Ir para conteúdo


Foto

[Meio Bit] O outro lado da glamorosa indústria de games.



  • Por favor, faça o login para responder
18 respostas neste tópico

#1 Tio_Maluco

    A única coisa em que todos somos iguais…é na morte.



  • 6.147 posts
  • Perfil no Portal
  • Nome:Jeff Neves Bisotto

Postado 21 novembro 2018 - 14:50

Trabalhar com criação é algo bastante complicado. A todo momento teremos alguém nos avaliando, julgando e até se considerando mais capazes do que nós. Imagine então ser um renomado game designer, alguém cuja obra é experimentada por milhões de pessoas de todo o mundo e que devido a popularização das redes sociais, estão sujeitos às mais variadas críticas.

20181121cliff-bleszinski.jpg

Cliff Bleszinski, do sucesso ao fracasso em dois atos.


Por lidarem quase que constantemente com uma comunidade que pode ser extremamente tóxica, vez ou outra vemos alguns desses profissionais demonstrarem toda a sua insatisfação e só nos últimos dias dois grandes nomes da indústria declararam que não deverão voltar a produzir games.

O primeiro deles foi Cliff Bleszinski, que após o fechamento do seu estúdio foi questionado no Twitter se ele não reembolsaria as pessoas que compraram o LawBreakers. CliffB disse então que teve que pagar seus funcionários por meses após o fim das atividades, ficando dois anos sem tirar dinheiro para si e concluiu afirmando que “esse tipo de mer** é outro motivo pelo qual nunca voltaria a fazer outro jogo”.

A resposta gerou uma onda de reações, com algumas pessoas como Cory “God of War” Barlog defendendo a maneira como ele lidou com os problemas, mas muitas outras criticando duramente o cocriador da franquia Gears of War. Entre elas estava Zach Lowery, ex-funcionário da Boss Key Productions que disse ter recebido a “ajuda” por apenas três semanas. Após afirmar que havia exagerado, Bleszinski fez questão de lembrar o ex-funcionário de quando levou — em um jato particular — ele e toda a sua família para uma viagem a New Orleans.

Percebendo que o assunto havia alcançado uma proporção enorme, o game designer usou o Facebook para explicar a sua decisão de deixar a indústria de games. Por lá ele disse:

 


Estamos em um mundo polarizado em que gritamos uns com os outros por trás do brilho de retângulos, quando poderíamos estar sendo gentis pessoalmente. Estamos em um mundo em que é mais legal assistir outra pessoa jogando de um a três jogos, ao invés de jogarmos nós mesmos. Estamos em um mundo em que você é avaliado pelo número de likes, inscritos e as impressões que consegue.
Estamos em um mundo onde as expectativas por um produto são fora de série, assim como o custo de marketing e os orçamentos dos jogos são tão malucos que o consumidor médio não consegue imaginar o custo para fazer esse produto.”



Bleszinski então disse que a partir de agora o seu foco estará em dar atenção à família, amigos e seus cães, e que é um felizardo por poder se aposentar dos games. Isso provavelmente se deve a bolada que recebeu quando a Tencent comprou parte da Epic Games, assim como quando o Facebook adquiriu a Oculus, empresa em que ele atuou como investidor no início.

20181121david-jaffe.jpg

David Jaffe e a expressão que retrata a sua insatisfação com a indústria.


Mas, lembra que eu disse que Cliff Bleszinski não estava sozinho nesta? Pois o outro game designer que disse que também pode ter abandonado o barco é David Jaffe. No início deste ano ele se viu obrigado a fechar a sua desenvolvedora, a The Bartlet Jones Supernatural Detective Agency e se naquela ocasião Jaffe afirmou que precisaria dar um tempo no desenvolvimento de jogos, ao participar recentemente do podcast “Colin’s Last Stand Fireside Chats” o criador das franquias Twisted Metal e God of War foi além, colocando em dúvida o seu retorno à indústria.
 

Sobre se irei fazer outro jogo ou não, eu não sei. Não tenho nenhum plano no momento. Acho que se eu for fazer outro jogo seria difícil imaginar fazê-lo com o tipo de coisa que fiz no passado. Se você olhar para o que a Sony está fazendo agora, é fantástico, estou obcecado pelo Spider-Man no momento… Mas o que eles fazem atualmente é tão diferente do tipo de coisa que estou curtindo no momento. Meio que estou farto [de desenvolver jogos AAA].



De acordo com David Jaffe, ultimamente ele tem jogado muitos títulos retrô ou que ao menos o lembre de antigamente, além de revelar que esse é um estilo que poderia lhe fazer repensar a aposentadoria. Mesmo assim, as declarações do sujeito e os últimos fracassos comercias da sua carreira (Calling All Cars! Drawn to Death) deixam claro que ele é mais um que parece ter perdido as forças para continuar tentando sobreviver numa indústria que, ao mesmo tempo em que é capaz de catapultar alguns profissionais ao estrelato, não tem o menor pudor de afundá-los de um dia para o outro. Ou melhor, um insucesso após outro.
 
 
Fonte Meio Bit


All Hail the God PS4!!!

Tio_Maluco.png?0.349460984426s-l300.jpg


#2 gabricj

  • Nome:Gabriel

Postado 21 novembro 2018 - 15:48

Triste. Pior que o cara tem razão. Essa nossa comunidade é muito tóxica mesmo.

 

Mas quero comentar sobre esse trecho:

"Estamos em um mundo em que é mais legal assistir outra pessoa jogando de um a três jogos, ao invés de jogarmos nós mesmos"

 

Quanto a isso, felizmente estou salvo e concordo com ele. Me nego a assistir youtuber jogando. 

Fiz isso apenas duas vezes, recentemente, pra conhecer. Vi o tal BRKsEdu jogando o Resident Evil 2 original, e cara, impressionante como ele joga mal. Vi 10 minutos e parei.

A outra situação, o mesmo youtuber jogando Crash Bandicoot, pra deixar meu filho assistindo, também só pra confirmar como o cara joga MUITO mal, a ponto de dizer que o remake ficou mais difícil que o original. 

 

Se é pra ver youtuber jogar mal, melhor ir dormir.


Imagem Postada

#3 Renan-Adao

Postado 21 novembro 2018 - 15:56

Acho que se aplica em muitas áreas que parecem glamurozas, mas no fundo é cheio de pessoas depressivas! Quantos artistas
com fama, dinheiro se suicidando! Lastima!!

Renan-Adao-hall.png


Meus guias:
Spoiler


Hall de Platinas
Spoiler


Recomendações:
http://forum.mypst.c...ões-renan-adao/

#4 WerneyPark

  •  WerneyPark
  • Nome:It's my ID <3

Postado 21 novembro 2018 - 16:00

 

 

eu tenho 2 motivos pra ver Gameplay no Youtube, o cara ser infinitamente melhor que você ao ponto de fazer coisas absurdas. ou você querer ver a pessoa, o que ela diz e as reações dela.

Um bom exemplo disso é o Muselk que faz videos de Fortinite, eu nem jogo fortinite, e não entendo grande parte do que ele fala, por ser em Inglês, mas vi muitos videos dele por fazer uma coisa diferente, e ser extremamente bom no jogo(pelomenos na parte que ele mostra kkk)


WerneyPark.jpg

Spoiler

Recomendações 22xD / Vendinha \0/ / Emprestimo/Lista de Desejos / MyAnimeList <3 / Let's Play SAO

"casualmente" ganhos #^_^#

Spoiler
"Gostar da pessoa vem com o tempo, a primeira vista você se interessa pela pessoa por algum motivo, físico ou alguma coisa assim, ai você passa a gostar dela pelas qualidades, e você passa a amar pelos defeitos"

#5 Oleiwson_Brazil

  •  oleiwson brazil freire

Postado 21 novembro 2018 - 16:24

Fora a pressão dos diretores das empresas que forçam os desenvolvedores a entregar jogo pela metade.

No Mans Sky
Mass Effect Andrômeda
E o mais recente Fallout.

A0038_XL.png

Um novo começo

Oleiwson2017.png

 

Oleiwson2017-jogo.png

:psn100:

Spoiler

:platinum:

Spoiler

 

RECOMENDAÇÕES


#6 talespagni

Postado 21 novembro 2018 - 16:39

Nunca vi graça nenhuma de ver os outros jogando. Não importa se é bom, ruim, velocista, campeão mundial sei lá das quantas, etc.

 

Tem tanta coisa mais útil pra se usar o tempo nos dias de hoje, que fica até difícil de enumerar.


Editado por talespagni, 21 novembro 2018 - 17:18.

talespagni.png

 

Os melhores jogos (que já joguei): PS3 e PS4


#7 PauloRAz

Postado 21 novembro 2018 - 17:13

Verdades e verdades. 

 

Mas infelizmente é assim que a indústria funciona, não só para games... 


PauloRAz.png


#8 doChimbinhO

  • Nome:Tiago Oliveira

Postado 21 novembro 2018 - 22:55

Nunca vi graça nenhuma de ver os outros jogando. Não importa se é bom, ruim, velocista, campeão mundial sei lá das quantas, etc.

 

Tem tanta coisa mais útil pra se usar o tempo nos dias de hoje, que fica até difícil de enumerar.


Eu queria saber qual é a graça de uma galera que enche a boca ai e diz "Zerei X jogo pelo Youtube"



#9 The_Dark_Side97

Postado 21 novembro 2018 - 23:21

Infelizmente isso é uma puta realidade, isso pq na noticia não fala também daquele ex funcionário da Rockstar que disse que trabalhar lá era "como ter uma arma apontada na cabeça", esses caras devem ter uma puta pressão nas costas.

 

A equipe de Fallout 76 deve tar levando tanto créu agr... 


The_Dark_Side97.png

 

 

 

 

Spoiler

#10 Raanso

Postado 22 novembro 2018 - 06:49

Triste. Pior que o cara tem razão. Essa nossa comunidade é muito tóxica mesmo.

Mas quero comentar sobre esse trecho:
"Estamos em um mundo em que é mais legal assistir outra pessoa jogando de um a três jogos, ao invés de jogarmos nós mesmos"

Quanto a isso, felizmente estou salvo e concordo com ele. Me nego a assistir youtuber jogando.
Fiz isso apenas duas vezes, recentemente, pra conhecer. Vi o tal BRKsEdu jogando o Resident Evil 2 original, e cara, impressionante como ele joga mal. Vi 10 minutos e parei.
A outra situação, o mesmo youtuber jogando Crash Bandicoot, pra deixar meu filho assistindo, também só pra confirmar como o cara joga MUITO mal, a ponto de dizer que o remake ficou mais difícil que o original.

Se é pra ver youtuber jogar mal, melhor ir dormir.

Concordo perfeitamente com vc! No máximo assistir um vídeo pra se entender uma mecânica ou outra! Mas o que me deixa de cabelo em pé é a parcialidade de alguns youtubers, fazem comentários comprados, e isso me faz questionar a credibilidade da opinião deles!
Ao mesmo tempo eu penso que esses criadores de games achavam que criar jogos seria um hobby e não um emprego, e quando viram que isso não é tão divertido e só o fizeram pelo dinheiro e não por prazer, vc também fica sem saber se isso foi algo que faltou a eles, gostar do que faz!

PS.: quanto ao youtuber citado, eu não suporto a voz, mas passei a entender as opiniões dele quando ele disse num unboxing de ps4: "eu prefiro o controle de xbox, pq quando acaba a pilha é só trocar, já o controle de ps quando da problema na bateria vc tem que trocar o controle" - isso me fez entender que pra esse tipo de gente, o melhor produto é o do fabricante que pagar mais

Editado por Raanso, 22 novembro 2018 - 06:54.


#11 LucasIIGD

  •  lucas_bast@hotmail.com
  • Nome:Lucas...XD

Postado 22 novembro 2018 - 07:26

Concordo perfeitamente com vc! No máximo assistir um vídeo pra se entender uma mecânica ou outra! Mas o que me deixa de cabelo em pé é a parcialidade de alguns youtubers, fazem comentários comprados, e isso me faz questionar a credibilidade da opinião deles!
Ao mesmo tempo eu penso que esses criadores de games achavam que criar jogos seria um hobby e não um emprego, e quando viram que isso não é tão divertido e só o fizeram pelo dinheiro e não por prazer, vc também fica sem saber se isso foi algo que faltou a eles, gostar do que faz!

PS.: quanto ao youtuber citado, eu não suporto a voz, mas passei a entender as opiniões dele quando ele disse num unboxing de ps4: "eu prefiro o controle de xbox, pq quando acaba a pilha é só trocar, já o controle de ps quando da problema na bateria vc tem que trocar o controle" - isso me fez entender que pra esse tipo de gente, o melhor produto é o do fabricante que pagar mais


Kkkkkkk pelo visto eu não perco nada vendo essas análises no YouTube...

Video de gameplay bom é aquele que o cara só joga, vc não ouve um pio, só visualiza o jogo e tira suas proprias conclusões, ainda sim, tem que ser algo resumido e direto ao ponto, por isso eu gosto tanto dos trailers da PSN, eles são diretos e te dão uma ideia do jogo.

Quanto à notícia é lamentável que a indústria dos games esteja nessa situação. Se o cara não gosta mais do que faz, ele ta certo, tem mais é que sair.

Videogame é diversão, tanto pra quem produz como pra quem joga, caso contrário, os jogos perdem a essência.

LucasIIGD.png

<< RECOMENDAÇÕES >>


METAS 2019
Spoiler

GUIAS DE TROFÉUS

#12 NeckerQube

    Chamar alguém de animal é uma ofensa... aos animais.





  • 8.829 posts
  • Perfil no Portal
  • Nome:Rômulo Xavier

Postado 22 novembro 2018 - 07:32

Eu queria saber qual é a graça de uma galera que enche a boca ai e diz "Zerei X jogo pelo Youtube"

Você ainda não frequentava o fórum na época em que essa pérola foi postada aqui.
Acabou virando piada, quem fala isso normalmente tá fazendo uma zoeirinha.

Mas eu concordo que assistir gameplay é chato demais. Eu só vejo quando preciso entender como passar alguma parte do jogo (raids no destiny, por exemplo) ou quando é engraçado (smzinho ficando ultra putaço em todos os jogos).

#13 gabricj

  • Nome:Gabriel

Postado 22 novembro 2018 - 09:03

Nunca vi graça nenhuma de ver os outros jogando. Não importa se é bom, ruim, velocista, campeão mundial sei lá das quantas, etc.

 

Tem tanta coisa mais útil pra se usar o tempo nos dias de hoje, que fica até difícil de enumerar.

 

Concordo totalmente

 

 

 

 

 

Ainda bem que não sou o único. Pensei que eu era exceção.


Imagem Postada

#14 clausouza185

Postado 22 novembro 2018 - 12:23

Zerei duas vezes pelo you tube, uma delas no Hard!

#15 AkauaSilva

Postado 22 novembro 2018 - 16:14

Entendo perfeitamente quem não gosta de assistir gameplay, mas eu particularmente não me importo em assistir, desde que seja um bom jogo e o cara saiba o que esta fazendo. Filipe Ramos, viperconcept e Maximilian Dood são os melhores na minha opinião. 


Editado por AkauaSilva, 22 novembro 2018 - 16:15.


#16 Tio_Maluco

    A única coisa em que todos somos iguais…é na morte.



  • 6.147 posts
  • Perfil no Portal
  • Nome:Jeff Neves Bisotto

Postado 22 novembro 2018 - 18:05

Outra coisa que muitos jogadores sonham em ser pois desconhecem a tortura que é o trabalho é gametester. Eu na época me inscrevi e fui aceito para ser testador do guns Up, era obrigado a jogar um numero x de partidas por dia, relatar qualquer bug, dar ideias etc.... No incio parecia uma maravilha, mas depois de uns 3 dias jogando sempre a mesma maldita fase, varias e varias vezes. Chega uma hora que o prazer some e aquilo vira uma verdadeira tortura.  Não recomendo a ninguém esse trabalho.
 
Nunca mais quero ser testador de jogo nem um.
 
O nome do Tio nos créditos do jogo para provar o que to falando.
Cn0_ZFsXgAAb0I7.jpg


All Hail the God PS4!!!

Tio_Maluco.png?0.349460984426s-l300.jpg


#17 H2ohMystogan

  •  reginaldo-smoothcriminal
  • Nome:Reginaldo da Silva Melo Junior

Postado 22 novembro 2018 - 20:30

É uma industria muito complicada, principalmente para desenvolvedores indie e/ou estão tentando realizar algo mais "autoral". Tentando sair um pouco do estado dos AAA que lançam todo ano.

 

O Cllff era meio babaca em certas entrevistas do Lawbreakers, mas dava pra ver que ele apostou todas as fichas dele pra, no fim, todo mundo zoar o jogo de "é só uma copia de Overwatch" e ter o seu projeto fora do mapa tão rápido. 

 

A gente gosta de zoar mas, em certas ocasiões, tem pessoas que se empenham e tentam trazer o melhor que eles podem, pra então fracassar e virarem chacota no meio. Não é a toa que o cara tá desistindo. 


33c.gif


#18 doChimbinhO

  • Nome:Tiago Oliveira

Postado 23 novembro 2018 - 03:37

Você ainda não frequentava o fórum na época em que essa pérola foi postada aqui.
Acabou virando piada, quem fala isso normalmente tá fazendo uma zoeirinha.

Mas eu concordo que assistir gameplay é chato demais. Eu só vejo quando preciso entender como passar alguma parte do jogo (raids no destiny, por exemplo) ou quando é engraçado (smzinho ficando ultra putaço em todos os jogos).

 

Queria ter pego essa época ^^


Zerei duas vezes pelo you tube, uma delas no Hard!

 

Eita! Ai é bichão mesmo heuheuheh



#19 washsou

Postado 23 novembro 2018 - 08:09

Até gosto de ver uma partida ou outra no youtube, mas normalmente são jogos de competição e para ver as técnicas usadas para aprender alguma coisa de meu interessse.


washsou.png

 

Platinas e 100%

Spoiler

Recomendações


Inteligência é a habilidade de se adaptar as mudanças.






0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membros, 0 visitantes, 0 membros anônimos