completamente ou passou por debaixo do meu radar, mas eu discordo sobre ele ser inferior as supostas inspirações dele (Que eu não tenho ideia de quais sejam, mas duvido muito que seja deadspace).

Gosto em si é algo muito peculiar, cada um tem o seu e o que ressoa com um não necessariamente vai capturar o outro, mas mesmo não achando Last of us a oitava maravilha do mundo como muitos gostam de exclamar, eu ainda acho brutalmente superior a deadpsace em todos os quesitos existentes. 
Verdade seja dito que ambos os jogos são completamente diferentes, dead space tem maior foco em gameplay (ao ponto de sua historia fazer tanto sentido quanto event horizon...) e por isso é mais frenético.
Last of us por outro lado expande o que começou com uncharted, focando em sua narrativa que tem o intuito de criar um ar mais cinematográfico, esporadicamente cortando para gameplay que de certa forma, tem segundo plano. Gameplay que por sinal eu também gostei muito quando vi. Os breves elementos de rpg sempre são bem vindos em qualquer jogo, a mecânica de construção também combina com jogos de sobrevivência e eu adorei a milha falha e inimigos que desabavam facilmente.
Pra mim eles batiam bem com o clima que o jogo queria criar, clima que por sua vez é frequentemente presente com as tentativas de imersão que fazem você passar tranquilamente por cenários enquanto você tenta se identificar com os personagens, e apesar de estar na mesma situação que você de não achar last of us a oitava maravilha da terra, na verdade, eu vou ate um pouco mais longe, você acha que se não fosse a gameplay o jogo seria merecedor de todos os méritos exagerados (pelo menos foi isso que eu entendi), eu não... Mas eu entendo o pq o pessoal age como se ele fosse. Vamos ser sinceros, jogos em geral sempre foram uma bagunça, especialmente ocidentais. Japoneses dominaram a indústria de games por uma vida inteira e mesmo sendo produto, a maioria deles tem um estilo mais artístico (Excluir nintendo. Nintendo realmente odeia esse conceito e gosta do brinquedo de criança. Isso não é uma critica, é uma constatação que afirma que eles são muito bons em fazer jogos sem conteúdos, porém divertidos). ocidentais, especialmente americanos, são muito presos a parte distração e tabuleiro digital, na época do domínio oriental era surreal ver a quantidade de jogos americanos que tentavam clonar o que os japas faziam sem entender e obviamente falhavam, e em geral é o que nos normalmente somos apresentados (generalizando. Brasil tende a escorregar disso, mas generalizar é mais fácil \8), logo, se deparar com algo 100% ocidental, que toca em seu estilo e valores, não manipulativo ou excessivamente complexo, muito menos metido a intelectual artrítico acaba tornando ele relevante, afinal, ele apresentou um mundo novo para pessoas que nunca tiveram contato com esse tipo de coisa, o que acaba criando o hype. Mas sendo completamente honesto? Eu prefiro que esse barulho fique com um jogo que pelo menos fez isso, do que com algo manipulativo, tosco (no sentido real da palavra), tapado e arrogante como metal gear solid iv... É como ver os fãs de chrono trigger gritando que ele fez uma renca de coisa antes de todo mundo. Ele fez? não, de jeito algum... tudo isso é padrão do roteirista que já havia criado o mesmo estilo de narrativa em jogos como dragon quest v, mas eu prefiro ver o pessoal louvando outra obra de Yuji Horii do que um jogo tosco que não faz sentido só pq é um pedaço da infância deles, afinal, um contato com o inicio de algo grandioso torna mais facil ou das coisas melhorarem ou simplesmente de se apresentar o pai da ideia...

 

Mas eu entendo porque o pessoal age como se fosse. Jogos em geral sempre foram uma bagunça, principalmente ocidentais. Japonês dominaram por muito tempo e sempre tiveram um estilo mais artístico (excluir nintendo. Nintendo realmente adora o conceito de brinquedo e não, isso não foi uma critica. eles são bons em fazer jogos infantis mas divertidos...), ocidentais, especialmente americanos, ainda são muito presos a parte brinquedos e distração de quando ela foi criada, e em geral, é o que nos foi apresentado por um longo período de tempo. Ver um jogo ocidental não excessivamente complexo, metido a intelectual artístico (E acidentalmente burro ou vazio...), main stream, acessível e tão diferente do que os outros estão acostumados automaticamente eleva ele a um patamar diferente para a maioria. Isso o torna revolucionário como muitos falam? não, de jeito algum, mas torna ele superior a jogos como por exemplo metal gear solid IV, que se enquadra em todos os pontos negativos que eu citei + manipulativo... E honestamente? eu prefiro mil vezes pessoas acreditando em Last of US ou Chrono trigger, do que

 

 

Mas enfim, eu estou saindo um pouco de ordem e foco uahhauhua

Como disse antes, cada um com seu gosto e eu respeito sua opinião de preferir dead space, mas apesar de normalmente concordarmos (principalmente em castlevania... se bem que eu gosto de dracula x e vc não ahuhahau), eu vou ter que discordar de vc nessa, já que se eu tivesse que por ambos no mesmo balaio e escolher um, eu ficaria com last of us. Não por culpa da ladainha que muitos exclamam sobre ele ser perfeito blablabla, ou pq eu gosto de jogos de sobrevivência, mas comicamente, pq eu realmente me dou bem com combo de gameplay + narrativa que ele apresenta que nem sempre é bem executado. Não sei se eu sou completamente dessensibilizado, mas eu só consigo sentir algum tipo de tensão, noção de impotência ou frustração com alguma cena se ela for apoiada por uma narrativa competente, algo que seja capaz de me dar algum receio de que eu possa perder algo, já que a mera frustração de morrer e recomeçar não é intimidadora ou enervante para mim, é apenas frustrante.
Sei que tem gente que fica tenso, com mãos suadas e nervoso em jogos de terror mas... yeah, não acontece comigo. Creio que sei o motivo, mas enfim XD

 

PS: Eu sei que no fez homi, eu citei tomb raider pq o diabo do jogo foi feito pela pessoa que acusou a ND de estar forjando uhahuahuaha... e tb pq tava em pauta, logo, eu tenho que ventilar daquela coisa uhahuahua

PPS: Como raios essa conversa chegou aqui? HUAUHAHUA
PPPS: mals por ter escrito muito huauhahuahua

 

 

 

Ninguém parou de jogar God of War quando Kratos foi pro minigame de sexo. Ninguém se ofendeu. Ninguém se importa com inclinação sexual de personagem de videogame, especialmente porque é algo acessório. A menos, é claro, que seja incluido na narrativa, de maneira crucial e aí é que coneçamos a falar de ideologia, seja de gênero ou inclusão.

 

Cuidado que o povo é sensível hoje em dia uHAHUAHUA

Eu lembro de ter dado alguns facepalms em comentários bananas do pessoal de remember me, mas last of us o pior que eu vi foi o pessoal tentando transformar o fato de que a personagem principal era lésbica em algo maior do que deveria.

É o típico momento de "que que tem?" q pode tornar preconceito mais fácil e se aceitar, mas que por motivos além da compreensão humana, tinham que ser aumentados XD